propriedade intelectual direito e etica

propriedade intelectual direito e etica


DisciplinaPropriedade Intelectual, Direito e Ética2.134 materiais4.167 seguidores
Pré-visualização50 páginas
São poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. Esta afirmação nos leva a concluir que ao Poder Judiciário atribui-se:
	elaborar as leis
	executar a política econômica
 Certo	o exercício da jurisdição, significando dizer qual o direito a ser aplicado ao caso concreto
	nomear Ministros de Estado
	exercer as funções de Estado
Respondido em 29/03/2020 00:34:14
 
 Código de referência da questão.2a Questão
São Poderes da União Federativa do Brasil:
	as câmaras de vereadores
 Certo	o Legislativo, o Executivo e o Judiciário
	as câmaras distritais
	os partidos políticos
	as forças armadas
Respondido em 29/03/2020 00:34:36
 
 Código de referência da questão.3a Questão
Nos termos da Carta Magna, são brasileiros natos:
	
os nascidos no estrangeiro, desde que de pai brasileiro e de mãe brasileira. 
 Certo	
os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país.
	
os portugueses com residência permanente no País, se houver reciprocidade em favor de brasileiros.
	
os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que venham a residir na República Federativa do Brasil até a maioridade.
	
os que, na forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de países de língua portuguesa apenas residência, por um ano ininterrupto, e idoneidade moral.
Respondido em 29/03/2020 00:35:16
Explicação:
Art. 12. São brasileiros:
 I - natos:
 a) os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país;
 b) os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que qualquer deles esteja a serviço da República Federativa do Brasil;
 c) os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que sejam registrados em repartição brasileira competente, ou venham a residir na República Federativa do Brasil antes da maioridade e, alcançada esta, optem em qualquer tempo pela nacionalidade brasileira;
 II - naturalizados:
 a) os que, na forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de países de língua portuguesa apenas residência por um ano ininterrupto e idoneidade moral;
 b) os estrangeiros de qualquer nacionalidade residentes na República Federativa do
 § 1º Aos portugueses com residência permanente no País, se houver reciprocidade em favor dos brasileiros, serão Brasil há mais de trinta anos ininterruptos e sem condenação penal, desde que requeiram a nacionalidade brasileira. atribuídos os direitos inerentes ao brasileiro nato, salvo os casos previstos nesta Constituição.
 2º A lei não poderá estabelecer distinção entre brasileiros natos e naturalizados, salvo nos casos previstos nesta Constituição.
 
 Código de referência da questão.4a Questão
Ao ingressar em um restaurante, Tício lê um cartaz afixado no estabelecimento que diz: "Não aceitamos cheques" Artigo 5º, inciso II, da Constituição Federal: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa, senão em virtude de lei . Tício, ao terminar sua refeição, tenta pagar com cheques, mas é de pronto informado pelo dono do estabelecimento que deverá pagar a conta de outra forma. Tácio, mesmo contrariado, faz o pagamento em dinheiro.
Com relação ao que foi afirmado acima, assinale a questão correta:
	Tício poderia utilizar o cheque de terceiros para o pagamento da conta, o que anularia a não aceitação pelo dono do estabelecimento
 Certo	tendo em vista o princípio da legalidade, o dono do estabelecimento não é obrigado a aceitar o pagamento em cheque, pois não há lei que obrigue esta prática
	Tício poderia chamar a polícia para obrigar o dono do estabelecimento a aceitar o pagamento em cheque 
	o dono do estabelecimento terá que, obrigatoriamente, aceitar o pagamento em cheque, pois é um título de crédito à vista
	se o dono do estabelecimento não aceitou o pagamento em cheque, Tício poderia ir embora, pois na esfera cível não caberia nenhuma indenização
Respondido em 29/03/2020 00:36:24
 
 Código de referência da questão.5a Questão
O jornalista Tício, em publicação recente, escreve no jornal "A Folha de Notícias" que o Senador Rodan Sá apresentou declaração de renda à Receita Federal contendo inúmeras fraudes nos valores, o que ensejou ao Senador Rodan Sá ingressar em juízo contra o jornalista Tício. Tício alega em sua defesa a liberdade de expressão, e que, segundo a Receita Federal, as informações sobre as fraudes citadas por Tício nos dados são falsas, não cabendo ao Senador nenhuma indenização de cunho material ou moral.
Com relação ao que foi afirmado acima, assinale a questão correta:
	O Senador Rodan Sá não pode processar, pois Tício tem foro privilegiado
	Tício não é obrigado a indenizar, pois está sob o manto do princípio constitucional da liberdade de expressão
	Tício não poderá processar a Receita Federal pelo desmentido da informação
 Certo	O jornalista ou profissional que trabalhe com divulgação de informações, ou veicular informações (notícias), fica sujeito a responder pelos danos causados indevidamente, que possa causar a outrem
	A Receita Federal poderá ser processada pelo Senador Rodan Sá por ter informado que as informações em sua declaração são verdadeiras
Respondido em 29/03/2020 00:37:30
Os contratos de adesão são aqueles em que apenas uma das partes estabelece todas as cláusulas do negócio a ser realizado. A esse titular da parte chamamos de:
Certo		estipulante.
	consumidor.
	fornecedor.
	aderente.
	contratante.
Explicação:
A pergunta nos remete a uma forma de contrato constante do Direito Civil que o chamado contrato de adesão ¿ que é definido como: Os contratos de adesão são os contratos já escritos, preparados e impressos com anterioridade pelo fornecedor, nos quais só resta preencher os espaços referentes à identificação do comprador e do bem ou serviços, objeto do contrato. As cláusulas são preestabelecidas pelo parceiro contratual economicamente mais forte, sem que o outro parceiro possa discutir ou modificar substancialmente o conteúdo do contrato escrito. Os contratos de adesão servem principalmente aos interesses do estipulante, que fixa de forma unilateral as condições do negócio jurídico e procura por muitos meios e inúmeras cláusulas, de forma explícita, e as vezes implícita, resguardar preferentemente seus interesses- Assim, a resposta correta é: estipulante.
	Gabarito
Coment.
 	
2.
A desídia no desempenho das respectivas funções e a violação de segredo da empresa caracterizam:
	o crime de pirataria.
	crime contra propriedade industrial.
	o crime de contrafação.
	crime contra o direito autoral.
Certo		justa causa para rescisão do contrato de trabalho.
Explicação:
A questão nos remete a situação de rompimento do vínculo em uma relação de trabalho, por omissáo ou dolo do trabalhador; - para uma melhor resposta vamos nos socorrer de legislação estudada no conteúdo - CLT, Consilidação das Leis do Trabalho-; Art. 482 - Constituem justa causa para rescisão do contrato de trabalho pelo empregador: e) desídia no desempenho das respectivas funções; g) violação de segredo da empresa; - Assim, a resposta correta é: justa causa para rescisão do contrato de trabalho.
	Gabarito
Coment.
 	
3.
Os contratos caracterizados por adesão são aqueles que as cláusulas são redigidas pelo fornecedor, sem que o consumidor possa discutir ou modificar substancialmente seu conteúdo. Nos contratos de adesão, são nulas as cláusulas que estipulem a renúncia antecipada do aderente a direito resultante da natureza do negócio. O dispositivo resulta do preceito fundamental segundo o qual:
	
Improbidade e boa-fé.
	
Por preceito de ordem pública.
	
Prevenção e reparação dos danos patrimoniais e morais.
Certo		
A liberdade