A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Aula 24 - Conceitos - Internet - Intranet - Protocolos TCPIP

Pré-visualização | Página 1 de 2

1
www.grancursosonline.com.br
Conceitos – Internet – Intranet – Protocolos TCP/IP
INFORMÁTICA 
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
CONCEITOS – INTERNET – INTRANET – PROTOCOLOS TCP/IP
PROTOCOLOS DA INTERNET
Conjunto de regras e convenções padronizadas que devem ser obedecidas a 
fim de permitir a troca de dados entre computadores ligados em rede.
Existe uma família de protocolos que torna possível a comunicação de com-
putadores de redes diferentes. Tal família é denominada TCP/IP e trata-se do 
principal conjunto de protocolos.
A internet comumente trabalha com um sistema em que o PC (cliente) faz um 
pedido a um ISP (servidor) e este devolverá ao PC (cliente) o que foi solicitado. 
Vale lembrar que existem serviços que não utilizam essa comunicação via servi-
dor, a exemplo do bitcoin (operado pelo sistema P2P).
Duas organizações dividiram o estudo da rede; são elas: OSI e TCP/IP. 
Cada uma delas fez uma divisão da rede em partes que ficaram conhecidas 
como camadas. Assim, o OSI dividiu a rede em sete camadas e o TCP/IP em 
quatro camadas.
Para o OSI, a primeira camada é a física, ou seja, cabeamento, placa de rede 
etc. A segunda camada é a de enlace, que começa a sair da parte física e já per-
mite, por exemplo, a verificação de erros na rede. Essas duas camadas do OSI 
equivalem à primeira camada do TCP/IP, que é a rede.
Ainda no OSI, a terceira camada é a de rede e é nela que opera, por exem-
plo, o número de IP do computador. Essa camada equivale à segunda camada 
do TCP/IP, que é a internet. Em seguida, no OSI, há a quarta camada, deno-
minada transporte, que é a responsável pelo estudo de como as informações 
são transportadas na rede. No TCP/IP também há uma camada de transporte; 
porém, essa é a terceira camada.
Logo acima, estão as camadas mais abstratas, voltadas para a parte lógica 
da rede. No OSI, são as camadas de sessão, apresentação e aplicação. No 
TCP/IP, há apenas uma quarta camada, que é denominada aplicação.
AN
O
TAÇ
Õ
ES
2
www.grancursosonline.com.br
AN
O
TA
Ç
Õ
ES
Conceitos – Internet – Intranet – Protocolos TCP/IP
INFORMÁTICA 
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
Quando alguém se conecta à internet, entra em ação um primeiro protocolo 
que é o DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol). Esse é o protocolo respon-
sável por gerar, para a máquina, um número denominado IP (Internet Protocol), 
que apresenta o seguinte formato: 255.255.255.255.
O formato acima refere-se a um número de IPv4, que varia entre zero a 255 e 
é dividido em quatro partes. Esse IP também pode ser denominado dinâmico ou 
variável, pois, a cada vez que o usuário se conecta à internet, é gerado um novo 
número de IP por meio do DHCP. Algo que é importante destacar é que jamais 
em uma mesma rede duas máquinas podem possuir o mesmo número de IP.
Uma vez estabelecida a conexão, o cliente faz um pedido ao servidor, que 
devolve a informação para o número de IP que a solicitou. A depender do tama-
nho da informação solicitada, esta pode ser “quebrada” em vários pedaços cha-
mados de pacotes ou datagramas. Isso ocorre para não gerar um congestio-
namento na rede. Vale lembrar que esses pacotes podem viajar pela rede por 
caminhos diferentes até chegar ao usuário. O aparelho responsável por definir 
o melhor caminho para os pacotes é o roteador. Além disso, no cabeçalho de 
cada um desses pacotes de informação existem dados que fazem com que eles 
cheguem ao destino correto como o endereço IP do usuário que solicitou essa 
informação. O IP está atrelado à camada de rede no OSI e de internet no TCP/IP.
