A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Reação Alérgica

Pré-visualização|Página 1 de 1


Reação alérgica

Uma reação alérgica ocorre quando as células do sistema imunológico interpretam uma substância estranha como prejudicial. O sistema imunológico reage exageradamente a esses alérgenos e produz histamina, substância química que causa sintomas alérgicos, como inflamação, espirros e tosse.

Há muito que a alergia é considerada equivalente à hipersensibilidade(um termo antigo) e, portanto, foi equivocadamente considerada uma reação imune exagerada a uma substância. Mas "alergia" é a expressão clínica dos mecanismos normais de resposta imune do corpo, contra possíveis invasores; e o erro não está no tipo de resposta ou em sua intensidade, mas no objetivo, que não constitui nenhuma ameaça.

A consequência final desse erro no sistema imunológico é a doença do hospedeiro, causada pelos efeitos colaterais sofridos pelos tecidos, onde o sistema imunológico tenta se defender contra essa substância inofensiva. As manifestações clínicas desta doença são diversas, pois dependem da substância causal e do órgão afetado. Atualmente, mais de um terço da população mundial tem uma doença alérgica.

Reações alérgicas leves geralmente podem ser tratadas com remédios caseiros e medicamentos de venda livre. Apesar disso, as diversas reações alérgicas crônicas precisam de tratamento de um profissional médico.



HTML image 0
Reação Alérgica


Causas

Uma alergia começa quando seu sistema imunológico confunde uma substância normalmente inofensiva com um invasor perigoso. O sistema imunológico produz anticorpos que permanecem em alerta para esse alérgeno específico. Quando você é exposto ao alérgeno novamente, esses anticorpos podem liberar vários produtos químicos do sistema imunológico, como a histamina, que causam sintomas de alergia.

Os gatilhos comuns da alergia incluem:


  • Alérgenos no ar (como pólen, pelos de animais, ácaros e mofo).
  • Picadas de insetos como por exemplo as picadas de abelhas, mosquitos, vespas e etc
  • Medicamentos (particularmente penicilina ou antibióticos à base de penicilina).
  • Látex ou outras substâncias que a pessoa toca, que podem causar reações alérgicas na pele.


Sintomas

Alergia alimentar pode causar:


  • Formigamento na boca
  • Inchaço dos lábios, língua, rosto ou garganta
  • Urticária

Alergia a picadas de insetos pode causar:


  • Uma grande área de inchaço (edema) no local da picada
  • Comichão ou urticária em todo o corpo
  • Tosse, aperto no peito, chiado ou falta de ar


Complicações

Ter uma alergia aumenta o risco de outros problemas médicos, incluindo:


  • Anafilaxia. Se o indivíduo tem alergias graves, corre um risco maior de ter essa reação séria induzida por alergia.
  • Asma. Se o indivíduo tem alergia, é mais provável que tenha asma, que é uma reação do sistema imunológico que afeta as vias aéreas e a respiração.
  • Sinusite e infecções dos ouvidos ou pulmões. Seu risco de contrair essas condições é maior se o indivíduo tiver febre do feno ou asma.


Tratamento

O tratamento de alergias ambientais para alérgenos no ar, como pólen, poeira e mofo, são:


  • Pastilhas para a garganta com ingredientes calmantes, como mentol, mel ou gengibre
  • Tomar banho e lavar todas as roupas após ser exposto a um alérgeno
  • Exercitar-se por alguns minutos para ajudar a reduzir a congestão nasal
  • Tratamento de alergias na pele.

O tratamento para reações alérgicas, relacionado aos alérgenos encontrados na saliva animal, plantas venenosas, drogas, produtos químicos e metais, são:


  • Cremes ou comprimidos de corticosteróides, já que possuem esteróides que reduzem a inflamação e a coceira
  • Medicação para mordida ou picada
  • Aplicação da bolsa de gelo na área por intervalos de 10 a 15 minutos.

Tratamento para alergias crônicas deve ser dado por:

  • Vacinas de imunoterapia ou alergia.
  • Prescrição de medicamentos para asma, como broncodilatadores e corticosteróides inalados. A terapia de dessensibilização medicamentosa é usada para alérgenos específicos.