A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Apostila de Histologia - @Laravet.studies

Pré-visualização | Página 3 de 4

como glândulas e fibras 
musculares 
Recebem estímulos do 
organismo ou do ambiente 
Estabelecem conexões entre 
outros neurônios, formando 
circuitos complexos. 
 
Células da Glia:
Os gliócitos (células da glia) possuem a função de nutrir e proteger o sistema nervoso. 
Os principais tipos de células desta natureza são os astrócitos, oligodendrócitos, 
micróglias e células de Schwann. 
Os prolongamentos de algumas dessas células ficam envolvidas pela bainha de mielina, 
que serve como um isolante elétrico e também faz com que a velocidade de propagação 
do impulso nervoso ao longo do axônio fique ainda mais rápida. Porém, a essa bainha não 
é continua. Entre uma célula de Schwann (é um tipo de célula glial que produz a mielina 
que envolve os axônios) e outra, existe uma região de interrupção da continuidade da 
bainha, o que origina o nódulo de Ranvier. 
Astrócitos: Oligodendrócitos: Micróglia 
Têm a forma de estrela, com vários 
prolongamentos; em grande 
quantidade, apresentam-se sob duas 
formas: astrócitos protoplasmáticos, 
localizados na substância cinzenta; e 
astrócitos fibrosos localizados na 
substância branca. Têm como 
funções sustentação, participam da 
composição iônica e molecular do 
ambiente extracelular dos neurônios. 
Alguns astrócitos apresentam 
prolongamentos chamados pés 
vasculares, que se expandem sobre os 
capilares sanguíneos. Admite-se que 
esses prolongamentos transferem 
moléculas e íons do sangue para os 
neurônios. 
Produzem as bainhas de 
mielina que servem de 
isolantes elétricos para os 
neurônios do SNC. Os 
oligodendrócitos têm 
prolongamentos que se 
enrolam em volta dos 
axônios, produzindo a bainha 
de mielina. 
Células pequenas com poucos 
prolongamentos, presentes 
tanto na substância branca, 
como na substância cinzenta. 
São células fagocitárias e 
derivam de precursores 
trazidos da medula óssea pelo 
sangue, representando o 
sistema mononuclear 
fagocitário no sistema nervoso 
central. 
. 
 
 
 
 
Sinapse:
A sinapse é uma região onde acontece a comunicação entre os neurônios, entre 
neurônios e músculos e entre neurônios e glândulas. Na grande maioria das sinapses, a 
transmissão de informação é possível devido à presença de neurotransmissores, que são 
mensageiros químicos. Nesse tipo de sinapse, chamada de sinapse química, o impulso 
nervoso (sinal elétrico) de um neurônio pré-sináptico é transformado em sinal químico, 
que atua na célula pós-sináptica. Mas também existem ainda as chamadas sinapses 
elétricas, nessas sinapses, as correntes elétricas fluem diretamente de um neurônio a 
outro. 
Sinapse Química Sinapse Elétrica 
 Essas sinapses iniciam no terminal do axônio (uma 
região pouco mais alargada formando um botão) 
da célula pré-sináptica. As vesículas contendo 
neurotransmissores são liberadas na fenda 
sináptica e reconhecidas por receptores 
químicos (proteínas específicas) na membrana da 
célula pós-sináptica. A seguir se fundem com a 
membrana e liberam o seu conteúdo. A ligação 
química entre o neurotransmissor e o receptor 
do neurônio seguinte gera mudanças que irão 
fazer com que o sinal elétrico seja transmitido 
 
 Nessas sinapses não há 
participação de 
neurotransmissores, o sinal 
elétrico é conduzido 
diretamente de uma célula a 
outra através de junções 
comunicantes (gap junctions). 
Essas junções são canais que 
conduzem íons, obtendo 
respostas quase imediatas, 
isso quer dizer que o 
potencial de ação é gerado 
diretamente. 
 
 
 As sinapses químicas podem ser excitatórias ou 
inibitórias, de acordo com o tipo de sinal que 
conduzem: 
Sinapse Excitatória Sinapse Inibitória 
É quando o sinal produzido 
na membrana pós-sináptica 
for a despolarização, 
iniciando o potencial de ação 
É quando o sinal produzido 
na membrana pós-sináptica 
for de hiperpolarização, a 
ação resultante será 
inibitória do potencial de 
ação 
 
 
https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/neurotransmissor.htm
Sistema Nervoso Central: 
 
