A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
prova direito penal Uniasselvi

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 1
Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 2
Pre-visualização do material prova direito penal Uniasselvi - página 3

prova direito penal Uniasselvi

1.
	A denominação Direito Penal Comum é utilizada para designar o Direito Penal aplicável pela justiça comum, de modo geral, a todas as pessoas, enquanto o Direito Penal Especial é aquele ramo do Direito Penal que se encontra sob a jurisdição especial que rege somente a conduta de um determinado grupo de pessoas. Sobre esse tema, analise as afirmativas a seguir:
I- O Direito Penal Comum tem como fundamento o Código Penal e as diversas leis penais extravagantes, como a Lei Antidrogas (Lei nº 11.343/2006), Código de Trânsito (Lei nº 10.826/2003), Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), entre outras.
II- O Direito Penal Especial é relacionado aos recursos especiais interpostos em segunda instância.
III- Não se pode confundir Direito Penal Especial com Parte Especial do Direito Penal, que é aquela referenciada no próprio Código Penal, como o Direito Penal Econômico, Direito Penal Empresarial, Direito Penal do Consumidor etc.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas II e III estão corretas.
	 b)
	Somente a afirmativa I está correta.
	 c)
	As afirmativas I e II estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I e III estão corretas.
	2.
	A Constituição em um Estado Democrático de Direito se de um lado consagra direitos fundamentais e estabelece limites ao poder político, instituindo princípios básicos de proteção do indivíduo perante o Estado, por outro fixa diretrizes, com a finalidade de promover valores e ações de cunho social. Com base no exposto, analise as sentenças a seguir:
I- A Dogmática Penal não possui uma função relevante no Estado Democrático de Direito, pois não contribui na garantia de proteção dos direitos fundamentais do cidadão frente ao poder arbitrário do Estado.
II- Os direitos fundamentais constituem, neste sentido, o núcleo central de legitimação e limite de ação do Estado, que deve obedecer aos princípios políticos e jurídicos da ordem democrática.
III- O Direito Penal contemporâneo deve ser assentado, portanto, em princípios fundamentais, próprios do Estado Democrático de Direito, e tem como base o expresso na Magna Carta.
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: REALE JÚNIOR, Miguel. Constituição e Direito Penal: vinte anos de desarmonia. Revista de Informação Legislativa, Brasília, v. 179, n. 45, p. 333-342, jul. 2008.
	 a)
	As sentenças I e II estão corretas.
	 b)
	As sentenças II e III estão corretas.
	 c)
	Somente a sentença III está correta.
	 d)
	Somente a sentença I está correta.
	3.
	Em suma, a Criminologia contemporânea e a evidência empírica, ou seja, a realidade dos nossos sistemas penais e penitenciários mostra, com uma exuberância tal que beira às raias da alucinação, não apenas a absoluta inutilidade da pena de prisão, mas a duplicação da violência que ela implica com o agravante dos seus altos custos sociais. Tratar a violência do trânsito como violência do sistema penitenciário implica uma duplicação da violência inútil e numa ilusão de solução. Por todos esses motivos é que as Ciências criminais contemporâneas já firmaram a convicção em duas grandes linhas de política criminal: a do minimalismo (sustentando a utilização da prisão como pena em última ratio) e a do abolicionismo penal (sustentando a necessidade de sua abolição), donde o tema emergente das penas alternativas à prisão, quando o Código de Trânsito Brasileiro acaba de adotá-la em prima ratio para
todos os crimes de trânsito. Com base no exposto, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A Criminologia, assim como o Direito Penal, é uma ciência empírica acerca do crime e da sua gênese, fornecendo elementos relacionados às causas do delito e dos fatores relacionados ao delinquente.
(    ) A Criminologia possui um objeto próprio de investigação - o crime na sua complexidade, os sujeitos envolvidos (criminoso, vítima e sociedade) -, métodos de investigação e um sólido conjunto de conhecimentos elaborados ao longo de séculos de investigações e problematizações.
(    ) A tarefa da Criminologia é apenas acumular e divulgar dados ou números sobre o crime, cabe ao Direito Penal obter os dados, discuti-los, sistematizá-los e interpretá-los desde marcos teóricos adequados com a finalidade de contribuir para a construção de políticas criminais adequadas e efetivas.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: ANDRADE, Vera Regina Pereira de. Sistema penal máximo x cidadania mínima: códigos da violência na era da globalização. 2. ed. Porto Alegre: Livraria/Editora do Advogado, 2016.
	 a)
	F - V - F.
	 b)
	V - V - F.
	 c)
	V - V - V.
	 d)
	F - V - V.
	4.
	O Direito Penal é definido como o ramo do Direito Público composto por um conjunto de normas jurídicas que regulam o poder punitivo do Estado. Ocupa-se em estudar: os valores fundamentais sobre os quais se assentam as bases de convivência social (bens jurídicos), os fatos e/ou condutas que os violam e as normas jurídicas (princípios e regras jurídicas) destinadas a proteger e garantir tais valores através da imposição de penas e medidas de segurança. Sobre bens jurídicos, analise as afirmativas a seguir:
I- Bens jurídicos são circunstâncias dadas ou finalidades que são úteis para o indivíduo, considerando tais bens a finalidade maior da vida social.
II- Pode-se considerar como bens jurídicos valores e/ou interesses relevantes e significativos para a vida humana, tanto individual como coletiva.
III- A religião e a moral são bens jurídicos relevantes e também protegidos, logo não é vedado ao Direito em geral, e ao Penal em particular, a intervenção no âmbito moral, religioso e ético, e todas as demais esferas da vida íntima das pessoas, determinando condutas morais e/ou religiosas.
IV- O controle social é exercido por um conjunto de instituições (escola, igrejas, associações, entre outras), estratégias (aceitação, valorização pessoal, entre outras) e ações (formas específicas de agir) que objetivam estabelecer limites e padrões de comportamento social, criando normas e aplicando sanções (não jurídicas) para os "desvios" em relação aos padrões estabelecidos.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas I e III estão corretas.
	 c)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	 d)
	Somente a afirmativa I está correta.
Parabéns! Você acertou a questão: Parabéns! A resposta está correta e sua evolução pode ser percebida cada vez mais!
	
