PDF 001 - Lei nº 8 666 - Lei nº 10 520
9 pág.

PDF 001 - Lei nº 8 666 - Lei nº 10 520


DisciplinaAdministração e Análise Financeira e Orçamentária16 materiais337 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Professor Henrique Savonitti 
Lei 8.666 / 10.520 
 
LICITAÇÕES E 
CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 
(Lei n
O 
8.666/1993 e Lei n
O
 10.520/ 2002) 
PROF. HENRIQUE SAVONITTI 
 
 
CONCEITO 
Licitação é um procedimento administrativo preparatório para a celebração de um contrato. 
 
FUNDAMENTO JURÍDICO DA OBRIGATORIEDADE: 
 Princípio da indisponibilidade do interesse público 
OBRIGATORIEDADE DE LICITAÇÃO 
 
Art. 37, XXI, CF/1988: \u201cRessalvados os casos especificados na legislação, as obras, serviços, compras e 
alienações serão contratados mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de 
condições a todos os concorrentes, mantidas as condições efetivas da proposta, nos termos da lei, o 
qual somente permitirá exigências de qualificação técnica e econômica indispensáveis à garantia do 
cumprimento das obrigações\u201d (grifos nossos). 
 
Art. 175, caput, CF/1988: \u201cIncumbe ao Poder Público, na forma da lei, diretamente ou sob regime de 
concessão ou permissão, sempre através de licitação, a prestação de serviços públicos\u201d (grifos nossos). 
COMPETÊNCIA LEGIFERANTE 
 
Art. 22, inciso XXVII, da Constituição Federal, confere competência privativa à União para legislar sobre 
\u201cnormas gerais de licitação e contratação, em todas as modalidades, para as administrações públicas, 
diretas, autárquicas e fundacionais da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, obedecido o 
disposto no art. 37, XXI, e para as empresas públicas e sociedades de economia mista, nos termos do 
art. 173, § 1º, III\u201d. 
 
 NORMAS GERAIS: União 
 
 NORMAS ESPECÍFICAS: União, Estados, DF e Municípios 
FINALIDADES (Art. 3º, primeira parte) 
 
garantir a observância do princípio constitucional da isonomia; 
 
seleção da proposta mais vantajosa para a administração; 
 
promoção do desenvolvimento nacional sustentável. 
 (Lei n
o
 12.349/2010) 
PRINCÍPIOS (Art. 3º, segunda parte) 
 
 \u201ce será processada e julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade, da 
impessoalidade, da moralidade, da igualdade, da publicidade, da probidade administrativa, da 
vinculação ao instrumento convocatório, do julgamento objetivo e dos que lhe são correlatos\u201d. 
 
\uf0b7 Princípios correlatos: contraditório e ampla defesa, razoabilidade, proporcionalidade e 
adjudicação compulsória. 
 
 
 
 
 
 
 
Professor Henrique Savonitti 
Lei 8.666 / 10.520 
 
HIPÓTESES DE NÃO REALIZAÇÃO DAS LICITAÇÕES 
 
\uf0b7 Licitação dispensada (art. 17); 
 
\uf0b7 Licitação dispensável (art. 24); 
 
\uf0b7 Licitação inexigível (art. 25). 
LICITAÇÃO DISPENSADA (Art. 17) 
\uf0b7 A licitação não será realizada por se apresentar incompatível com o interesse público. 
 
\uf0b7 Ato administrativo vinculado de não licitar. 
 
\uf0b7 Rol taxativo (alíneas dos incisos I e II) 
 
 I- IMÓVEIS 
\uf0b7 Alienação de bens 
 II- MÓVEIS 
LICITAÇÃO DISPENSÁVEL (Art. 24) 
 
\uf0b7 A licitação poderá deixar de ser realizada por razões de conveniência e oportunidade. 
 
\uf0b7 Ato administrativo discricionário de não licitar. 
 
\uf0b7 Rol taxativo (31 incisos) 
LICITAÇÃO INEXIGÍVEL (Art. 25) 
 
\uf0b7 \u201cÉ inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:\u201d 
 
\uf0b7 Ato administrativo vinculado de não licitar. 
 
