A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
DIREITOS HUMANOS

Pré-visualização | Página 1 de 42

1.
		Os Direitos Humanos, tecnicamente considerados como direitos humanos fundamentais, ditos de primeira geração, investidos do caráter internacional, encontram-se elencados na ¿Declaração Universal dos Direitos Humanos¿ e gozam de destacada posição na hierarquia do ordenamento jurídico, apresentando características que elevam seu poder e seu âmbito de atuação. Porque podemos afirma que os direitos humanos são inalienáveis?
	
	
	
	por alcançarem a todos os seres humanos indistintamente; nesse sentido fala-se em ¿Sistema Global de Proteção de Direitos Humanos¿;
	
	
	por não existe possibilidade de transferência, a qualquer título, desses direitos;
	
	
	por não serem absolutos, sofrendo restrições nos momentos constitucionais de crise (Estado de Sítio) e também frente a interesses ou direitos que, acaso confrontados, sejam mais importantes (Princípio da Ponderação).
	
	
	porque a Administração Pública deve criar mecanismos coercitivos aptos a efetivação dos direitos fundamentais;
	
	
	por  apresentarem natureza histórica, advindo do Cristianismo, superando diversas revoluções até chegarem aos dias atuais;
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
		
		1.
		Assinale a opção que melhor define a universalidade como característica dos direitos fundamentais:
	
	
	
	A universalidade dos direitos fundamentais gera a obrigação dos Poderes Constituídos de garantir efetivamente o conteúdo dos direitos fundamentais.
	
	
	A universalidade dos direitos fundamentais refere-se ao fato dos direitos fundamentais não poderem ser objeto de renuncia, podendo, apenas deixarem de ser exercidos voluntariamente.
	
	
	A universalidade dos direitos fundamentais está relacionada à unidade da Constituição, que fixa a necessidade do interprete harmonizar as normas constitucionais de direitos fundamentais que se encontram em conflito.
	
	
	A universalidade caracteriza-se pelo fato do exercício dos direitos fundamentais nunca deixar de ser exigível, isto é, os direitos fundamentais não se perdem pelo decurso do tempo.
	
	
	A universalidade dos direitos fundamentais assegura a todas as pessoas, independente de sua nacionalidade, a titularidade desses direitos.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Os Direitos Humanos, tecnicamente considerados como direitos humanos fundamentais, ditos de primeira geração, investidos do caráter internacional, encontram-se elencados na ¿Declaração Universal dos Direitos Humanos¿ e gozam de destacada posição na hierarquia do ordenamento jurídico, apresentando características que elevam seu poder e seu âmbito de atuação. Porque podemos afirma que os direitos humanos são inalienáveis?
	
	
	
	por não serem absolutos, sofrendo restrições nos momentos constitucionais de crise (Estado de Sítio) e também frente a interesses ou direitos que, acaso confrontados, sejam mais importantes (Princípio da Ponderação).
	
	
	porque a Administração Pública deve criar mecanismos coercitivos aptos a efetivação dos direitos fundamentais;
	
	
	por  apresentarem natureza histórica, advindo do Cristianismo, superando diversas revoluções até chegarem aos dias atuais;
	
	
	por alcançarem a todos os seres humanos indistintamente; nesse sentido fala-se em ¿Sistema Global de Proteção de Direitos Humanos¿;
	
	
	por não existe possibilidade de transferência, a qualquer título, desses direitos;
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Sobre o entendimento de  Direitos Humanos conclui-se que não podemos apresentar um fundamento absoluto irresistível; pelo contrário:
	
	
	
	as justificativas de uns impedem a de outros não pode ser considerada, devido a construção do grupo.
	
	
	as justificativas de uns impedem as leis.
	
	
	as vontade de uns impedem a de outros.
	
	
	as justificativas de leis impedem a de outros terem sua liberdade.
	
	
	as justificativas de uns impedem a de outros.
	