O transporte desses pacotes de informação, uma vez endereçados, fica a 
cargo de outros protocolos conhecidos como TCP e UDP. Ambos pertencem à 
camada de transporte. A diferença entre eles é que TCP é um protocolo de trans-
3
www.grancursosonline.com.br
AN
O
TAÇ
Õ
ES
Conceitos – Internet – Intranet – Protocolos TCP/IP
INFORMÁTICA 
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
porte confiável (roteável), ou seja, faz o ordenamento dos pacotes e dispõe de 
uma garantia de entrega. Assim, se algum pacote não chegar ao destino, o TCP 
retransmite a informação. Essa característica acaba gerando uma certa lentidão. 
Já o protocolo UDP é conhecido como não confiável ou não roteável, ou seja, 
não dispõe de uma garantia de entrega dos pacotes. Essa característica gera 
uma vantagem, que é a velocidade de transmissão dos dados, pois, como não 
há uma preocupação em saber se o pacote será entregue ou não, isso significa 
que as informações podem ser transportadas em uma velocidade maior que a 
possível no TCP.
Alguns exemplos de aplicações que utilizam protocolos do tipo UDP são os 
serviços como o YouTube e Netflix, aplicações que realizam a transmissão de 
vídeos por meio de streaming de dados. Já os serviços de e-mail são exemplos 
de serviços que utilizam protocolos do tipo TCP. 
No OSI, a interpretação de qual tipo de pacote está sendo transportado fica 
por conta da camada de apresentação. Esta irá traduzir a informação que será 
encaminhada para a camada de aplicação, presente também no TCP/IP. Assim, 
se os pacotes recebidos referem-se a um site, então entram em ação dois pro-
tocolos que podem ser HTTP:// ou HTTPS://. Se for um e-mail, então entram em 
ação os protocolos SMTP, POP(3) ou IMAP. Se for um arquivo, entra em ação 
um protocolo FTP://.
Assim, percebe-se que, para cada informação que trafega na internet, há 
um protocolo específico que será responsável por traduzir a informação. Todos 
esses protocolos formam uma “família” que atua 24 horas por dia e que não se 
separa nunca: o TCP/IP.
OOss.:� Recomenda-se assistir ao vídeo chamado “Warriors of the net”, disponível 
no YouTube.
4
www.grancursosonline.com.br
AN
O
TA
Ç
Õ
ES
Conceitos – Internet – Intranet – Protocolos TCP/IP
INFORMÁTICA 
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
Direto do concurso
1. (CESPE/STJ/ANALISTA)
Sabendo que, ao se preencher os campos de informação indicados na pá-
gina mostrada e clicar o botão CONSULTAR, uma aplicação cliente/servidor 
será iniciada entre um servidor do sítio do STJ e o computador do usuário, 
é correto concluir que, com base nos conceitos e modos de funcionamento 
da Internet atuais, um conjunto de protocolos de comunicação denominado 
TCP/IP será utilizado para possibilitar a troca de informações entre o servidor 
e o cliente. Com o uso desses protocolos, as informações são enviadas na 
forma de pacotes, que contêm, cada um, além da informação a ser enviada 
e de outros dados, o número IP do computador de destino. Nessa comunica-
ção, é possível que pacotes referentes a uma mesma informação trafeguem 
pela rede por caminhos diferentes entre a origem e o destino.
5
www.grancursosonline.com.br
AN
O
TAÇ
Õ
ES
Conceitos – Internet – Intranet – Protocolos TCP/IP
INFORMÁTICA 
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
Comentário
É importante perceber que a questão aborda corretamente cinco tópicos 
importantes da rede, como a relação cliente/servidor, a família TCP/IP, a 
questão dos pacotes, o número de IP e os diferentes caminhos que os pacotes 
podem seguir entre a origem e o seu destino.
2. (CESPE/CAMARA FEDERAL/TÉCNICO) O TCP/IP, pilha de protocolos na 
qual a Internet funciona, é dividido em camadas específicas, cada uma com 
características próprias. Por meio do TCP/IP, é possível, em conjunto com as 
aplicações, navegar na Internet e enviar correio eletrônico.
GABARITO
1. C
2. C
����������������������������Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a 
aula