A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
aprof -lista-3-14-03-12

Pré-visualização | Página 2 de 3

muito grandes e pesados também são muito instáveis. Eles começam a se desintegrar pouco depois de formados. Isso libera energia, que os cientistas podem medir para descobrir o tamanho do núcleo que está se desfazendo. 
Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI3818860-EI238,00.html> 
Acesso em: 11 jun. 2009. (Texto adaptado) 
Com base nas informações acima, é CORRETO afirmar que: 
01.	este novo elemento químico de número atômico 112 será classificado como um elemento de transição. 
02.	o elemento químico de número atômico 112 pertence ao período 7 e à coluna 12 ou 2B da classificação periódica dos elementos. 
04.	os dois núcleos que se fundiram para formar o núcleo deste novo elemento foram o do íon Cd2+ e o do átomo de Pb. 
08.	um átomo deste novo elemento terá maior raio que um átomo do elemento frâncio. 
16.	o nome definitivo deste novo elemento de número atômico 112 será definido pela IUPAC para substituir o nome provisório ununbium. 
32.	seu número de massa será calculado através da soma dos 30 prótons do zinco e dos 82 prótons do chumbo. 
64.	seu subnível de maior energia da distribuição eletrônica é 7s2. 
Questão 12) 
O raio atômico de quatro elementos, X, Y, W e Z, pertencentes a uma mesma família, é dado a seguir.
Esses elementos apresentam baixas energias de ionização e altos pontos de ebulição em relação aos outros elementos da tabela periódica. Baseando-se nessas informações, é INCORRETO afirmar que
a)	o elemento X tem o menor número de níveis energéticos em sua eletrosfera.
b)	os elementos citados apresentam a mesma configuração eletrônica externa.
c)	os elementos Y e W estão localizados em períodos diferentes da tabela.
d)	o elemento Z apresenta a maior energia de ionização dos elementos citados.
Questão 13) 
O gráfico apresenta as primeiras e segundas energias de ionização (1 EI e 2 EI) para os elementos sódio, magnésio e cálcio, indicados como I, II e III, não necessariamente nessa ordem.
Dentre esses elementos, aqueles que apresentam os maiores valores para a primeira e para a segunda energia de ionização são, respectivamente,
a)	cálcio e magnésio.
b)	cálcio e sódio.
c)	magnésio e cálcio.
d)	magnésio e sódio.
e)	sódio e magnésio.
Questão 14) 
O gráfico a seguir corresponde à tendência da primeira energia de ionização em função do número atômico do elemento, do hidrogênio (Z = 1) ao radônio (Z = 86). A energia de ionização corresponde à energia necessária para remover um elétron do átomo neutro.
Acerca do tema, considere as afirmativas a seguir:
1.	A energia de ionização tende a diminuir no grupo e aumentar no período.
2.	A energia de ionização do hidrogênio é maior que a do hélio.
3.	A energia de ionização do flúor é maior que a do argônio, do criptônio e do xenônio.
4.	As energias de ionização dos elementos do grupo 18 (gases nobres) são inferiores às energias de ionização dos metais de transição.
Assinale a alternativa correta.
a)	Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
b)	Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.
c)	Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
d)	Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
e)	Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
Questão 15) 
Analise a representação a seguir.
Para descrever a seqüência de espécies Na, Na+, K e Mg2+, a ordem correta das figuras deve ser escrita como a apresentada na alternativa:
a)	I, II, III e IV.
b)	II, I, III e IV.
c)	III, II, IV e I.
d)	IV, III, II e I.
e)	III, I, IV e II.
Questão 16) 
O raio atômico pode ser considerado uma medida do tamanho do átomo, entretanto tamanho do átomo é um conceito bastante vago porque não se sabe onde termina a nuvem eletrônica ao redor do núcleo atômico. Para que seja possível discutir a propriedade periódica raio atômico, os cientistas estabeleceram alguns critérios para medi-lo, e atualmente a unidade de medida utilizada é o picometro, pm, que é igual a 1,010–12m.
PERUZZO, Tito Maragaia; CANTO, Eduardo Leite de. Química. São Paulo:
