Manual Ultragaz Instalações de Centrais de GLP
428 pág.

Manual Ultragaz Instalações de Centrais de GLP


DisciplinaEngenharia Mecânica1.610 materiais3.667 seguidores
Pré-visualização22 páginas
Noções Básicas sobre o GLP 
Módulos do Treinamento 
Noções Básicas sobre o GLP 
Noções Básicas sobre o GLP 
1. Noções Básicas sobre o GLP 
 
2. Noções de Leitura e Interpretação de Projetos de 
Instalações de GLP 
 
3. Montagem da Central de GLP 
(Transportáveis/Estacionários) 
 
4. Instalação de Bombas e Vaporizadores de GLP 
 
5. Teste de Estanqueidade 
 
6. Preparação do Tanque para a NR13 
 
7. Manutenção Preventiva e Corretiva 
 
Módulo de Treinamento 
Noções Básicas sobre o GLP 
Objetivos 
1. Capacitação para desenvolvimento de atividades 
específicas relacionadas a técnicas inerentes às 
instalações centralizadas de GLP 
 
2. Atender à Portaria 47 da ANP(Agência Nacional do 
Petróleo) 
 
 
 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
PORTARIA ANP Nº 47, DE 24.3.1999 - DOU 25.3.1999 
 
Estabelece a regulamentação para execução das atividades de projeto, construção 
e operação de transvazo de sistemas de abastecimento de gás liqüefeito de 
petróleo - GLP a granel. 
Art. 9º. A distribuidora para operar com o sistema de abastecimento a granel de 
GLP, sem prejuízo do atendimento das normas dispostas no parágrafo único do 
art. 1º, atenderá os seguintes requisitos: 
 
 
Portaria ANP nº47 
II) comprovar o treinamento anual de 
seus operadores com relação à 
aplicação das normas técnicas em 
vigor; 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
Prospecção do Petróleo 
Noções Básicas sobre o GLP 
Separação do Petróleo Bruto 
O processo do refino, começa na 
coluna de destilação. O petróleo é 
aquecido e fracionado em uma torre 
que possui pratos perfurados em 
várias alturas. Como a parte inferior 
da torre é mais quente, os 
hidrocarbonetos gasosos sobem e se 
condensam ao passarem pelos pratos. 
 
Nessa etapa são extraídos, por ordem 
crescente de densidade, gases 
combustíveis, GLP, gasolina, nafta, 
solventes e querosenes, óleo diesel e 
um óleo pesado, chamado resíduo 
atmosférico, que é extraído do fundo 
da torre. 
 
Esse resíduo é então reaquecido e 
levado para uma outra torre, onde o 
seu fracionamento ocorrerá a uma 
pressão abaixo da atmosfera. 
Noções Básicas sobre o GLP 
G. L. P. 
Produto 
(Gás Liquefeito de Petróleo) 
Noções Básicas sobre o GLP 
Aplicação 
Propano 
(alta pressão) 
Butano 
(baixa pressão) 
Aerosóis 
Isqueiros 
Fornos de Vidreiras 
Noções Básicas sobre o GLP 
Aplicação do GLP 
Secagem de papel, grãos 
Iluminação 
Hospitais 
Laboratórios 
 
 
Preparação de gêneros alimentícios 
Desidratação de alimentos 
Aquecimento de ambientes 
Empilhadeiras 
Solda / Corte (latão, prata) 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
\u2022Incolor 
\u2022Não é Tóxico 
\u2022Mais Pesado que o Ar 
\u2022Não é Corrosivo 
\u2022Não Poluente 
\u2022Alto Poder Calorífico 
É Gás (fase vapor) 
à temperatura ambiente 
e pressão atmosférica 
É armazenado nos recipientes 
(botijões e tanques), na forma 
líquida sob pressão 
\u2022Inodoro 
\u2022Inflamável 
Características 
Inodoro em estado natural, 
recebe um odor característico 
 (Mercaptana), obrigatório durante 
o processo nas refinarias. 
 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
1m3de AR.....................................Pesa ................................1,220 kg 
 BUTANO VAPOR ..........................Pesa .................................2,006 kg em rel. ao ar 
 PROPANO VAPOR .....................Pesa .................................1,522 kg em rel. ao a 
 G.L.P VAPOR (50/50) ...........Pesa aprox.................................. l,76 kg em rel. ao ar 
-1 litro de ÁGUA............................Pesa .................................1,000kg 
-1 litro de BUTANO.......................Pesa ..................................0,580kg 
-1 litro de PROPANO....................Pesa ..................................0,500kg 
 -1 litro de G.L.P.............................Pesa ..................................0,540kg ( 50/50 ) 
No estado líquido são MAIS LEVES que a \u201cÁGUA\u201d 
No estado gasoso são MAIS PESADOS que o \u201cAR\u201d 
Estado Gasoso 
Estado Líquido 
Densidade 
Noções Básicas sobre o GLP 
Densidade Exercício 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
Densidade Exercício 
 
