A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Apostila de Sistema Cardiovascular - @Laravet.studies

Pré-visualização | Página 1 de 2

Por: Lara vitória 
@Larav.Studies 
SISTEMA CARDIOVASCULAR 
1° Semestre de Medicina 
Veterinária 
Apostila de Anatomia 
Veterinária 
Componentes do Sistema Cardiovascular: 
Coração 
É um órgão muscular oco que impulsiona o sangue pelos vasos sanguíneos. Pode ser 
único (como o do humano) ou múltiplo (como na maioria dos invertebrados). Funciona 
como uma bomba dupla, de modo que o lado esquerdo bombeia o sangue arterial para 
as diversas partes do corpo, enquanto o lado direito bombeia o sangue venoso para os 
pulmões. (O coração é envolvido por um espaço interpleural onde ele está localizado, 
que é chamado de “mediastino”). 
Sangue
O sangue possui uma parte líquida (o plasma) e elementos figurados, cada um 
com funções especificas. É pela corrente sanguínea que o oxigênio e nutrientes 
chegam até as células. 
Vasos sanguíneos
Existem três tipos fundamentais de vasos sanguíneos: artérias; veias e capilares, 
que se diferenciam quanto ao calibre, á estrutura das paredes e à presença de 
válvulas. Seu revestimento interno é o endotélio, um tipo de tecido epitelial. 
Artérias Veias Capilares 
Levam o sangue do coração 
para o corpo 
Trazem o sangue do corpo 
para o coração 
Levam sangue aos tecidos 
para fornecer oxigênio as 
células (faz a troca entre o 
sangue e os tecidos) 
Calibre Calibre Calibre 
Na maioria das vezes as 
artérias são de grande calibre 
(quando o seu calibre é pequeno, 
é chamado de “arteríolas”) 
 
Na maioria das vezes as veias 
têm maior calibre que as 
artérias correspondentes 
(quando o seu calibre é 
pequeno, é chamado de 
“vênulas”) 
Finíssimo (pequeno) calibre 
Parede Parede Parede 
A parede da artéria é espessa, 
formada de tecido muscular e 
elástico, que suporta a pressão 
do sangue 
Suas paredes são mais finas 
que as artérias 
Suas paredes apresentam 
apenas uma camada de 
células, que permitem a 
troca de substâncias entre 
o sangue e as células 
Sistema Circulátorio: 
 
Os animais vertebrados tem um coração que bombeia o sangue para os vasos sanguíneos, 
que se ramificam formando uma grande rede de vasos muito finos. Essa rica vascularização 
fornece as trocas gasosas, nutrientes e coleta de suas excretas metabólicas para serem 
“jogadas fora” por órgãos excretores (ex: bexiga). 
 
 
 
O coração apresenta dois tipos de câmaras intercomunicadas: o átrio, que recebe o sangue 
trazido pelas veias, e o ventrículo, que recebe sangue do átrio e o bombeia para as artérias. 
O sangue passa de uma cavidade a outra através de valvas cardíacas. 
 
Quatro camadas cardíacas: 
 átrio direito 
 ventrículo direito 
 átrio esquerdo 
 ventrículo esquerdo 
 
Valvas Atrioventriculares: 
Fica entre os átrios e os ventrículos permitindo a 
passagem do sangue – apenas do sentido do átrio 
para o ventrículo 
 No lado direito: valva tricúspide 
 No lado esquerdo: valva bicúspide (ou mitral) 
Valvas Semilunares: 
Fica entre os ventrículos e as artérias, permitindo 
apenas a saída do sangue dos ventrículos em 
direção as artérias 
 Entre o ventrículo esquerdo e a aorta: 
valva aórtica 
 Entre o ventrículo direito e o tronco da 
artéria pulmonar: valva pulmonar 
Os animais domésticos têm o sistema 
cardiovascular FECHADO, ou seja, o 
sangue nunca deixa a rede de artérias, 
veias e capilares, em situações fisiológicas. 
Estrutura do Coração: 
 
l 
 
 
 
 
 
 
 
