A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
102 pág.
BLOCO 2 PDF

Pré-visualização | Página 1 de 13

BLOCO 2 
01. A convenção de Chicago, na qual tomaram parte representante de 54 nações, e que resultou 
na criação da OACI, foi realizada em: 
 a) 1919 
 b) 1929 
 c) 1944 
 d) 1945 
 
02. Os anexos à convenção de Chicago definem normas técnicas padronizadas para disciplinar o 
exercício de transporte aéreo. Os países membros que por motivos técnicos ou discordância de 
legislação interna não puderem cumpri-las, deverão levar o fato ao conhecimento dos demais 
membros, através da apresentação de: 
 a) alterações 
 b) diferenças 
 c) discordâncias 
 d) modificações 
 
03. Nos termos do artigo 37 da convenção de Chicago, a OACI estabeleceu normas de caráter 
técnico em instrumentos denominados: 
 a) resumos à convenção. 
 b) regulamentos brasileiros de homologação aeronáutica (RBHA). 
 c) anexos à convenção 
 
04. A uniformização dos critérios relativos ao transporte aéreo, no que se refere aos documentos 
de transporte (bilhete de passagem, nota de bagagem, etc) foi conseguida: 
 a) na convenção de Chicago. 
 b) na convenção de Varsóvia 
 c) pela ONU. 
 d) pelo DAC. 
 
05. Na convenção de Varsóvia foram estabelecidas regras que não são seguidas até hoje. Assinale 
a alternativa que não diz respeito à convenção: 
 a) responsabilidade dos transportadores aéreos quanto aos passageiros em caso de morte ou 
lesões. 
 b) direitos e obrigações dos transportadores aéreos. 
 c) base rígida e segura para a reparação de danos. 
 d) articulações de rotas e métodos comerciais numa rede única de serviço público mundial 
 
06. Estudar os problemas da aviação civil internacional e estabelecer padrões e regulamentos 
internacionais para a aviação civil, são algumas finalidades da: 
 a) OACI 
 b) ONU 
 c) IATA 
 d) AITAL 
 
07. A OACI estabeleceu normas de caráter técnico, através de anexos. O que estabelece normas 
para licenciamento de pessoal é o anexo: 
 a) 1 
 b) 2 
 c) 7 
 d) único 
 
08. A sigla ONU significa: 
 a) organização Nacional Unida. 
 b) Organização das Nações Unidas 
 c) Objetivos Nacionais de Unificação. 
 d) União Nacional das Organizações Aéreas. 
 
09. A organização internacional, responsável pela elaboração de normas, métodos e 
procedimentos relativos à aviação civil, do qual o Brasil é integrante, chama-se: 
 a) ONU 
 b) ICAO 
 c) OEA 
 d) DAC 
 
10. As empresas de transporte aéreo latino-americanas criaram em 1980 uma associação privada, 
para tratar dos problemas de transporte aéreo, tarifas, etc, dentro de sua área de atuação e 
denominada: 
 a) CLAC 
 b) IATA 
 c) AITAL 
 d) CERNAI 
 
11. As normas e recomendações que foram adotadas pela OACI, como padrão mínimo para a 
concessão de licenças e instrução do pessoal aeronáutico (aeronautas e aeroviários), estão 
contidas no(a): 
 a) CBAer 
 b) anexo 1 
 c) RBHA 61 
 d) IAC 3248 
 
12. A simplificação das formalidades aduaneiras, de imigração e de saúde pública, no que se refere 
ao tráfego aéreo internacional, bem como o tratamento dos múltiplos aspectos econômicos do 
tráfego aéreo, foi conseguido pela: 
 a) OACI 
 b) IATA. 
 c) CERNAI 
 d) ONU. 
 
13. A OACI tem em sua estrutura, um órgão considerado como o poder máximo da organização. É 
constituído por todos os países membros e denominado: 
 a) conselho 
 b) assembleia 
 c) órgão técnico 
 d) secretariado 
 
14. Em 1945 foi criada a International Air Transport Association (IATA) e sua sede atual fica em: 
 a) Nova York – EUA. 
 b) Zurique – Suíça. 
 c) Montreal – Canadá 
 d) Varsóvia – Polônia. 
 