1 0,55 
Noções Básicas sobre o GLP 
Pressões de Vapor Aproximadas 
Pressão 
Gás 
Temperatura 
(ºC) 
Pressão Efetiva 
kgf/cm2 lbf/pol2 
Butano 
15 0,70 10,00 
38 2,46 35,00 
Propano 
15 7,00 100,00 
38 13,36 190,00 
GLP (50/50) 
15 3,85 55,00 
38 7,91 112,50 
Propano Butano 
100 + 10 
2 
Noções Básicas sobre o GLP 
Pressões de Vapor Aproximadas 
Pressão 
Gás 
Temperatura 
(ºC) 
Pressão Efetiva 
kgf/cm2 lbf/pol2 
Butano 
15 0,70 10,00 
38 2,46 35,00 
Propano 
15 7,00 100,00 
38 13,36 190,00 
GLP (50/50) 
15 3,85 55,00 
38 7,91 112,50 
Recado: Aumentando a 
temperatura ambiente, maior a 
pressão do GLP. 
Noções Básicas sobre o GLP 
Limites de Inflamabilidade 
\u2022 Limite Inferior de Explosividade:1,8% 
\u2022 Limite Superior de Explosividade: 9,3% 
Noções Básicas sobre o GLP 
Limites de Inflamabilidade 
\u2022 Limite Inferior de 
Explosividade:1,8% 
\u2022 Limite Superior de 
Explosividade: 9,3% 
Recado: Nosso GLP é 
mais seguro que os 
demais em termos de 
inflamabilidade, pois o 
campo de 
inflamabilidade é 
menor. 
Noções Básicas sobre o GLP 
Limites de Inflamabilidade 
\u2022 9% GLP + 91% AR 
\u2022 5% GLP + 95% AR 
\u2022 2% GLP + 98% AR 
 
 
 
Limite inferior = 2% x 40 m³ = 0,8 m³ x 2,3 kg/m³ = 1,8 kg de GLP 
Limite Superior = 9% x 40 m³ x 2,3 kg/m³ = 8,1 kg de GLP 
CASO SHOPPING OSASCO 
Noções Básicas sobre o GLP 
15% G.L.P. GASOSO 
(PRESSÃO) 
85% G.L.P. LÍQUIDO 
Vaporização Natural 
Noções Básicas sobre o GLP 
À Pressão Atmosférica: 
Temperatura de Ebulição 
Água .............................................. 100ºC 
Butano ............................................ -0,5ºC 
Propano ....................................... -42,1ºC 
Solidificação da água (gelo) ..................... 0ºC 
Noções Básicas sobre o GLP 
Temperatura de Ebulição 
 
Altitude.............................Pressão 
Pressão............................Temperatura de Ebulição 
Noções Básicas sobre o GLP 
Temperatura de Ebulição 
 
GLP Butano Propano 
 
-21ºC -0,5ºC -42ºC 
 
Noções Básicas sobre o GLP 
Cilindro Transportável Abastecido no Local 
B-190 
Noções Básicas sobre o GLP 
Tanques Estacionários de Pequeno Porte 
Tanques 
Noções Básicas sobre o GLP 
Tanques Estacionários de Grande Porte 
Tanques 
Noções Básicas sobre o GLP 
Ao sentir cheiro de gás faça 
teste com água e sabão 
Nunca utilizar fósforo ou 
isqueiro para testar 
vazamento 
Criar o hábito de fechar o 
registro do gás 
Cuidados 
Noções Básicas sobre o GLP 
Manter longe da central: 
\u2022Fumantes 
\u2022Equipamentos que produzem faíscas 
\u2022Materiais combustíveis 
Manter a central sempre limpa e 
desimpedida 
Cuidados 
Noções Básicas sobre o GLP 
Não tente consertar ou permitir que 
pessoas não habilitadas mexam na sua 
instalação de GLP 
Não deixe os vasilhames forçando 
mangueiras ou a tubulação de GLP 
Cuidados 
Noções Básicas sobre o GLP 
Em caso de incêndio próximo à central 
\u2022 Interromper o consumo de GLP fechando todas as válvulas dos vasilhames 
\u2022 Resfriar os cilindros e a área ao redor utilizando água 
\u2022 Eliminar o fogo e fontes de ignição ao redor 
\u2022Acionar a Assistência Técnica da Ultragaz 
Emergências 
Noções Básicas sobre o GLP 
FIM 
 
 
NOÇÕES DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO 
DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES DE GLP 
Módulos do Treinamento 
Noções de Leitura e Interpretação 
de Projetos de Instalações de GLP 
 
 
NOÇÕES DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO 
DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES DE GLP 
1. Noções Básicas sobre o GLP 
 
2. Noções de Leitura e Interpretação de Projetos de 
Instalações de GLP 
 
3. Montagem da Central de GLP 
(Transportáveis/Estacionários) 
 
4. Instalação de Bombas e Vaporizadores de GLP 
 
5. Teste de Estanqueidade