Buscar

Modelos atômicos Rutherford e Bohr

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Modelo Atômico de Rutherford 
O Modelo Atômico de Rutherford sugere que o átomo apresenta o aspecto 
de um sistema planetário. Por esse motivo ele é chamado 
de modelo planetário ou de modelo de átomo nucleado. 
De acordo com esse modelo apresentado em 1911, os elétrons giram em 
torno do núcleo (formado por prótons e nêutrons), de forma semelhante aos 
planetas que giram à volta do Sol. 
 
Modelo Atômico de Rutherford 
 
Este modelo substituiu aquele que havia sido proposto por Thomson em 
1903. Antes desse, porém, já haviam surgido outros modelos 
atômicos acerca da distribuição das partículas atômicas. 
O modelo de Rutherford representa uma revolução nessa matéria e tornou-
se a base da teoria atômica. 
• O Experimento de Rutherford 
Em 1910, Rutherford (1871-1937) estava estudando a trajetória de partículas 
e a interação entre a radiação alfa e os materiais. Nessa ocasião, ele detectou 
que havia uma limitação no modelo atômico apresentado por Thomson, 
o Modelo Atômico de Thomson. 
Rutherford fez uma câmera metálica fechada e nela colocou um pequeno 
recipiente de chumbo com fragmentos de polônio. 
Na frente desse recipiente que tinha uma abertura, ele posicionou uma lâmina 
de ouro bastante fina coberta por uma película de sulfeto de zinco. 
https://www.todamateria.com.br/modelos-atomicos/
https://www.todamateria.com.br/modelos-atomicos/
https://www.todamateria.com.br/rutherford/
https://www.todamateria.com.br/modelo-atomico-de-thomson/
Tudo isso estava conectado a um microscópio que era capaz de girar 360º 
em torno da lâmina de ouro. O objetivo era analisar a incidência das 
partículas que penetravam através da folha e desintegravam-se 
espontaneamente de elementos radioativos naturais. 
Era possível ver cada incidência de partículas sob a película de sulfeto de 
zinco através de um ponto destacado no microscópio. 
Rutherford anotou a incidência de partículas nos mais diversos ângulos de 
forma que pudesse analisar cuidadosamente o seu comportamento. 
 
Redirecionamento da radiação alfa no experimento de Rutherford 
 
A partir da sua análise, Rutherford verificou que o comportamento das 
partículas era padronizado. A maior parte delas conseguia atravessar a folha 
(embora com alguma dificuldade), outras ficavam bloqueadas, enquanto 
havia ainda algumas que nem sequer eram afetadas. 
Rutherford concluiu que haviam muitos espaços vazios e que o centro 
do átomo era muito menor considerando todo o seu diâmetro. Assim, ele 
descobriu a eletrosfera. Ou seja, o átomo era formado por um núcleo, onde 
havia carga positiva concentrada, e por uma eletrosfera, onde se concentra a 
carga negativa. 
Rutherford não sabia do que era constituído o núcleo. Ele apenas supunha 
que existissem nêutrons, mas isso só foi comprovado na década de 30. 
Os elétrons, por sua vez, já descobertos por Thomson em 1905, localizam-
se na eletrosfera e circulam ao redor desse pequeno sol nuclear. 
 
https://www.todamateria.com.br/atomo/
• Falha no Modelo de Rutherford 
Apesar dos avanços, o modelo apresentava erro, o qual é apontado através 
da teoria do eletromagnetismo. 
As partículas com carga elétrica emitem uma onda eletromagnética quando 
são aceleradas. Seguindo o modelo de Rutherford é o que aconteceria com o 
elétron que, neste caso, perderia energia e cairia sobre o núcleo, mas não é o 
que acontece. 
O modelo atômico continuou em evolução e Niels Bohr completou a lacuna 
que havia no modelo de Rutherford. Por esse motivo, esse modelo é chamado 
de Modelo Atômico de Rutherford-Bohr. 
Modelo Atômico de Rutherford-Bohr 
O Modelo Atômico de Bohr apresenta o aspecto de órbitas onde existem 
elétrons e, no seu centro, um pequeno núcleo. 
 
O físico dinamarquês Niels Henry David Bohr (1885-1962) deu 
continuidade ao trabalho desenvolvido com Rutherford. Ele preencheu a 
lacuna que existia na teoria atômica proposta por Rutherford. 
Por esse motivo, o átomo de Bohr pode também ser chamado 
de Modelo Atômico de Rutherford – Bohr. 
Niels havia conhecido Rutherford no laboratório da Universidade de 
Cambridge e foi levado por ele à Universidade de Manchester onde passaram 
a trabalhar em conjunto. 
Bohr conseguiu explicar como se comportava o átomo de hidrogênio, o que 
não era possível mediante a teoria atômica de Rutherford. 
Mas, embora tenha aperfeiçoado o modelo atômico de Rutherford, o modelo 
de Bohr ainda não é perfeito, uma vez que continuam havendo lacunas por 
explicar. 
https://www.todamateria.com.br/modelo-atomico-de-bohr/
https://www.todamateria.com.br/atomo/
Em 1913 Bohr promoveu experimentos que mostravam essas falhas e 
propunha um novo modelo. 
Se o modelo proposto de Rutherford estivesse correto, ao serem acelerados, 
os elétrons emitiriam ondas eletromagnéticas. Na sequência, essas partículas 
perderiam energia e consequentemente colidiriam com o núcleo atômico. 
O que acontece, na verdade, é que o elétron emite energia. Quanto maior a 
sua energia, mais afastado ele fica do núcleo do átomo. 
• Postulados de Bohr 
Mediante o trabalho que desenvolveu, Bohr obteve quatro princípios: 
1. Quantização da energia atômica (cada elétron apresenta uma quantidade 
específica de energia). 
2. Os elétrons têm cada um uma órbita, as quais são chamadas de “estados 
estacionários”. Ao emitir energia, o elétron salta para uma órbita mais 
distante do núcleo. 
3. Quando consome energia, o nível de energia do elétron aumenta. Por 
outro lado, ela diminui quando o elétron produz energia. 
4. Os níveis de energia, ou camadas eletrônicas, têm um número 
determinado e são designados pelas letras: K, L, M, N, O, P, Q. 
O modelo de Bohr estava ligado à Mecânica Quântica. Assim, a partir da 
década de 20, Erwin Schrödinger, Louis de Broglie e Werner Heisenberg, 
especialmente, dão o seu contributo no que respeita ao modelo da estrutura 
atômica. 
 
 
https://www.todamateria.com.br/fisica-quantica/
https://www.todamateria.com.br/estrutura-atomica/
https://www.todamateria.com.br/estrutura-atomica/

Continue navegando

Outros materiais