853x_Conforto Ambiental(Acustica)
15 pág.

853x_Conforto Ambiental(Acustica)


DisciplinaConforto238 materiais1.288 seguidores
Pré-visualização1 página
Oscar niemeyer -
auditório no
Ibirapuera, são paulo-sp
Gabriely Soares RA: B98CJC-4
853Q - CONF AMBIENTAL(ACUST/PROJ AUD)
Universidade Paulista - Anchieta - NP1
30/05/2020
O Auditório Ibirapuera, criado por Oscar Niemeyer,
foi aberto ao público em outubro passado. O prédio
possui simplicidade volumétrica desconcertante:
um bloco único que em planta é um trapézio e, em
corte, um triângulo. Ele completa o conjunto de
edifícios do parque paulistano, tal como desenhado
na década de 1950.
 
O Auditório Ibirapuera possui volumetria
simples. O bloco único opõe-se à proposta -
vigente desde a concepção da Ópera de Paris,
no século 19 - de separação em três partes,
legíveis a partir do exterior: foyer, platéia e
palco. A simplicidade leva em conta a
composição, juntamente com a Oca, de uma
entrada principal para o parque. Esse conjunto
de acesso, com dois edifícios de volumes puros
e alvos, é considerado por Niemeyer - desde o
desenho original do Ibirapuera, em 1951/54 - o
mais importante do projeto, do ponto de vista
arquitetônico. A articulação de ambos seria
feita por uma grande praça cívica e uma
marquise/passarela, ambas não realizadas.
No fundo da construção, uma porta com 20 metros de largura permite a
utilização do palco para platéia externa. Apesar da simplicidade do volume, a
estrutura possui grandes vãos, uma vez que a cobertura está apoiada nas
laterais triangulares. Os únicos pilares situados no sentido transversal, no
miolo do volume, são duas peças que dividem o foyer e a platéia. Assim, no
maior vão do prédio, na extremidade do palco, há mais de 50 metros.
A platéia muito larga - com 43 metros - diminui os benefícios da energia acústica
lateral e coloca riscos significativos nesse campo. Tem capacidade
para 800 lugares, mas com volumetria acústica de salas para 1.500 pessoas ou
mais. Tudo conduzia para um espaço de música amplificada. Persegue
uma sonoridade clara, transparente e presente, que não é típica de espaços de
som amplificado. Queríamos extrair o clima acústico contido no
desenho arquitetônico. São questões sofisticadas e requerem repertório para
seu entendimento.
 
 
 
Arquitetura: Oscar Niemeyer (autor);
Hélio Pasta e
Hélio Penteado (colaboradores)
Luminotécnica
Peter Gasper
Acústica Acústica & Sônica
Sonorização Akustiks e Acústica
& Sônica
Cenotécnica
Solé Associados
Consultoria de fundação
Ber-Far
Consultoria estrutural
Consultest
Gerenciamento
Kel
Construtora OAS
Obras de arte
Tomie Ohtake e
Luís Antônio
Vallandro Keating
Fotos
Nelson Kon
FICHA
TÉCNICA
Auditório Ibirapuera Local
São Paulo, SP
Início do projeto 2002
Conclusão da obra 2005
Área construída 7.000 m2