A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Prova IPolíticas Sociais - Família, Criança, Adolescente, Idoso e Pessoa com Deficiência

Pré-visualização | Página 1 de 2

Os filhos são escolhas individuais ou conjugais entre os pares, assumindo uma posição afetiva
aceita no restante da família. Assim, a responsabilidade e o planejamento familiar são questões
preocupantes na atualidade, porque envolvem seres que necessitam do seu desenvolvimento de
atendimento específico. Desta forma, os filhos podem ocupar quatro dimensões: afetivas,
instrumental, estatutária e expressiva, com funções e razões específicas. Sobre essas dimensões,
associe os itens, utilizando o código a seguir:
I- Dimensão afetiva.
II- Dimensão instrumental.
III- Dimensão estatutária.
IV- Dimensão expressiva.
( ) Os filhos como continuidade da família, realização da mulher e realizadores dos sonhos
projetados pelos pais.
( ) Os filhos ajudam em casa, nas questões financeiras e também na velhice dos pais.
( ) Os filhos como possibilidade de aprendizado e diversão dos pais, ao mesmo tempo que
desprendem cuidados.
( ) Os filhos como fonte de alegria, amor para toda a vida e para a família, considerados como
um sinal de amor entre os pais.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
 a) III - II - IV - I.
 b) II - III - I - IV.
 c) I - II - IV - III.
 d) IV - III - II - I.
2. No processo de desenvolvimento da sociedade, novas formas de pensar, viver, agir e de se
relacionar entre as pessoas configura uma forma moderna e atual de evolução de nossa
espécie. Na sociedade, temos que nos relacionar de forma coerente e respeitosa diante de
múltiplas formas de configuração, objetivando assim uma boa convivência para o bem e a
felicidade da família. Desta forma, analise as sentenças a seguir:
I- Na configuração de família punaluana, que não consideramos similar à família consanguínea,
por um período, os casamentos foram sendo desautorizados, e tudo seguia pela mulher sua
descendência. 
II- A união, os casamentos entre a consanguinidade reta vêm se tornando uma prátia aceitável,
porém percebe-se que a prática sexual entre outras configurações passa a ser questionável
para garantir o bem comum.
III- A família sindiásmica configura-se na organização de grupo, em que predomina a figura
masculina com mais de uma esposa, mas apenas uma que regula e gerencia a relação. 
IV- Na configuração monogâmica, a família passa a se consolidar numa unidade forte, com a
figura da mulher respeitada e privilegiada e sua principal característica é a divisão de bens
entre sua descendência. 
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
 a) As sentenças II e IV estão corretas.
 b) Somente a sentença I está correta.
 c) As sentenças III e IV estão corretas.
 d) As sentenças I, III e IV estão corretas.
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=U0VTMDc0NA==&action2=U0VTMjc=&action3=NjU3Njc2&action4=MjAyMC8y&prova=MjY4MTc5Mzc=#questao_2%20aria-label=
3. No momento da separação, os pares podem divergir em alguns aspectos, como danos
financeiros, afetivos dos descendentes ou convivência familiar ou comunitária. Nessa situação,
ocorre a separação na modalidade de litígio, quando não há a concordância de uma das partes
no acordo instituído durante o divórcio. Esse tipo de separação pode ocorrer de três maneiras:
separação sanção, separação falência e separação remédio. Sobre as três maneiras de
separação na modalidade litígio, analise as seguintes sentenças:
I- Na separação sanção, um dos cônjuges apresenta conduta inadequada.
II- Na separação remédio, um dos cônjuges é acometido por uma doença mental grave, surgida
após o casamento.
III- Na separação falência, os pares já permanecem afastados durante um ano, o que comprova
o insucesso da vida conjugal.
IV- Na separação consensual, o divórcio ocorre com o consentimento de ambas as partes
envolvidas.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
 a) As sentenças II, III e IV estão corretas.
 b) As sentenças I e IV estão corretas.
 c) As sentenças I, II e III estão corretas.
 d) As sentenças III e IV estão corretas.
