Buscar

Principios Direito Agrario

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

PRINCÍPIOS DO DIREITO AGRÁRIO 
 
Princípio da Garantia do Direito de Propriedade 
 O direito de propriedade e o direito de usar, gozar, usufruir e dispor de 
determinado bem, e de reavê-lo de quem quer que injustamente o esteja 
possuindo. Todavia, a propriedade não é absoluta, e deve ser exercida de modo a 
observar a sua função social, a boa-fé, ó interesse publico, sendo que a 
propriedade nada mais È que um meio por meio do qual a sociedade se utiliza 
para se desenvolver. 
 
Princípio da Função Social da Propriedade 
De ordem constitucional, toda e qualquer propriedade situada em território 
brasileiro deve atender à razão da função social, devendo esta, visar o chamado 
“progresso econômico e social” da comunidade em geral, não se abstendo 
apenas ao próprio e íntimo interesse particular do proprietário. 
Por uma visão mais coletiva, podemos afirmar que esse princípio é como um 
símbolo para o Direito Agrário, norteando-o e dando ao direito à propriedade 
privada uma maior flexibilização, tendo em vista que somente será considerada 
desta forma – como propriedade – se, de fato, atender aos requisitos legais e 
fáticos que dizem sugerem a boa e útil exploração da propriedade em prol do 
interesse coletivo. 
 
Princípio da Justiça Social 
O direito agrário possui duas recorrências, sendo á garantia do acesso a 
terra para aqueles produtores que cumprem a função social e preenchem os 
requisitos legais buscando constantemente relações sociais mais justas dentro do 
contexto da atividade agrária, significando assim que todas as medidas as quais 
representem o melhor atendimento das legislações sociais, especialmente as 
trabalhistas. 
 
Princípio da Melhor Distribuição Da terra (Acesso a Propriedade da Terra) 
 Esse princípio tem como fundamento a política do interesse social onde se 
pode tirar a terra das mãos de quem não produz, por meio de desapropriação e 
concede-la a quem queira produzir. Considera-se como reforma agrário o 
conjunto de medidas que busquem promover a melhor distribuição da terra, 
mediante modificações no regime de sua posse e uso, a fim de atender aos 
princípios de justiça social e aumento d e produtividade. 
 
Princípios da Supremacia do Interesse Publicam sobre o Particular 
Temos por base nesse princípio à supremacia do interesse publico, no 
direito agrário faz jus ao sentido social do direito agrário, pois só desta forma é 
possível combater os interesses dos mais privilegiados sobre os que realmente 
trabalham no campo e dependem da terra para sua subsistência. 
 
Princípio do Monopólio Legislativo da União 
 Apenas a União tem competência para legislar sobre direito agrário. A 
competência privativa da União também se estende à desapropriação, conforme 
artigo 22, II da CF. Importante frisar que, por autorização constitucional insculpida 
no paragrafo único do artigo 22, lei complementar federal poderá autorizar os 
Estados a legislar sobre questões específicas dessas matérias. 
 
Princípio da Justa e Prévia Indenização em Caso de Desapropriação 
 Como corolário do princípio da garantia da propriedade, em caso de sua 
perda em favor de entes da administração por desapropriação dever· ser paga 
justa e prévia indenização, a fim de compensar o decréscimo patrimonial sofrido, 
sob pena de enriquecimento ilícito por parte do ente desapropriante. 
Em regra essa indenização é feita em dinheiro, mas há· casos em que 
poder· ser paga por meio de títulos da dívida publica (desapropriação 
sancionatória urbana) ou títulos da dívida agraria (desapropriação sancionatória 
rural). 
 
Princípio da Permanência na Terra 
Tem-se por finalidade esse principio a proteção daquele que tornou a terra 
produtiva com seu trabalho e com o de sua família. Devendo assim o Estado 
desapropriar a terra do seu respectivo proprietário para aliená-la ao possuidor-
produtor o qual a tornou produtiva, sendo á terra um bem de produção, não 
podendo assim permanecer improdutiva, sob á pena de não cumprir com sua 
função social, podendo assim ser desapropriada, nos termos da lei. 
 
Princípio da Proteção da Propriedade Familiar e da Pequena e Média 
Propriedade 
 A manutenção da propriedade familiar e da pequena e média propriedade é 
questão estratégica para o Brasil, haja vista que contribui para a fixação do 
homem no campo, para a distribuição equitativa da riqueza, além de garantir a 
segurança alimentar e evitar/mitigar o êxodo rural. 
A pequena, a média e a grande propriedade variação conforme a região do 
país, haja vista que o módulo fiscal é variável. 
 
Princípio da Proteção da Propriedade Produtiva 
 À propriedade produtiva é garantido tratamento especial, sendo a 
classificação adotada pela Constituição de 1988 para fins de políticas agrícola e 
fundiária pelos órgãos governamentais: quanto à sua extensão – pequena média 
e grande; quanto à exploração: produtiva e improdutiva. 
A Lei 8.629/93 regulamentou a classificação constitucional (art. 4º, incisos 
II e III), conforme Decreto 84.685/80 que dispõe sobre módulo fiscal calculado por 
em cada Município. Em verdade, o tratamento constitucional dispensado à 
propriedade rural tem como ideal finalístico “assegurar o desenvolvimento 
sustentável do campo e o abastecimento alimentarem da população, com geração 
de emprego e de riquezas”. 
 
Preservação dos Recursos Naturais e Proteção ao Meio Ambiente 
 Preservação dos recursos naturais passou a ser preocupação mundial e 
nenhum país tem o direito de fugir dessa responsabilidade. A necessidade de 
proteção ambiental é antiga, surgindo quando o homem passou a valorizar a 
natureza, inicialmente de forma mais amena, e atualmente, de forma mais 
acentuada. 
 No inicio, se dava a importância à natureza por ser uma criação divina. 
Depois, que o homem começou a reconhecer a interação dos componentes 
bióticos e abióticos que interagem no ecossistema é que efetivamente sua 
responsabilidade aumentou. 
 
Principio da Melhor Produtividade 
Este princípio tem como sentido fazer com que as propriedade rurais sejam 
racionais e adequadamente exploradas, mas respeitando a função social. Existe 
uma grande necessidade de mudança na politica agraria, sendo que da forma que 
a mesma se encontra atualmente é praticamente impossível falar em uma função 
social digna. 
 
Princípio da Indivisibilidade do Módulo Rural 
 Devido à importância social da utilização do imóvel rural, estudos foram 
realizados sobre o tema que possibilitou fosse definido um tamanho mínimo para 
a propriedade agrária que lhe permitisse cumprir sua função social, tal como 
prescrito no artigo 65 do Estatuto da Terra, que criou o módulo rural. 
 Módulo rural, de acordo com a legislação agrária brasileira, é unidade de 
medida que serve para definir a quantidade mínima de terra admitida no imóvel 
rural, capaz de propiciar a uma família de porte médio condições de vida e de 
progresso social e econômico, não caindo no vício do minifúndio.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes