A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
QUESTÕES DE REVISÃO CARDIORESPIRATÓRIO

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIFACS- SALVADOR
DISCIPLINA: CARDIORESPIRATÓRIO
CURSO: ENFERMAGEM
DISCENTE: CELSIUS PALMEIRA DOS SANTOS
QUESTÕES DE REVISÃO
1. Qual a principal função do pulmão?
O pulmão é um órgão do sistema respiratório formado por milhões de alvéolos pulmonares e envolto por uma membrana denominada de pleura. Os pulmões são órgãos que fazem parte do sistema respiratório e exercem um importante papel no processo de trocas gasosas.
2. Esclareça as subdivisões do sistema respiratório e suas funções.
Os órgãos do sistema respiratório são: fossas nasais, faringe (nasofaringe), laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos, alvéolos e pulmões. Veja a seguir um pouco mais a respeito de cada um desses importantes órgãos:
· Fossas nasais: o primeiro local por onde o ar passa. Nelas é possível observar três regiões: o vestíbulo, a área respiratória e a área olfatória. O vestíbulo é a parte anterior e dilatada das fossas nasais, a qual se comunica com o meio exterior. A região respiratória corresponde à maior parte das fossas nasais. Por fim, temos a área olfatória que corresponde à parte superior das fossas nasais, a qual é rica em quimiorreceptores de olfação.
· Faringe: é um órgão musculomembranoso comum ao sistema digestório e respiratório. A parte que faz parte do sistema respiratório é denominada de nasofaringe, enquanto a parte digestória é denominada de orofaringe. A nasofaringe está localizada posteriormente à cavidade nasal.
· Laringe: é um tubo de cerca de 5 cm de comprimento que apresenta forma irregular e atua garantindo a conexão entre a faringe e a traqueia. Na laringe, é possível perceber a chamada epiglote, que nada mais é do que um prolongamento que se estende desse órgão em direção à faringe e evita que alimento adentre o sistema respiratório. Além da epiglote, encontramos na laringe a presença das chamadas pregas vocais, que são responsáveis pela produção de som.
· Traqueia: é um tubo formado por cartilagens hialinas em formato de C, logo depois da laringe. A traqueia ramifica-se dando origem a dois brônquios, denominados de brônquios primários.
· Brônquios: são ramificações da traqueia, que penetram cada um em um pulmão, pela região do hilo. Esses brônquios, denominados de brônquios primários ou principais, penetram pelos pulmões e ramificam-se em três brônquios no pulmão direito e dois no pulmão esquerdo. Esses brônquios, chamados de secundários ou lobares, ramificam-se dando origem a brônquios terciários ou segmentares, que se ramificam dando origem aos bronquíolos.
· Bronquíolos: são ramificações dos brônquios, possuem diâmetro de cerca de 1 mm e não possuem cartilagem. Esses também ramificam-se, formando os bronquíolos terminais e, posteriormente, os bronquíolos respiratórios. Os bronquíolos respiratórios marcam a transição para a parte respiratória e abrem-se no chamado ducto alveolar.
· Alvéolos pulmonares: são estruturas que fazem parte da última porção da árvore brônquica e estão localizadas no final dos ductos alveolares. São semelhantes a pequenas bolsas, apresentam uma parede epitelial fina e são o local onde ocorrem as trocas gasosas. Geralmente, os alvéolos estão organizados em grupos chamados de saco alveolar.
· Pulmões: são órgãos em formato de cone que apresentam consistência esponjosa e apresenta maior parte de seu parênquima formado pelos alvéolos, sendo estimada a presença de cerca de 300 milhões de alvéolos nos pulmões. Cada pulmão é revestido por uma membrana chamada de pleura. O pulmão de uma criança, geralmente, apresenta a coloração rósea, enquanto do adulto pode ter uma coloração mais escura devido à maior exposição à poeira e à fuligem.
3. O que é unidade avéolar capilar?
É a estrutura principal do paręnquima pulmonar, formada pelo epitélio alveolar e o endotélio capilar. Ela separa o ar inspirado rico em oxigęnio de um lado, com o sangue rico em gás carbônico do outro. Por meio dela săo processadas as trocas gasosas da respiraçăo.
4. Quais as principais estruturas da caixa torácica?
Uma caixa óssea (comumente chamada caixa torácica), formada pelo esterno, costelas e coluna vertebral, protege os pulmões e os outros órgãos no tórax. Os 12 pares de costelas curvam-se em torno do tórax a partir da parte posterior (costas). Cada par está ligado aos ossos (vértebras) da coluna vertebral.
5. Qual o principal musculo da inspiratório?
O diafragma.
Tem formato de cúpula e separa as cavidades abdominal e torácica. Durante a respiração, ele é o principal músculo da inspiração.
6. Por que a expiração normal é um processo passivo?
Isso significa dizer que, após a expansão que ocorre na inspiração, os músculos da inspiração tendem a se relaxar, da mesma forma que o pulmão e a parede torácica como um todo tendem a voltar às suas posições de equilíbrio.
7. Qual o princípio rege a ventilação
A inspiração, que promove a entrada de ar nos pulmões, dá-se pela contração da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais. ... O diafragma eleva-se e as costelas abaixam, o que diminui o volume da caixa torácica, com consequente aumento da pressão interna, forçando o ar a sair dos pulmões.
8. Quais as forças de oposição o trabalho respiratório de vencer para promover a ventilação
Na ventilação pulmonar, os músculos inspiratórios executam trabalho para vencer as várias forças: forças elásticas devidas às propriedades elásticas do tecido pulmonar, tensão superficial alveolar e propriedades elásticas da parede torácica; forças resistivas, devido ao fluxo de gás através das vias aéreas e à resistência viscosa dos tecidos que compõem o pulmão e a parede torácica; e as forças inerciais dos gases e das estruturas tóracopulmonares deslocadas na ventilação.
9. Qual a tendência elástica dos pulmões e quais as suas causas?
Pulmões e Parede Torácica - Propriedades elásticas. O pulmão tem tendência natural ao colapso, devido à presença de fibras elásticas em sua composição histológica. Lembre que um elástico, por exemplo, permanece contraído e necessita que alguma força seja aplicada a ele para que ele se distenda.
10. Como a ativação simpática, parassimpática e quadros alérgicos interferem no calibre das vias aéreas e sua resistência ao fluxo de ar?
A atividade simpática e a adrenalina liberada pela medula supra-renal, dilatam o trato respiratório, ou seja, induzem a broncodilatação, ao contrário, a atividade parassimpática induz a broncoconstrição. Estas alterações alteram a resistência ao fluxo de ar que entra ou sai das superfícies de troca respiratória.
11. Explique como ocorre a inspiração e a expiração.
Inspiração é o conjunto de movimentos que permite a entrada de ar nos pulmões. Nesse processo ocorre a contração do diafragma, ocasionando seu abaixamento. 
Expiração consiste no conjunto de movimentos que resulta na retirada do ar do interior das vias respiratórias.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.