 
 I - Objeto singular ou fornecedor exclusivo; 
 
\uf0b7 Rol exemplificativo II - Profissional ou empresa de notória especialização; 
 
 III - Contratação de artistas consagrados. 
MODALIDADES DE LICITAÇÃO 
 
MODALIDADES COMUNS (ART. 22) 
 
Obras e serviços de engenharia 
Compras, alienações e outros 
serviços 
I \u2013 Concorrência Acima de R$ 1.500.000,00 Acima de R$ 650.000,00 
II \u2013 Tomada de preços 
De R$ 150.000,00 a R$ 
1.500.000,00 
De R$ 80.000,00 a R$ 650.000,00 
III \u2013 Convite 
Até R$ 150.000,00 Até R$ 80.000,00 
 
 
Professor Henrique Savonitti 
Lei 8.666 / 10.520 
 
 
CONCORRÊNCIA 
 
\uf0b7 Conceito: Art. 22, parágrafo 1
o
; 
 
\uf0b7 Negócios de grande vulto; 
 
\uf0b7 Não é necessário cadastramento prévio; 
 
\uf0b7 Utilizada sempre para concessões e, em regra, para alienação de bens imóveis e licitações 
internacionais. 
TOMADA DE PREÇOS 
 
\uf0b7 Conceito: Art. 22, parágrafo 2
o
; 
 
\uf0b7 Negócios de médio vulto; 
\uf0b7 
\uf0b7 É necessário cadastramento prévio; 
 
\uf0b7 Quem não for cadastrado poderá participar desde que preencha as exigências para 
cadastramento até o 3
o
 dia anterior à data prevista para a entrega das propostas. 
CONVITE 
\uf0b7 Conceito: Art. 22, parágrafo 3
o
; 
 
\uf0b7 Negócios de pequeno vulto; 
 
\uf0b7 A Administração Pública enviará carta-convite a interessados do ramo pertinente ao objeto, 
cadastrados ou não, em número mínimo de 3; 
 
\uf0b7 Fixa cópia do instrumento convocatório na repartição; 
 
\uf0b7 Quem não foi convidado poderá participar desde que seja cadastrado e manifeste o interesse 
em até 24 horas da data prevista para a entrega das propostas; 
 
\uf0b7 A cada novo convite para objeto idêntico ou assemelhado: convidar, pelo menos, mais 1; 
 
 Limitações de Mercado; ou 
 
 Manifesto desinteresse dos licitantes. 
MODALIDADES ESPECIAIS 
 
IV \u2013 CONCURSO: escolha de trabalho técnico, artístico ou científico, mediante a instituição de prêmios 
ou remuneração aos vencedores, a partir de critérios previamente estipulados em edital, tendo por 
finalidade fomentar cultura, tecnologia, artes, ciência, ou encontrar soluções para problemas atuais, 
notadamente nas áreas social e urbanística; 
 
V \u2013 LEILÃO: \u201cé a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis 
inservíveis para a Administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados, ou para a 
alienação de bens imóveis prevista no art. 19, a quem oferecer o maior lance, igual ou superior ao valor 
da avaliação\u201d. 
 
 
 
Professor Henrique Savonitti 
Lei 8.666 / 10.520 
 
FASES DA LICITAÇÃO 
 
1. EDITAL (ARTS. 21 E 40) 
 Habilitação Jurídica (Art. 28) 
 Regularidade Fiscal e Trabalhista (Art. 29) 
2. HABILITAÇÃO (ARTS. 27 A 31) Qualificação Técnica (Art. 30) 
 Qualificação Econômica Financeira (Art. 31) 
 Respeito ao Art. 7
0
, XXXIII, CF/88 
 
 Menor Preço
 
 
3. JULGAMENTO (ARTS. 44 A 46) Melhor Técnica 
 Melhor Técnica e Preço 
 Maior Lance ou Oferta 
 
4. HOMOLOGAÇÃO (ART. 43, VI) 
 
5. ADJUDICAÇÃO (ART. 43, VI) 
FASES DA LICITAÇÃO 
 
1. EDITAL (Arts. 21 e 40) 
 
\uf0b7 O aviso de licitação deverá ser publicado, pelo menos uma vez: 
 
 Diário Oficial; 
 e Jornal de grande circulação. 
 
\uf0b7 Prazos mínimos entre a publicação dos avisos e a data prevista para a entrega das propostas: 
 
 45 dias: melhor técnica, melhor técnica e preço e empreitada integral; 
- Concorrência 
 30 dias: demais casos. 
 
 30 dias: melhor técnica e melhor técnica e preço; 
- TP 
 15 dias: demais casos. 
 
- Convite: 5 dias úteis. 
 
- Concurso: 45 dias. 
 
- Leilão: 15 dias. 
FASES DA LICITAÇÃO 
 
2. HABILITAÇÃO (Arts. 27 a 31) 
 
a) Habilitação jurídica (art. 28): comprovação da identidade do licitante; 
 
b) Regularidade fiscal e trabalhista (art. 29): comprovação de inscrição nas receitas e prova de quitação 
dos