15. A IATA, através de seus diversos setores, desenvolve, dentre outras, as seguintes atividades: 
 a) mantém contatos a nível governamental sempre que necessário para comunicar normas 
adotadas pela associação. 
 b) propicia os meios que possibilitem a concorrência entre os transportadores aéreos. 
 c) promove um constante intercâmbio de informações, padronizações e disciplina de atuação, 
como por exemplo, publicação de manuais, documentos de transporte de passageiros e carga 
 d) acerto de contas relativas ao transporte aéreo, através da câmara de compensação (clearing 
house), anualmente, com as empresas associadas. 
 
16. A sigla FAA significa: 
 a) Fundo de Auxílio à Aviação. 
 b) Federal Aviation Administration 
 c) Federação de Assistência à Aviação. 
 d) Federal Aviation Association. 
 
17. O órgão eminentemente político, de assessoramento de alto nível, incumbido de estudar, 
planejar e coordenar os assuntos que dizem respeito à aviação civil internacional e que trabalha 
coordenadamente com o DAC é o (a): 
 a) CTA – Centro Técnico Aeroespacial. 
 b) DIRENG – Diretoria de Engenharia da Aeronáutica. 
 c) CERNAI – Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional 
 d) SICONFAC – Sistema Integrado de Controle e Fiscalização de Aviação Civil. 
 
018. A segurança a bordo de aeronaves civis, porte e transporte de cargas perigosas compete a 
(ao): 
 a) GER 
 b) Superintendência de Segurança Operacional (SSO) 
 c) Comando da Aeronáutica 
 d) DTCA 
 
19. As autoridades aeronáuticas da América do Sul, Central e Caribe, dispõe de uma organização 
adequada, para tratar de assuntos relativos a aviação civil latino-americana, denominada: 
 a) IATA 
 b) CLAC 
 c) ICAO 
 d) AITAL 
 
20. Com relação às atividades específicas da aviação civil, as GER, dentro de sua área de jurisdição, 
tem como finalidade: 
 a) executar diretamente ou assegurar sua execução 
 b) criar e divulgar a legislação pertinente 
 c) exercer sua normatização 
 d) assegurar a manutenção da infra estrutura do sistema 
 
21. O inspetor da Agencia Nacional de Aviação Cível é conhecido como: 
 a) ASV 
 b) OSV 
 c) DOV 
 d) INSPAC 
 
22. Sempre que o voo se realize de acordo com as normas vigentes, ninguém poderá opor-se, em 
razão de propriedade na superfície, a (ao): 
 a) decolagem 
 b) arremetida 
 c) pouso 
 d) sobrevoo 
 
23. Considera-se situadas no território do estado de sua nacionalidade, onde quer que se 
encontrem, as aeronaves: 
 a) comerciais limitadas 
 b) públicas e militares 
 c) públicas e privadas 
 d) comerciais e privadas 
 
24. Uma aeronave privada brasileira pousada ou sobrevoando águas ou território neutro, é: 
 a) estrangeira 
 b) brasileira 
 c) sem nacionalidade 
 d) neutra 
 
25. O título de propriedade de uma aeronave é representado, salvo prova em contrário, pelo 
certificado de: 
 a) aeronavegabilidade 
 b) matrícula 
 c) nacionalidade 
 d) execução de serviços 
 
26. A designação de empresas brasileiras para os serviços de transporte aéreo internacional cabe à 
(ao): 
 a) governo brasileiro 
 b) Agencia Nacional de Aviação Civil 
 c) comando da Aeronáutica 
 d) Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) 
 
27. Qual das alternativas abaixo corresponde a uma atividade enquadrada como serviço aéreo 
privado: 
 a) transporte aéreo público não regular 
 b) administração pública municipal 
 c) recreio ou desporto 
 d) nacional ou internacional 
 
28. Os serviços aéreos classificam-se em: 
 a) públicos e privados 
 b) civis e militares 
 c) particulares e oficiais 
 d) nacional e internacional 
 
29. Assinale a alternativa correta: 
 a) as aeronaves civis são classificadas em privadas e comerciais 
 b) o Brasil exerce completa soberania sobre o espaço aéreo acima de seu território e mar 
territorial 
 c) o direito aeronáutico é regulado somente pelo código brasileiro de aeronáutica 
 d) o transporte público doméstico pode ser explorado por pessoa jurídica estrangeira 
 
30. Os transportes domésticos poderão ser efetuados em aeronaves de matrícula estrangeira, 
arrendadas, desde que: 
 a) autorizada pela autoridade competente 
 b) por absoluta necessidade 
 c) seja julgado oportuno pelo transportador 
 d) é velada esse tipo de transporte

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.