Endocárdio Miocárdio Pericárdio 
É a camada mais interna e 
é formado por endotélio 
que está sobre uma 
camada subendotelial 
delgada de tecido 
conjuntivo. Essa última 
camada se conecta ao 
miocárdio por uma camada 
de tecido conjuntivo que 
possui nervos, veias e 
alguns ramos do sistema 
responsável pela condução 
do impulso do coração. O 
endocárdio reveste as 
cavidades do coração, as 
válvulas e os músculos 
associados com as válvulas 
É a camada média do 
coração e a mais espessa. O 
miocárdio é rico em células 
musculares cardíacas, 
sendo a camada 
responsável pela capacidade 
de contração desse órgão. 
O miocárdio do ventrículo 
esquerdo é mais espesso 
que o do ventrículo direito. 
Isso se deve ao fato de 
que a contração nessa 
região deve ser mais 
vigorosa, de modo a 
garantir que o sangue siga 
para o corpo 
É uma espécie de saco 
invaginado constituído de 
uma camada mais externa, 
chamada de pericárdio 
parietal, e de uma camada 
mais interna, chamada de 
pericárdio visceral. É este 
último que adere ao 
coração e forma a camada 
mais externa do órgão 
(epicárdio) 
Circulação Sanguínea: 
 
A circulação nos mamíferos que possuem um coração dividido em quatro partes é separada 
em um circuito pulmonar e um circuito que passa pelo corpo. O coração acaba funcionando 
como uma estrutura dupla: do lado direito impulsiona o sangue que chega do corpo (sangue 
venoso – rico em gás carbônico) que vai para os pulmões e o lado esquerdo impulsiona o 
sangue que chega dos pulmões (sangue arterial – rico em oxigênio) que vai para o corpo. 
 
Circulação Pulmonar Circulação sistêmica 
Pequena Circulação Grande Circulação 
É responsável por levar o sangue do 
coração para os pulmões. Nesse caso, o 
sangue rico em gás carbônio sai do 
ventrículo direito pela artéria pulmonar, 
chega aos pulmões, sofre o processo de 
trocas gasosas (hematose) e retorna ao 
átrio esquerdo do coração pelas veias 
pulmonares 
É responsável por garantir que o 
sangue oxigenado seja levado para todo 
o corpo e que o sangue rico em gás 
carbônico retorne ao coração. O sangue 
oxigenado sai do ventrículo esquerdo 
pela artéria aorta, é levado para várias 
partes do corpo, sofre trocas gasosas 
nos tecidos e retorna ao átrio direito do 
coração pelas veias cavas superiores e 
inferiores. Ao chegar ao coração, o 
sangue rico em gás carbônico é então 
levado para o pulmão para a 
oxigenação, iniciando-se novamente o 
processo de circulação pulmonar 
- Circulação Coronária: Fornece uma 
fonte de sangue para o coração. É por 
definição, uma parte da circulação 
sistêmica 
 
 Coração 
 
 Pulmão 
 
Coração 
 
 Órgãos 
 
 Coração 
 
Coração 
Angiologia Sistêmica: 
Artérias Sistêmicas 
Arco Aórtico Artéria Aorta 
 Artéria Coronária  Artéria Aorta Torácica: entra no abdome 
através do hiato aórtico do diafragma, 
continuará como Artéria Aorta Abdominal 
 Tronco Braquiocefálica: artéria subclávia 
derivará a artéria basilar para o encéfalo e 
a artéria espinhal ventral para a medula 
espinhal 
 Artéria Aorta Abdominal: derivam dela as 
artérias ilíacas e as viscerais (celíaca, 
esplênica, mesentérica, renais, 
testiculares/ováricas) 
 Artéria Axilar: é a principal artéria dos 
membros torácicos 
 Artéria Ilíaca Externa: principal artéria do 
membro pélvico 
 Artéria Carótida Comum: são artérias que 
irrigam a região cefálica 
 Artéria Ilíaca Interna: supre as vísceras e 
paredes pélvicas 
 
Veias Sistêmicas 
Veia Cava Cranial Veia Cava Caudal 
Formada perto da entrada do tórax pela união 
das veias jugulares externas – que drenam as 
regiões da cabeça e do pescoço – e das 
subclávias – que drenam os membros torácicos. 
Formada no teto do abdome pela união das veias 
ilíacas da direita e da esquerda. 
 
Sistema Condutor: 
O coração possui dois tipos de células: células miocárdicas (células funcionais), que quando se 
estimulam eletricamente, tem a capacidade de se contrair, e as células marcapasso, que tem 
a função de gerar e conduzir os estímulos elétricos. Os tecidos especializados que geram e 
conduzem impulsos elétricos através do coração, são o nó sinoatrial (nó SA), nó 
atrioventricular (nó AV), feixe de His e fibras de Purkinje. 
O nó SA se encontra na parede posterior do átrio direito, no qual, a veia cava caudal 
chega ao coração; 
Já o nó AV fica na porção inferior do átrio direito inferior do septo interatrial. 
A regulação da ritmicidade do coração ocorre no nó SA ou marca passo do coração. Esta 
ritmicidade ocorre porque as membranas das fibras do nó SA são muito permeáveis ao sódio,