Explicação:
Conclui-se, por esta antinomia, que os Direitos Humanos não podem apresentar um fundamento absoluto irresistível; pelo contrário, as justificativas de uns impedem a de outros. P. 16 do livro.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		O Tribunal Penal Internacional/TPI, conhecido como Internacional Criminal Court/ICC, é uma organização internacional  que foi criada pelo Estatuto  de Roma em 1998. Sua finalidade é  processar e julgar, subsidiariamente ao Poder Judicial dos Estados acusados de crimes de genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e crimes de agressão. Assim sendo, o TPI é uma organização:
	
	
	
	independente, pertencendo à ONU.
 
	
	
	dependente, porque vinculada à Corte Internacional de Justiça.
 
	
	
	independente, porém vinculada ao Conselho de Segurança da ONU.
 
	
	
	dependente, porque pertencente à ONU.
	
	
	independente, não pertencendo à ONU.
 
	
Explicação:
O Tribunal Penal Internacional/TPI é uma organização independente, não pertencendo à ONU. 
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A qual pensador devemos a ideia de que ¿os direitos do homem são a base de legitimação do exercício do poder político e da formação do Estado¿?
	
	
	
	Thomas Hobbes.
	
	
	John Locke.
	
	
	Maquiavel.
	
	
	Rousseau.
	
	
	Montesquieu.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Podemos afirmar que não existem direitos fundamentais absolutos, isto é, todos os direitos fundamentais são relativos ou limitados. Nem mesmo o direito a vida é absoluto quando confrontado com a pena de morte em caso de guerra declarada (Art. 5°, inciso XLVII, alínea a, da CRFB/88) . Assim, o enunciado é verdadeiro em razão da
	
	
	
	Complementaridade como característica dos direitos fundamentais.
	
	
	Inalienabilidade como característica dos direitos fundamentais.
	
	
	Efetividade como característica dos direitos fundamentais.
	
	
	Relatividade como característica dos direitos fundamentais.
	
	
	Irrenunciabilidade como característica dos direitos fundamentais.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Com relação ao perfil de evolução dos direitos fundamentais, assinale a alternativa CORRETA:
	
	
	
	O liberalismo político (Estado liberal) visa a legitimação do poder absoluto do Estado
	
	
	O estado absoluto apresenta-se como um verdadeiro estado antileviatã vinculado à ideia de separação de poderes e de proteção de direitos fundamentais acima das próprias razões de Estado
	
	
	O conceito de direitos fundamentais se cristaliza com a positivação dos direitos naturais na Declaração Universal dos Direitos do Homem, enquanto que o conceito de direitos humanos se perfaz com a positivação dos direitos naturais em uma Constituição de um determinado Estado nacional
	
	
	O paradigma contratual de John Locke, centrado no elemento humano, serviu de base para convalidar o modelo liberal de Estado.
	
	
	Na visão de Locke, as leis do Estado por mais injustas que fossem deveriam ser cumpridas e respeitadas porque melhores que o caos do estado de natureza.
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
		
	Gabarito
Comentado
	
	
	
	
	 
		
	
		8.
		São desafios que se apresentam à consolidação de um discurso de proteção ao ser humano para além das fronteiras geográficas do Estado Nação, exceto:
	
	
	
	os riscos aos regimes democráticos que compõe o sistema internacional.
	
	
	problemas vinculados à pobreza extrema que colocam sob ameaça a própria existência humana;
 
	
	
	redes de política externa e compromissos jurídico-políticos assumidos frente a comunidade internacional e seus organismos;
 
		1.
		Sobre as fases de evolução dos direitos fundamentais, é correto afirmar que:
	
	
	
	A fase de constitucionalização surge com a Revolução francesa de 1789 como forma de limitar o poder absoluto do Estado.
	
	
	No constitucionalismo da Idade Média, já vigorava a ideia de Estado Democrático de Direito.
	
	
	A pré-história dos direitos humanos corresponde à elaboração das correntes contratualistas.
	
	
	A fase de constitucionalização

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.