Moderna, v. 1, 2007, p. 200.
Assim, uma análise do gráfico que representa a variação do raio atômico em função do número atômico permite concluir:
01.	O raio atômico no quinto período da Tabela Periódica diminui regularmente com o número atômico.
02.	O raio atômico no grupo 2 da Tabela Periódica cresce de forma irregular com o número atômico.
03.	A carga nuclear, em um dado período da Tabela Periódica, aumenta com o número atômico e, consequentemente, o raio atômico também aumenta porque o número de camadas ocupadas permanece o mesmo.
04.	O raio atômico, no grupo dos halogênios, diminui com o aumento do número atômico porque o número de camadas ocupadas diminui.
05.	O raio atômico aumenta, de cima para baixo, nos grupos dos metais alcalinos e dos gases nobres, na Tabela Periódica.
Questão 17) 	
O metal mais reativo é o que apresenta a seguinte configuração eletrônica:
a)	1s22s22p5
b)	1s22s22p63s23p6
c)	1s22s22p63s23p63d104s1
d)	1s22s22p63s23p4
e)	1s22s22p63s23p63d104s1
Questão 18) 	
O esquema abaixo representa a posição dos centro dos íons de Na+ e Cl- situados no mesmo plano dentro do cristal de NaCl.
Considerando-se as dimensões X e Y (assinaladas no esquema), são corretas as seguintes afirmações:
1.	X corresponde à soma dos raios do cátion e do ânion;
2.	Y corresponde ao dobro do raio do ânion;
3.	Y é maior que o dobro do raio do cátion;;
4.	X corresponde ao dobro do raio do ânion;
Obedeça ao código:
a)	se apenas 1, 2 e 3 forem corretas;
b)	se apenas 1 e 3 forem corretas;
c)	se apenas 2 e 4 forem corretas;
d)	se apenas 4 for correta;
e)	se nenhuma das possibilidades acima corresponde à situação apresentada.
Questão 19) 
Sobre a radioatividade e os processos radioativos, assinale o que for correto.
01.	Radioatividade corresponde à emissão espontânea de partículas e de radiações eletromagnéticas feitas por núcleos atômicos instáveis, com o propósito de adquirir estabilidade.
02.	A emissão de partículas radioativas transforma o elemento químico, pois modifica o seu número atômico.
04.	A radioatividade é uma propriedade essencialmente nuclear, isto é, não depende do tipo de composto químico onde se encontra o átomo radioativo, nem das condições físicas tais como fase de agregação, temperatura e pressão às quais o composto radioativo é submetido.
08.	A intensidade de emissão de partículas radioativas é proporcional à quantidade de elemento radioativo presente.
16.	A constitui um exemplo de fusão nuclear, a qual ocorre com a liberação de uma grande quantidade de energia.
Questão 20) 
Em 1934, Enrico Fermi propôs uma teoria que explicava as formas de decaimento beta através da
Emissão de elétron (-): 
Captura de elétron: 
Emissão de pósitron (+):
Potássio-40 é um nuclídeo incomum pelo fato de simultaneamente decair segundo estas três formas, decorrendo daí aumento ou diminuição do número de carga (carga nuclear) do nuclídeo. A respeito deste comportamento do , podemos afirmar que:
00.	A emissão de elétron conduz à formação de um nuclídeo com o menor número de carga.
01.	A emissão de pósitron resulta na formação de nuclídeo com maior número de carga.
02.	O mesmo tipo de nuclídeo é formado tanto por emissão quanto por captura de elétron.
03.	Espécies nuclídicas diferentes são formadas por emissão de elétron ou de pósitron.
04.	Emissão de pósitron ou captura de elétron conduzem à formação de nuclídeos iguais.
Questão 21) 
O iodo é utilizado como traçador radiativo em exames da tireóide. O Brasil vem produzindo o , em substituição ao , mais nocivo, que era utilizado anteriormente. O tempo de meia-vida do é de 8 dias e a do é de apenas 12 horas. 
A respeito deste assunto, e considerando a equação abaixo, que representa o decaimento do , assinale o que for correto. 
 + + 
01.	O xenônio, formado por decaimento radiativo do , apresenta massa 131 e número atômico 54. 
02.	As partículas são nêutrons acelerados emitidos por núcleos instáveis. 
04.	A radiação apresenta maior poder de penetração do que a radiação . 
08.	Em 24 horas, a quantidade de existente

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.