A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
132 pág.
Lealdade e Deslealdade - desbloqueado

Pré-visualização | Página 1 de 29

LEALDADE E DESLEALDADE 
Dag Heward Mills 
Copyright 2005 Dag Heward-Mills 
E-mail: Dag Heward-Mills: 
bispo@daghewardmills.org.br 
evangelista@daghewardmills.org.br 
Conheça mais sobre Dag Heward-Mills: 
www.daghewardmills.org.br 
************* 
Exceto quando mencionado, todas as citações são da Bíblia Sagrada, tradução de 
João Ferreira de Almeida, edição revista e corrigida, revisão 1997, publicada pela 
Scriptura e Publicações Ltda. Todos os direitos reservados pela lei internacional de 
copyright. Permissão por escrito deve ser solicitada à publicadora para utilizar ou 
copiar quaisquer partes deste livro, exceto em caso de citações breves em revisões, 
críticas ou artigos. 
DEDICATÓRIA 
Para 
Rev. E. A. T. Sackey, meu amigo e colega no ministério. Obrigado pelos muitos anos 
de fi delidade e lealdade. 
 
SUMÁRIO 
1. POR QUE LEALDADE? 
2. ESTÁGIOS DA DESLEALDADE 
3. UMA CULTURA DE FIDELIDADE 
4. SETE LIÇÕES SOBRE LEALDADE 
5. SINAIS DE DESLEALDADE 
../BOOKS/www.daghewardmills.org.br
6. DE LÁBIOS DE HOMENS TRAIÇOEIROS 
7. UM ASSISTENTE LEAL 
8. UM ASSISTENTE DESLEAL 
9. POR QUE JUDAS TRAIU CRISTO 
10. EVITANDO A DESLEALDADE 
11. O VENTO NORTE 
12. OS BONS FRUTOS DA LEALDADE 
BIBLIOGRAFIA 
SOBRE O AUTOR 
************************* 
 
