A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Membrana Celular

Pré-visualização | Página 1 de 1

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;O QUE É;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Constituída de lipídios, proteínas e car-
boidratos
Presentes em todas as células
Delimita o tamanho da célula e forma
organelas membranosas
Estrutura bilaminar que envolve :
Todas as células;
Organelas e vesículas (células eucarióti-
cas)
;;;;;;;;;;;;;;;CARACTERÍSTICAS;;;;;;;;;;;;;;
São assimétricas: as suas faces são di-
ferentes
São estruturas fluídicas: proteínas e
lipídios movimentam- se ao longo da
membrana (mosaico fluido).
O QUE SIGNIFICA?
Proteínas se movimentam lateralmente
e fazem rotação dentro da membrana;
Os lipídios podem mudar de camada,
movimentam-se lateralmente, mas não
perdem contato uns com os outros.
FLUIDEZ
Depende da:
1) Composição dos ácidos graxos
Grau de insaturação (dupla ligação)-
mais saturada = mais rígida
Comprimento das cadeias
2) Temperatura
3) Posição do colesterol
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;FUNÇÕES;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Separa o meio externo do meio interno;
Seleciona o que entra e sai da célula;
Formação de organelas;
Recebe e envia informação de células
para outras células - sinapse
Anna Helene Lima rodrigues
Formação de vesículas
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;COMPONENTES;;;;;;;;;;;;;;;;
LIPÍDIOS
Fosfolipídios:
Transporte de gases
Cabeça polar devido a presença de ál-
cool
Calda é apolar, pois é feita de ácidos
graxos
Colesterol:
Interfere na fluidez;
Diminui a permeabilidade a pequenas
moléculas hidrofílicas;
Evita a junção e cristalização das
células dos fosfolipídios - membrana
sempre fluida
PROTEÍNAS
Transporte é uma das principais fun-
ções;
Proteína integral = corta a bicamada li-
pídica;
Proteína periférica = não corta a bica-
mada lipídica;
Proteína integral canal: tudo passa
Proteína integral carreadora/ trans-
portadora: o que passa é selecionado
CARBOIDRATOS
Glicolipídio: Lipídio + Carboidrato
Glicoproteína: Carboidrato + Proteína
Glicocálice pode ser tanto a glicopro-
teína quanto glicolipídio - participam da
adesão celular; do reconhecimento celu-
lar; da inibição por contato (determina
o crescimento dos órgãos); proteção da
superfície celular às lesões mecânicas e
químicas.
Anna Helene Lima rodrigues
;;;;;;;PERMEABILIDADE CELULAR;;;;;;;;
CONCENTRAÇÃO DAS SOLUÇÕES
Solução hipotônica = menos concentra-
da (mais solvente que soluto)
Solução Hipertônica = mais concentrada
(menos solvente que soluto)
Solução Isotônica = soluções iguais
(mesma quantidade de solvente e solu-
to)
TIPOS DE TRANSPORTE
Transporte passivo:
Não tem gasto de energia;
Sai do local de maior concentração e vai
pro local de menor concentração ( a
favor do gradiente de concentração)
Transporte ativo:
Tem gasto de energia
Sai do local de menor concentração e
vai pro local de maior concentração
(contra gradiente de concentração)
Difusão simples:
Ocorre quando um soluto passa do meio
onde ele está em maior concentração
para um meio onde ele se encontra em
menor concentração por meio de uma
membrana permeável, portanto a favor
de um gradiente de concentração, sem
gasto de energia. (Oxigênio, gás carbô-
nico e íons minerais)
Difusão facilitada:
É passagem de soluto do meio hipertô-
nico, através de uma membrana perme-
ável, com ajuda das proteínas transpor-
tadoras (permeases)
Osmose:
É a passagem do solvente (líquido) do
Anna Helene Lima rodrigues
meio hipotônico para o meio hipertônico
através de uma membrana semipermeá-
vel até o estabelecimento de uma
igualdade de concentrações (isotonia).
CÉLULA ANIMAL X CÉLULA VEGETAL
Transporte ativo: (precisa de mitocôn-
dria) - É a passagem de soluto do meio
hipotônico para o meio hipertônico,
através de uma membrana permeável,
com o auxílio de proteínas transporta-
doras
Características:
Ocorre contra o gradiente de concen-
tração;
Há gasto de ATP;
Só ocorre em células vivas; Utiliza-se
das permeases, proteínas transporta-
doras
Há acúmulo de mitocôndrias próximo ao
local de transporte
EX: Bomba de sódio e potássio
OBSERVAÇÕES GERAIS DO
PROFESSOR
Glicocálice não sabe onde o carb está
ligado
Proteína integral = corta a bicamada li-
pídica
Proteína periférica = não corta a bica-
mada lipídica
Glicocálice é dividido em glicoproteína
(glicose e proteína) e glicolipídio (car-
boidrato e lipídio) - serve para reco-
Anna Helene Lima rodrigues
nhecimento aderir uma célula a outra e
paralização do crescimento
O colesterol é importante para a
estrutura da membrana e dependendo
do local em que ele está eu sei se está
em uma temperatura fria ou quente.
(colesterol na cabeça dos fosfolipídios
= ambiente frio, colesterol na cauda =
ambiente quente)
Febre celular = desnaturação da célula
= falta de movimento do colesterol
São assimétricas: as suas faces são di-
ferentes
Anna Helene Lima rodrigues