4. O contexto social do pós-Primeira Guerra Mundial representa uma reconfiguração da visão
social a respeito da família. Nesse contexto de crise, a família passa a enfrentar desafios
sociais e requer a intervenção do Estado. Após a década de 1970, a aceitação da crise mundial
fez a instituição familiar ser redescoberta e as necessidades do indivíduo poderiam ser
superadas com o apoio do grupo familiar, criando a corresponsabilidade entre Estado/Família.
Na década de 1980, o indivíduo passa a ser de responsabilidade da família, do Estado, do
mercado e da sociedade. A partir desse contexto, assinale a alternativa CORRETA:
 a) As políticas sociais visam à oferta de serviços e ações desenvolvidas pelo Estado, para
manter a dependência das famílias.
 b) O Estado assumiu a responsabilidade dos programas habitacionais a preços reduzidos, para
ampliar o acesso à habitação.
 c) A responsabilidade mínima do Estado faz com que a família passe a ser considerada parte
central para a execução das políticas públicas.
 d) Os programas sociais passaram a ser centrados na família e as políticas sociais são
executadas de forma rápida e eficiente.
5. A família possui características peculiares no que diz respeito à diminuição de número de
casamento e de filhos, possibilitando cada vez mais o número de divórcios. No contexto da
sociedade, percebemos o quanto isto está em evidência, os indivíduos estão contraindo menos
matrimônio e se separando mais, em contrapartida, os relacionamentos sem vínculos formais
tendem a aumentar. Partindo deste pressuposto, analise as sentenças a seguir.
I- Compreendemos que o casamento não caracteriza atributos que contribuirão para um
relacionamento equilibrado, os quais são: paixão, amor, afinidade. 
II- O relacionamento conjugal passa por momentos de instabilidade, é quando o casal opta de
forma madura pela dissolução e se apresentam os três momentos específicos: o antes, o
durante e o depois, em todo o processo.
III- As dissoluções ou separações seguem uma linha conectada à ausência de afinidade e
organização, porém são situações que não chegam a causar desconforto no meio familiar.
IV- Alguns autores afirmam que o processo de separação usualmente é similar a qualquer outro
processo, interferindo de forma leve no contexto familiar.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
 a) Somente a sentença II está correta.
 b) Somente a sentença III está correta.
 c) As sentenças I, II e III estão corretas.
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=U0VTMDc0NA==&action2=U0VTMjc=&action3=NjU3Njc2&action4=MjAyMC8y&prova=MjY4MTc5Mzc=#questao_3%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=U0VTMDc0NA==&action2=U0VTMjc=&action3=NjU3Njc2&action4=MjAyMC8y&prova=MjY4MTc5Mzc=#questao_4%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=U0VTMDc0NA==&action2=U0VTMjc=&action3=NjU3Njc2&action4=MjAyMC8y&prova=MjY4MTc5Mzc=#questao_5%20aria-label=
 d) As sentenças I e IV estão corretas.
6. As configurações de família vem acompanhando a evolução dos tempos, sendo que as famílias
tradicionais do século passado vêm sendo substituídas pelas novas configurações de família.
Partindo desse pressuposto, analise as sentenças a seguir: 
I- Na configuração de família punaluana, os casamentos só acontecem por conveniência
familiar.
II- Na configuração de família sindiásmica, a questão da infidelidade é uma atribuição permitida
apenas aos homens.
III- Na configuração de família monogâmica, o matrimônio aparece como fundamental.
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
 a) As sentenças I e III estão corretas.
 b) Somente a sentença II está correta.
 c) As sentenças II e III estão corretas.
 d) Somente a sentença III está correta.
7. A união entre duas pessoas denominada casamento não é mais uma prioridade ou mesmo
necessidade cultural, pois a sociedade não atribui obrigatoriedade a esta união como única.
Hoje já contamos com outras formas de união, como a união