A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
150 questões comentadas do SUS

Pré-visualização | Página 5 de 20

e direção da gestão do Sistema 
Único de Saúde, assinale a alternativa INCORRETA. 
(A) Deverão ser criadas Comissões Provisórias de 
integração entre os serviços de saúde e as instituições de 
ensino profissional e superior. Cada uma dessas comissões 
terá por finalidade propor e executar, em todos os entes 
federativos, métodos e estratégias para a formação e 
educação continuada dos recursos humanos do Sistema 
Único de Saúde (SUS), assim como em relação à pesquisa e 
à cooperação técnica entre essas instituições. 
(B) As Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite são 
reconhecidas como foros de negociação e pactuação entre 
gestores, quanto aos aspectos operacionais do Sistema 
Único de Saúde (SUS). 
(C) A atuação das Comissões Intergestores Bipartite e 
Tripartite terá por objetivo definir diretrizes, de âmbito 
nacional, regional e intermunicipal, a respeito da 
organização das redes de ações e serviços de saúde, 
principalmente no tocante à sua governança institucional e 
à integração das ações e serviços dos entes federados. 
(D) A atuação das Comissões Intergestores Bipartite e 
Tripartite terá por objetivo fixar diretrizes sobre as 
regiões de saúde, distrito sanitário, integração de 
territórios, referência e contrarreferência e demais 
aspectos vinculados à integração das ações e serviços de 
saúde entre os entes federados. 
(E) O Conass e o Conasems receberão recursos do 
orçamento geral da União por meio do Fundo Nacional de 
Saúde, para auxiliar no custeio de suas despesas 
institucionais, podendo ainda celebrar convênios com a 
União. 
58.(SESACRE 2014) De acordo com o Decreto nº 
7.508/2011, são portas de entrada às ações e aos 
serviços de saúde nas Redes de Atenção à Saúde os 
seguintes serviços, EXCETO: 
A) atenção primária. 
B) atenção psicossocial. 
C) especiais de acesso aberto. 
D) vigilância em saúde. 
E) atenção de urgência e emergência. 
59.(SESACRE 2014) Os Serviços Especiais de Acesso 
Aberto são definidos como: 
A) conjunto de ações e serviços de saúde articulados em 
níveis de complexidade crescente, com a finalidade de 
garantir a integralidade da assistência à saúde. 
B) serviços de saúde específicos para o atendimento da 
pessoa que, em razão de agravo ou de situação laboral, 
necessita de atendimento especial. 
C) espaço geográfico contínuo constituído por 
agrupamentos de Municípios limítrofes, delimitado a 
partir de identidades culturais. 
D) serviços de atendimento inicial à saúde do usuário no 
SUS com a finalidade de integrar a organização das ações 
de saúde. 
E) instâncias de pactuação consensual entre os entes 
federativos para definição das regras da gestão 
compartilhada do SUS. 
60.(AOCP-2017) De acordo com a Lei 8080/90, no que 
se refere à competência do Sistema Único de saúde, é 
correto afirmar que 
(A) à direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) 
compete formar consórcios administrativos 
intermunicipais. 
(B) à direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS) 
compete estabelecer normas e executar a vigilância 
sanitária de portos, aeroportos e fronteiras, podendo a 
execução ser complementada pelos Estados, Distrito 
Federal e Municípios. 
(C) à direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) 
compete elaborar normas para regular as relações entre o 
Sistema Único de Saúde (SUS) e os serviços privados 
contratados de assistência à saúde. 
(D) à direção municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) 
compete estabelecer o Sistema Nacional de Auditoria e 
coordenar a avaliação técnica e financeira do SUS em todo 
o Território Nacional em cooperação técnica com os 
Estados, Municípios e Distrito Federal. 
(E) à direção municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) 
compete normatizar e coordenar nacionalmente o Sistema 
Nacional de Sangue, Componentes e Derivados. 
61.(UFPR-2017) De acordo com a Lei Orgânica da 
Saúde (8.080/90), são considerados princípios e 
diretrizes do Sistema Único de Saúde: 
a) universalidade, equidade e nacionalização. 
b) centralização federal, participação da comunidade e 
integralidade. 
c) universalidade, centralização federal e vigilância. 
d) equidade, federalização e integralidade. 
e) universalidade, equidade e descentralização municipal. 
62.(SMS/RJ-2017) De acordo com os princípios 
constitucionais, não há hierarquia entre os entes 
federados; o que há é a descentralização político-
administrativa, com direção única em cada esfera de 
governo. O Decreto n° 7.508, de 28 de junho de 2011, 
apresenta as Comissões Intergestoras como lócus de 
pactuação consensual entre os entes federativos para 
a organização e funcionamento das ações e serviços de 
saúde integrados em redes de atenção à saúde. A 
Comissão Intergestora Bipartite (CIB) pode ser 
definida como: 
(A) instância com a finalidade de desenvolver atividades 
ou implementar projetos comuns a grupos de municípios, 
racionalizando a aplicação de recursos financeiros e 
materiais. 
(B) colegiado composto por secretários municipais de 
saúde com a função de formular e propor políticas, 
APERFEIÇOAR SAÚDE – PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS 
 
