Buscar

Atividade Disursiva - História e Teoria da Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo II - 14 10 2020

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Miguel Francelino Carneiro – RA 388383611915
História e Teoria da Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo II
Por que o título de “Revolução Urbana”?
O termo revolução urbana está relacionada ao crescimento das cidades, por causa da revolução industrial. A revolução industrial fez aumentar ainda mais o quantitativo de pessoas nas cidades. As pessoas que trabalhavam nas fábricas viviam em bairros operários, esses bairros eram feitos sem organização e sem saneamento básico. 
Qual a relação entre esses profissionais e esse período?
Por causa das condições que se encontrava nas cidades, foi necessário o empenho de profissionais, como, os médicos e engenheiros, que começaram apensar nos problemas das cidades. Os médicos dedicavam a cobrar saneamento e organização das cidades, para evitar doenças. Os engenheiros contribuíam organizando as cidades e pensando em formas de evitar a ocupação desordenada.
Quais as características das propostas de cada um deles sobre a abordagem da setorização, malha viária e características específicas das edificações?
ARTURO SORIA: defendia uma cidade que tivesse apenas uma rua linear. Ele não era favorável a cidade circular, já que acreditava na marginalização de alguns grupos , haveria problemas de locomoção dos centros da cidade e os terrenos do centro seriam mais caros. 
CAMILO SITTE: Ele defendia o retorno das manifestações cívicas da cidade, tinha a concepção que uma cidade perfeita era a que tinha ruas estreitas e casa desalinhadas.
EBENEZER HOWARD: Defensor do fim da propriedade privada, queria que as terras pertencessem a todos ou as autoridades. Tinha como concepção de cidade, o lugar que resolvesse problemas referentes à insalubridade, a poluição e pobreza.
TONY GARNIER: Era favorável da cidade linear, com separações entre as varias áreas.