	A presença da matéria penal nas Constituições contemporâneas se faz através de princípios especificamente penais, ou seja, de princípios de direito penal constitucional e de princípios constitucionais influente em matéria penal. Sobre a relação do Direito Penal com o Direito Constitucional, assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: LUISI, Luiz. Os princípios penais constitucionais. 2. ed. Porto Alegre: Sergio Antônio Fabris Editor, 2003.
	 a)
	O Direito Constitucional também prevê sanções, porém de caráter disciplinar, relacionadas à prática de atos ilícitos na esfera da administração pública.
	 b)
	O Direito Penal não é autoexecutivo, ou seja, é um direito de coação indireta cuja concretização depende do devido processo legal.
	 c)
	O Direito Penal, enquanto instrumento de controle social, faculta ao Estado a imposição de restrições a direitos fundamentais (vida, liberdade, patrimônio etc.), e esta ingerência deve ser em conformidade e sob o controle dos princípios constitucionais penais, que são indisponíveis e inegociáveis.
	 d)
	A responsabilidade penal e a administrativa são independentes, mas a condenação penal pode gerar efeitos na esfera administrativa, como perda de cargo ou função.
	 *
	Observação: A questão número 5 foi Cancelada.
	
	Embora o Direito seja um sistema normativo unitário com inter-relações internas e externas, que possui todos os ramos do ordenamento jurídico mútuos, complexas e intrincadas implicações, cada campo específico mantém autonomia. Sobre a relação entre o Direito Penal e o Direito Civil, analise as afirmativas a seguir:
I- De acordo com