1 POR QUE LEALDADE? 
Por que ensinar sobre o assunto “Lealdade e Deslealdade?” Eu creio que o Senhor 
colocou esse assunto prático em meu coração por várias razões. Em primeiro lugar, 
tenho notado a relevância desse tema na Palavra de Deus. As Escrituras estão 
repletas de relatos tanto de pessoas leais quanto de pessoas traiçoeiras. Há muito que 
se aprender desses relatos na Bíblia. Os poucos anos no ministério também me 
tornaram muito cônscio das pessoas leais e desleais. Tenho observado o impacto que 
a lealdade e a deslealdade tiveram em igrejas e ministérios. Nas páginas seguintes, 
compartilharei algumas razões por que a lealdade é tão importante. 
Sete motivos por que o assunto lealdade é importante 
1. Lealdade é a principal qualifi cação de todo ministro 
Uma pessoa inexperiente costuma pensar que quanto mais dons você possuir, tanto 
mais qualifi cado você está para o ministério. 
Minha pequena experiência tem me mostrado que são as pessoas fi éis e leais na 
igreja que são as mais bem qualifi cadas para serem líderes. 
Simpáticos e amáveis! 
Uma pessoa inexperiente pensaria que um amável irmão poderia ser um bom pastor. 
Também poderia pensar que alguém com boa oratória poderia ser o melhor pregador. 
Não cometa esse erro! A Bíblia nos ensina que o requisito principal para liderança é fi 
delidade e nada além disso. 
… requer-se nos despenseiros que cada um se ache fi el. 
1Coríntios 4.2 
Eu tenho muitos pastores maravilhosos que trabalham comigo. Muitos deles não são 
muito amáveis, simpáticos ou particularmente talentosos. Porém, o tempo tem provado 
que eles são a melhor dádiva que Deus concedeu a Sua Igreja e a mim. 
2. Para lutar na quinta-coluna 
Cedo em meu ministério percebi que o diabo é um especialista em destruir a igreja, 
trabalhando no lado de dentro dela. Se você for um bom ministro, chamado por Deus e 
que faz as coisas certas, o diabo terá muito pouca oportunidade de lutar contra você do 
lado de fora. Jesus disse: 
… porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim. 
João 14.30 
Você irá perceber que Satanás normalmente não tem oportunidade de disparar 
ataques mortais contra você do lado de fora. Jesus estava dizendo que, embora o 
inimigo se aproximasse Dele, ele não tinha base para destruí-Lo. Há muitos pregadores 
ungidos na mesma categoria. Satanás não tem base para vencê-los, então ele tem de 
usar alguém do lado de dentro. No caso de Jesus, foi um traidor (Judas) que Satanás 
usou. 
Lembro-me da história que li sobre um general do exército que sitiou uma grande 
cidade com o objetivo de conquistá-la. A cidade era fortemente protegida por muros e 
portão imponentes. O exército do general sitiou a cidade pronto para o ataque. 
Um amigo do general aproximou-se e lhe perguntou: 
– Senhor, como você pensa que poderá suplantar as defesas desta cidade? Ninguém, 
nos relatos recentes, foi capaz de conquistar esta grande cidade. 
O general do exército sorriu e disse: 
É a minha quinta-coluna. Eu conto com ela para montar minha estratégia. 
O amigo do general estava muito interessado e perguntou: 
O que é esta quinta-coluna? Eu pensei que você só tivesse quatro colunas. 
O general do exército respondeu: 
Eu tenho uma quinta-coluna. 
Ah!, entendo – disse o homem, e perguntou: 
É uma tropa especial ou são pára-quedistas? 
Eu lutarei de dentro para fora 
O general riu, e disse: 
– Não, não é nada disso. Minha quinta-coluna se baseia nos meus espiões, agentes, 
amigos, e colaboradores que já estão dentro da cidade. Apenas espere. Eles abrirão 
aqueles grandes portões pelo lado de dentro e os meus exércitos atacarão. 
Essa é a única maneira pela qual o inimigo consegue destruir um ministério poderoso e 
bem-sucedido que faz todas as coisas certas. Tem de vir de dentro. A quinta-coluna é 
composta de pessoas desleais, hipócritas (de duas caras), incoerentes e descontentes 
que estão dentro de todos os ministérios. Se essas pessoas tiverem liberdade para 
avançar em seu desígnio nefasto, arruinando tudo, como elas podem fazê-lo muito 
bem, elas destruirão a igreja. 
Eu tive um colaborador desleal 
Lembro-me que, quando comecei no ministério, experimentei o efeito de ter um 
colaborador desleal. Essa pessoa, embora ofi cialmente postada à minha direita, não 
confi ava em mim e o tempo todo murmurava contra mim. 
Sua casa era o local de encontro de todos os descontentes na igreja. Toda a vez que 
eles se reuniam, eles falavam a meu respeito e me criticavam. Algumas vezes, eles 
falavam sobre a maneira de eu pregar. Outras vezes, era sobre a maneira como eu 
bebia água durante os sermões. Ainda mais, alguns acreditavam que eu não era 
amigável o sufi ciente. Porém, o Senhor me revelou todas essas coisas. Eu orei a 
respeito e perguntei ao Senhor o que fazer. Deus me disse: “Livre-se daquele homem”. 
Eu disse: “Senhor, tu disseste que ele deve deixar a igreja?” E o Senhor disse: “Estou 
dizendo exatamente isso! Demita-o. Do contrário você nunca terá paz e sua igreja 
nunca crescerá”. Assim, convoquei uma reunião dos presbíteros da igreja. Na reunião 
eu disse: “Percebo que o irmão X não me apóia mais. Ele está constantemente cheio 
de críticas amargas contra mim”. 
Eu disse ao irmão X: 
– Eu sei que você não confi a mais na minha liderança. Eu o treinei. Eu o ajudei a 
crescer. E hoje, você está muito grande para fi car sob minha autoridade. 
Eu perguntei a ele: 
– O que você acha que devemos fazer? 
Então ele disse: 
– Vamos resolver as coisas. 
Mas a escritura que o Senhor havia me mostrado veio à tona em minha mente. 
“Lança fora ao escarnecedor, e se irá a contenda; e cessará a questão e a 
vergonha.” 
Provérbios 22.10 
Eu ergui a voz, apontei para o meu colaborador e disse: 
– Você sabe tão bem quanto eu que isso não vai funcionar. Você não confi a mais em 
mim. 
Eu prossegui: 
– De hoje em diante, eu o libero de todas as suas atribuições nesta igreja. 
Ele vociferou: 
– O quê? 
E disse: 
– Eu continuarei a vir à igreja embora eu possa não ter certas responsabilidades. 
Você deve sair desta igreja agora! 
Porém, eu disse a ele: 
– Não! Você deve sair! Você não é parte de nós. Sua presença nesta igreja será 
apenas destrutiva. 
Eu lhes digo que não foi fácil demitir um amigo e colega de muitos anos. Porém, tinha 
de ser feito. A Bíblia nos conta que quando Abraão estava em confl ito com Ló, ele o 
encaminhou para outro lugar! Abraão estava dizendo: “Se nós fi carmos separados 
haverá paz e o trabalho de Deus poderá prosseguir”. 
Uma pessoa desleal semeia contenda, ódio e murmuração. Esses sentimentos 
desleais são semelhantes à fumaça que enche toda a casa. A única maneira

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.