Substância branca X Substância cinzenta 
Branca Cinzenta 
Localizado na região periférica da 
medula espinhal e região medular do 
encéfalo 
Localizado na região central da 
medula espinhal e região cortical 
encéfalo 
Algumas características 
 São encontrados na substância 
branca os astrócitos fibrosos e 
oligodendrócitos; 
 São encontrados na substância 
branca, os astrócitos 
protoplasmáticos; 
 A região encefálica mais interna 
tem a cor branca e é constituída 
principalmente por fibras 
nervosas (dendritos e axônios) – 
Não possui pericário; 
 A substância cinzenta é 
constituída principalmente de 
corpos de neurônios (pericário) – 
Não possui axônios; 
 Constitui as vias de comunicação 
entre o sistema nervoso central 
e os locais externos ao sistema 
nervoso central; 
 É o local de recepção e de 
integração de informações e 
respostas; 
 Rica em mielina  Muito pobre em mielina 
 
 
 
 
 

á 
1º. O tecido conjuntivo de 
propriedades especiais é composto 
por tecido adiposo, 
hemotocipoético, cartilaginoso e 
ósseo. Qual das alternativas abaixo 
corresponde melhor o tecido 
cartilaginoso? 
a) Possui a capacidade de 
sofrer mineração 
b) Consistência rígida, que da 
suporte, revestimento de 
superfícies articulares, 
sustentação e modelagem 
c) O tecido cartilaginoso é 
dividido em cartilagem hialina, 
cartilagem adiposa e 
cartilagem elástica 
d) Armazenamento de gordura 
e outros íons 
 
2º. Em relação ao tecido conjuntivo 
propriamente dito: 
I. Possui feixes paralelos uns 
aos outros; 
II. Consistência delicada, flexível 
e pouca resistência; 
III. Fibras colágenas ficam 
dispostas em feixes 
arranjados sem orientação 
fixa. 
a) I. Tecido conjuntivo denso; II. 
Tecido ósseo; III. Tecido frouxo 
b) I. Tecido conjuntivo frouxo, II. 
Tecido conjuntivo denso 
modelado; III. Tecido conjuntivo 
denso não-modelado 
c) I. Tecido conjuntivo nervoso; II. 
Tecido conjuntivo frouxo; III. 
Tecido conjuntivo denso não-
modelado 
d) I. Tecido conjuntivo denso 
modelado; II. Tecido conjuntivo 
frouxo; III. Tecido conjuntivo 
denso não-modelado 
 
3º. Qual tecido que da os nutrientes 
para as células de outros tecidos 
que não possuem vasos 
sanguíneos? 
a) Tecido Nervoso 
b) Tecido Conjuntivo 
c) Tecido Epitelial 
d) Tecido Ósseo 
 
4º. Quais são as células do tecido 
conjuntivo? 
R: 
 
 
 
5º. Os Leucócitos são células de 
defesa do: 
a) Metabolismo 
b) Sangue 
c) Organismo 
d) Tecido Conjuntivo 
 
6º. Qual dos tipos de tecidos 
cartilaginosos possui a 
predominância da cor amarela? 
a) Elástica 
b) Hialina 
c) Fibrosa 
d) Hemotocipoético 
 
7º. Qual tipo de tecido cartilaginoso é 
esse? 
 
 
 
 
 
 
 
a) Elástica 
b) Hialina 
c) Fibrosa 
d) Hemotocipoético 
 
 
 
8º. O tecido ósseo tem capacidade de 
sofrer: 
a) Mutação 
b) Reabsorção 
c) Mineração 
d) Nenhuma das alternativas 
acima 
 
9º. O tecido ósseo tem certa 
flexibilidade, que da a capacidade 
de extensão e flexão, devido a: 
a) Ausência de fibras colágenas 
b) Presença de fibras colágenas 
c) Presença de íons, cálcio e 
fósforo 
d) Ausência de íons, cálcio e 
fósforo 
 
10º. As células da linha osteoblástica 
são responsáveis pelo: 
R: 
 
 
 
11º. Em relação aos tipos de células 
especializadas do tecido ósseo: 
I. Produção da parte orgânica 
da matriz óssea; 
II. Reabsorção óssea; 
III. Manutenção da matriz óssea. 
 
 
 
a) I. Osteoblastos; II. Osteoclastos; 
III. Osteócitos 
b) I. Osteócitos; II. Osteoclastos; 
III. Osteoblastos 
c) I. Osteoblastos; II. Osteócitos; 
III. Osteoblastos 
d) I. Osteoblastos; II. Osteocrastos; 
III. Osteócitos 
 
12º. Quando o osteoblasto fica preso 
na lacuna após a síntese de matriz 
óssea, passa a ser chamado de: 
R: 
 
 
13º. Qual a principal função do tecido 
nervoso? 
R: 
 
 
14º. Qual das alternativas abaixo é 
considerado a unidade básica do 
sistema nervoso? 
a) Axônio 
b) Neurônio 
c) Dentritos