EPIDEMIOLOGIA

EPIDEMIOLOGIA

Pré-visualização4 páginas
EPIDEMIOLOGIA
*Aula 1: História da epidemiologia
- Tríade da epidemiologia:
Medicina social
Clínica 
Estatística 
- Ciência voltada a resoluções de problemas de saúde na população 
Estudo dos determinantes de saúde-doença
Análise das situações de saúde \u2013 diagnóstico de saúde na comunidade 
Avaliação de tecnologias e processos no campo da saúde 
- Clinica dedica-se ao estudo da doença no individuo, estudando casos e casos 
- Epidemiologia dedica-se ao estudo de problemas de saúde em grupos de pessoas, envolvendo populações numerosas
- Epidemiologia nasce com Hipócrates (textos sobre epidemiologia e raciocínio epidemiológico) e é seguida por seus discípulos 
- No começo da medicina, em Roma, havia poucos médicos que eram em geral, escravos gregos de grande valor monetário que trabalhavam para a corte ou para famílias nobres 
- Imperador Marco Aurélio criou o Censos, registros de nascimentos e óbitos, dando inicio a estatística 
- Na idade média, prática da saúde torna-se exclusividade da igreja; amuletos, cultos e santos faziam parte do caráter mágico-religioso
- Medicina para pobres era exercida por religiosos, barbeiros, boticários...
- Famílias ricas tinham médicos privados \u2013 cortesão
- Não havia ações coletivas no ramo da saúde, a não ser em momentos de crises e epidemias 
- Árabes = adotaram práticas de higiene e de saúde pública, consolidando registros de informações \u2013 avicena e averroes 
- Epidemiologia surgiu de fato em Londres, criada por Thomas Sydenham por volta do ano 1600
- Paris era periodicamente dizimada por pestes ovinas 
- Hospital surgiu como um lugar de acolhimento, um abrigo das ordens religiosas. O primeiro surgiu nas cruzadas
- Constituição do saber clínico racionalizado e moderno se deu em 3 etapas:
Luta contra os leigos e religiosos pela legitimação de uma clínica média racional. Não havia uma distinção entre saúde pública e coletiva 
Já consolidado como instituição de pratica profissional, reforçava o estudo unitário do caso, investigando os enfermos acolhidos pelo hospital 
Surgimento da fisiologia moderna, estruturada a partir da definição de patologias 
- Estatística surgiu como uma necessidade de contar o povo e seu exército (riqueza da nação)
- O povo e o exército para serem produtivos, precisavam de saúde e disciplina
- William Petty e John Graunt foram os percussores da demografia, estatística e epidemiologia moderna
- Valorização da matemática \u2013 estimativas
- Laplace criou os métodos de análise de mortalidade e outros casos de saúde 
- Lauber Quetelet aperfeiçoou os métodos aplicados de estatística 
- Pierre Charles Alexandre Louis \u2013 fundador da epidemiologia (estatística)
- William Farr criou registros anuais na Inglaterra e no País de Gales 
- Inglaterra \u2013 medicina para os pobres sustentada pelo Estado
- A partir da revolução francesa, criou-se a medicina urbana com o intuito de sanear a cidade 
- Em 1838, a medicina social foi proposta por Guérin
- Florence Nightingale (1850) funda a enfermagem \u2013 estudo da mortalidade 
- John Snow em 1850, provou a teoria microbiana
- Oliver Holmes foi considerado o primeiro epidemiologista norte americano 
- August Hirsch \u2013epidemiologia ecológica 
- Em 1910 surge o relatório Flexner, que separa individuo/coletivo, biológico/social, curativo/preventivo
- Crise mundial de 1929 leva à elitização da saúde 
Saúde como meio de controle social 
Redescobrimento do social e cultural da medicina\u2019
- Em 1931, epidemiologia tentava resgatar a medicina coletiva 
- Em 1927, Frost diz que a epidemiologia é uma ciência preocupada em compreender as enfermidades a partir de uma filosofia consistente 
- 1950 \u2013 Programas de investigação e departamentos de epidemiologia, começam a desenvolver novos métodos de investigação
- Após anos 60, ocorreu forte matematização da epidemiologia. Ampliação e maior eficiência nos bancos de dados 
- Obrigações do sus:
Controlar e fiscalizar procedimentos, produtos substâncias de interesse para a saúde pública 
Executar ações de vigilância sanitária, epidemiológica e de saúde do trabalhador 
Ordenar formação de recursos humanos 
Participar da política e execução de saneamento básico
Incrementar o desenvolvimento científicos, tecnológicos e a inovação 
Fiscalizar e inspecionar alimentos e outros produtos para consumo humano
Controlar e fiscalizar produtos psicoativos, tóxicos e radioativos 
Colaborar com a proteção do meio ambiente 
- Deriva-se dos naturalistas e da medicina social, que descreviam as diversas doenças 
- Escola tropicalista baiana \u2013 não era uma instituição de ensino, mas estudavam a prática médica e a etiologia de doenças que acometiam escravos e homens livres
- Questionamento do ensino das faculdades médicas do brasil que ainda usavam a teoria miasmática (doenças eram provenientes de miasmas: odor fétido de matéria orgânica em putrefação 
-Surgimento de técnicas mais modernas de medicina: microscopia, parasitologia e estudo de fluídos corporais 
- Tropicalistas associavam doenças à pobreza, má nutrição, falta de saneamento básico e precária condição de vida dos escravos
- No final do século XIX, surgiram tentativas de analises quantitativas de ocorrência doenças 
- Em 1903, Oswaldo Cruz, do Instituto Pasteur, foi nomeado para a Diretoria Geral da Saúde Publica 
- Saneamento no RJ para combater as epidemias que assolavam a cidade: peste negra, varíola e febre amarela \u2013 aplicação de multas e intimação dos proprietários de imóveis insalubres para demoli-los ou reformá-los
- Em seguida, começou o combate contra a peste negra com o combate de ratos na cidade 
- Em 1904, tornou-se obrigatória a vacina contra varíola \u2013 revolta da vacina
- Carlos Chagas conseguiu controlar a epidemia de malária, tornando-se referência em todo mundo
- Chagas descobriu a doença de chagas 
- Surgimento da Fundação Oswaldo Cruz no RJ e USP em SP
-Diminuição da influência europeia e aumento da influência dos EUA \u2013 vencedor da 2 guerra
- Fundação Rockfeller teve grande influência no pensamento sanitário brasileiro
- Aparecimento de ideias de que doenças poderiam ser controladas e erradicadas
- Aprimoramento da USP
- Nos anos 60 é formada a primeira geração de epidemiologistas \u2013 ganharam bolsas para estudar nos EUA
- Aumento do numero de pesquisas e de instituições de pesquisa 
- Anos 90 \u2013 Conferência nacional da saúde \u2013 criação do sus
- Em 1900, Instituto soroterápico Oswaldo Cruz \u2013 pesquisas de vacinas, soros, campanhas de saneamento básico 
*Aula 2 \u2013 Modelo Biomédico
- Boorse \u2013 doença é o estado interno do organismo com funcionamento subnormal \u2013 negativa de saúde
- Algumas doenças podem evoluir para enfermidades caso cause: incapacidade ou limitações, consequências psicológicas e sociais
- Doença \u2013 desajustamento ou falha nos mecanismos de adaptação do organismo, processo que conduz a uma perturbação da estrutura ou da função de um órgão, de um sistema ou de todo o organismo ou de suas funções vitais
- O conceito de doença é aplicado a todas as espécies
- Doença é abordada de duas maneiras distintas: clínica médica e patologia \u2013 patologia valoriza o mecanismo etiopatogênico e a clínica privilegia a semiologia e os sinais e sintomas
- Doenças agudas \u2013 curta duração 
- Doenças crônicas \u2013 longa duração
- Da etiopatogenia: infecciosas e não infecciosas
- Infecção é diferente de doença infecciosa
- Modelo biomédico desenvolvido privilegiando as doenças infecciosas
- Doenças não infecciosas tratam-se de estados mórbidos que não são infecciosos
- Agentes etiológicos é um ser vivo \u2013 patógeno
- Infecção é uma manifestação (penetração, desenvolvimento, multiplicação) dentro de um organismo \u2013 parasitam outro ser vivo pra sobreviver; iniciam ciclo de vida dentro de outro organismo 
- Doença transmissível: trata-se de um agente etiológico transmissível
- Doença contagiosa é infecciosa, porém doença infecciosa não é necessariamente contagiosa
- Doença contagiosa: doenças infecciosas que se difundem por contato direto com indivíduos infectados