A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
BLOCOS ECONOMICOS

Pré-visualização | Página 1 de 5

Política é a atividade que se desempenha pelo cidadão, 
quando este exerce seus direitos em assuntos públicos 
através da sua opinião ou voto. 
Além disso, ela busca um consenso para poder se 
manter pacífica m comunidade, além disso, ela é 
necessária porque vivemos em uma sociedade e porque 
nem todos os seus membros pensam de maneira igual. 
A política que se é exercida dentro de um mesmo 
Estado é nomeada de política interna e entre Estados 
diferentes, se nomeais de política externa. 
Política pública é um conjunto de programas, ações e 
decisões que são tomadas e decididas pelos governos, 
que podem ser tanto nacionais, estaduais como 
municipais, tendo a participação direta ou indireta, de 
entes públicos ou privadas que sim assegurar 
determinado direito de cidadania, para vários grupos da 
sociedade ou para determinado segmento social, cultura, 
étnico ou econômico 
Esta acaba por corresponder aos direitos que são 
assegurados na constituição. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Política econômica é um conjunto de ações de um 
determinado país com que visa atingir certos objetivos 
relacionados à situação econômica dessa nação e esse é 
um tema muito importante, já que envolve a forma 
como o governo irá conduzir economicamente o país. 
Tem como objetivo: 
\ COMBATER DESEMPREGO; 
\ COMBATER A INFLAÇÃO; 
\ (RE)DISTRIBUIR A RENDA DE FORMA 
JUSTA; 
\ BUSCAR CRESCIMENTO EDESENVOLVIMENTO 
ECONÔMICO. 
Def.: 16 a 65 anos – PEA 
\ Desemprego estrutural / tecnológico / 
marxista 
\ Desemprego conjuntural / cíclico / 
Keynesiano 
\ Desemprego friccional / natural 
\ Desemprego sazonal 
\ Desemprego disfarçado 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
“Aumento generalizado e persistente no nível geral dos 
preços na economia.” 
Está acaba por consumir o poder de compra, destorce 
preços de mercado, desfavorece balança de pagamento. 
\ Inflação de custos 
\ Inflação de demanda 
\ Inflação inercial 
 
Crescimento e desenvolvimento são diferentes. 
Enquanto o crescimento econômico significa que durante um ou vários 
períodos, ocorreu um aumento sustentado de uma unidade econômica, o 
desenvolvimento econômico vai além, impactando diretamente a qualidade de 
vida das pessoas e a sociedade em geral. 
O crescimento econômico acontece quando ocorre um aumento da produção e 
consumo de bens e serviços, esse aumento pode ser medido através de índices 
como o PIB ou PNB. 
Crescimento é quando a produção quantitativa cresceu, gerando 
enriquecimento, mas sem necessariamente afetar a melhoria das condições de 
vida da sociedade. 
Já o desenvolvimento econômico vai afetar a qualidade de vida da sociedade e 
é possível medir por meio de indicadores como a educação, saúde, renda, 
pobreza e etc. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O conceito econômico de distribuição se refere à forma com que são repartidos as 
riquezas e os bens que são socialmente produzidos, que acaba sendo a renda, entre os 
indivíduos e os diferentes estratos da população em determinada sociedade. 
As características da distribuição de renda e os mecanismos que a influenciam varias e 
dependem diretamente da organização da produção e da forma de propriedade vigente em 
cada sociedade, então, a distribuição decorre do próprio processo produtivo e está 
relacionada com a divisão social do trabalho, da forma com que se encontram distribuído 
os juros, lucros, rendas, salários e propriedade dos fatores de produção. 
As diferentes correntes de pensamento buscam justificar ou criticar a distribuição desigual 
da renda. As teorias que justificam a desigualdade costumam se basear nas diferenças de 
capacidades, escolaridades e méritos entre os indivíduos, argumentando ainda que a 
desigualdade seria desejável para incentivar a eficiência do mercado, porém, a desigualdade 
é vista como indesejada e causadora de graves problemas sociais. 
A política fiscal é o nome dado às ações do governo que são destinadas a ajustar seus níveis 
de gastos, assim monitorando e influenciado a economia de um país. 
A política fiscal está intimamente ligada à política monetária, onde se pode afirmar, em 
termos simplistas, que a duas políticas são como irmãs, já que buscam influenciar um aspecto 
da economia, onde a politica monetária irá modificar o comportamento da moeda e a fiscal 
irá operar frente aos gastos estatais. 
Todo governo invariavelmente irá utilizar as duas políticas sob várias combinações e 
graduações, num esforço para orientar as metas econômicas de um país. 
A forma em que se é articulada se dá através da efetiva arrecadação de impostos, aplicando 
seus recursos da forma mais racional possível. 
 Política fiscal expansionista: diminui RP e aumenta GP 
Política fiscal restritiva: aumenta RP e diminui GP 
Receitas públicas: impostos, contribuição previdenciária, taxas públicas e etc. 
Gastos públicos: custeio, investimentos públicos, transferências públicas e etc. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O imposto direto é aquele que incide diretamente sobre a renda da pessoa: quanto maior a 
renda, maior o tributo, isto é, há uma relação direta entre a quantidade de tributo paga e a 
renda. Um exemplo de imposto direto é o Imposto de Renda (IR). 
Esse tipo de tributo incide basicamente sobre patrimônios (ativos, bens e direitos do 
proprietário) e receitas obtidas ao longo de um determinado período (salários, receitas de 
aluguel, etc.). 
A grande diferença é que, ao contrário do imposto indireto, esse tipo de tributo não pode ser 
transferido para terceiros. Ele estará diretamente ligado ao seu CPF (ou CNPJ, no caso de 
Pessoa Jurídica) e é de total responsabilidade do contribuinte. 
Entre os principais tipos de imposto direto, temos: 
\ IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) 
\ IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) 
\ IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) 
 
O imposto indireto é aquele que se incide sobre o produto e não sobre a renda, ele acaba 
sendo indireto porque não leva em conta quanto as pessoas ganham, mas sim, o quanto elas 
consomem. Seu foco se da nas transações de mercadorias e serviços, então, esse imposto é 
cobrado sobre as mercadorias que nós consumimos, por esse motivo é que dizem que ele é 
cobrado indiretamente. 
Temos como exemplo o ICMS, que é um imposto indireto, já que o tributo incide apenas sobre 
a parcela da renda que é utilizada para o consumo. 
Entre os principais tipos de impostos indiretos, temos: 
\ ICMS (IMPOSTO SOBRE A CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS E SERVIÇOS) 
\ ISS (IMPOSTO SOBRE O SERVIÇO) 
\ IPI (IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Déficit público 
Superavit público 
 
Primário 
Operacional 
Nominal 
 
\ Emissão da moeda 
\ Open market 
\ Via fiscal 
A política monetária representa o conjunto de medidas que são tomadas por autoridade do 
ramo econômico (Bancos centrais e demais instituições subsidiárias) para interferir na 
circulação da moeda e na relação oferta e demanda do mercado financeiro. 
Entre as principais medidas adotadas na política monetária pode-se citar o recolhimento 
compulsório (um depósito obrigatório que os bancos comuns devem realizar, conforme a 
conveniência do BC) e a alteração da taxa básica de juros. 
Em todos os casos, ela é usada como ferramenta de controle econômico, de modo que 
possibilita a influência governamental sobre as dinâmicas de consumo e o desempenho 
financeiro do país. 
\ Emissão da moeda 
\ Depósito compulsório 
\ Taxa de redesconto 
\ Open Market 
\ Juros e crédito 
https://maisretorno.com/blog/termos/b/banco-central-do-brasil