9 
MATERIAL ELABORADO PELA PROFESSORA ÉRICA OLIVEIRA 
Este curso é protegido por direitos autorais, nos termos da Lei n.º 9.610/1998. 
promover o intercâmbio de experiências, apoiar os 
municípios e representá-los na CIT. 
(C) fórum para o processo de descentralização das ações 
de saúde; nesse espaço, representantes do governo 
estadual e dos municípios articulam-se e realizam as suas 
pactuações. 
(D) conselho constituído por usuários, trabalhadores de 
saúde e representantes do governo e prestadores de 
serviço; tem a função deliberativa, consultiva e 
fiscalizadora das ações e serviços de saúde do município. 
63. (CONSULPLAN-2017) Cabe à União, aos Estados, ao 
Distrito Federal e aos Municípios exercerem, em seu 
âmbito administrativo: 
I. Definição das instâncias e mecanismos de controle, 
avaliação e fiscalização das ações e serviços de saúde. 
II. Administração dos recursos orçamentários e 
financeiros destinados, em cada ano, à saúde. 
III. Acompanhamento, avaliação e divulgação do nível 
de saúde da população e das condições ambientais. 
Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s) 
A) I, II e III. 
B) I, apenas. 
C) I e II, apenas. 
D) II e III, apenas. 
64. (CONSULPLAN-2017) Os recursos federais para a 
manutenção e o desenvolvimento do Sistema Único de 
Saúde (SUS) provêm em sua maior parte de: A) Doações 
públicas. 
B) Instituições filantrópicas. 
C) Orçamentos da seguridade social. 
D) Organizações não governamentais. 
͸ͷ.DzÉ entendida como uma redistribuição das 
responsabilidades quanto às ações e serviços de saúde 
entre os vários níveis de governo.dz De acordo com essa 
afirmativa, podemos afirmar que se trata de um 
princípio de organização do Sistema Único de Saúde 
(SUS) denominado: 
A) Resolubilidade. 
B) Hierarquização. 
C) Descentralização. 
D) Participação social. 
͸͸.DzÉ o conjunto de ações que proporcionam o 
conhecimento, a detecção ou a prevenção de qualquer 
mudança nos fatores determinantes e condicionantes 
de saúde individual ou coletiva.dz A descrição anterior 
trata-se de: 
A) Atenção secundária. 
B) Serviços de vigilância sanitária. 
C) Serviços de vigilância epidemiológica. 
D) Serviços de atenção primária como um todo. 
67.(GESTÃO DE CONCURSOS- 2017) A gratuidade das 
ações e serviços de saúde está prevista na: 
A) Constituição Federal de 1988, em seu Artigo 196. 
B) Lei Nº 8.080, de 1990, em seu Artigo 43. 
C) Lei Nº 8.142, de 1990, em seu Artigo 1º. 
D) Constituição Federal de 1988, em seu Artigo 200. 
68.(GESTÃO DE CONCURSOS -2017) São atributos da 
atenção primária à saúde, EXCETO: 
A) Orientação comunitária 
B) Controle social 
C) Coordenação do cuidado 
D) Integralidade 
69.(UFPE 2009) Sobre a participação da comunidade 
na gestão do Sistema Único de Saúde