Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
SLIDE PATRIMÔNIO E RESTAURO

Pré-visualização | Página 1 de 2

Taipas e
Adobes
ALUNOS: ESTHER ROSEMBERG, JOÃO VICTOR PEREIRA, JOYCE GONÇALVES, 
 MARIA EDUARDA GOMES, PAULA MARTINS, STEPHANY PINHO
ORIENTADOR: LUIS GUSTAVO 
Este trabalho tem como objetivo
fazer um breve resumo das principais
patologias encontradas na taipa e no
adobe, ambos materiais feitos de
barro; e também a melhor forma de
identificar e tratar essas patologias
visando o melhor entendimento para
a aplicação em restauros.
CUPINS
O ATAQUE É FAVORECIDO PELO
GRETAMENTO DA TAIPA QUE
RECOBRE A GRADE DE PAUS-A-
PIQUES E RIPAS. RIPAS E EMBIRAS
SÃO TAMBÉM ATACADOS. DEVIDO
Á GRANDE SOLIDEZ DA
ESTRUTURA DA GAIOLA, A
ESTABILIDADE GERAL DA
EDIFICAÇÃO NÃO É AMEAÇADA.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
SUBSTANTIVO MASCULINO;
NOME GENÉRICO DAS
TÉRMITAS, HABITAÇÃO DE
INSETOS, CORCOVA DO ZEBU,
CARAPINHA DE NEGRO.
DESCRIÇÃO
"CORROSÃO"
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
CUPINS
ABERTURADE BURACOS NA PAREDE
CAUSADA PELA AÇÃO DOS CUPINS
CORREÇÕES NO AMBIENTE FÍSICO: UMIDADE,
VENTILAÇÃO, ILUMINAÇÃO, SOMBREAMENTO,
ALTERAÇÕES NO PAISAGISMO. 
CORREÇÕES ESTRUTURAIS: DRENAGEM,
INFILTRAÇÕES, FLUXO DE ÁGUA PLUVIAL, ABRIR
CAVIDADES, SUBSTITUIR ENCHIMENTOS DE
CAVIDADES.
VEGETAIS
NA PARTE DOS VEGETAIS HÁ
DEGRADAÇÃO PRINCIPALMENTE
PELAS RAÍZES QUE SE
INCORPORAM NO BARRO, DANDO
ALIMENTAÇÃO, E ASSIM CAUSAM
UM CRESCIMENTO QUE PODE
CAUSAR INSTABILIDADE DA
ESTRUTURA.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DO LATIM 
MEDIEVAL 
VEGETALE.
DESCRIÇÃO
"PLANTAS"
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
FAZENDO A LIMPEZA CORRETA DOS
VEGETAIS AO REDOR, OU SEJA, A
CAPINAÇÃO. E ATÉ MESMO A LIMPEZA
ANTES DE LEVANTAR A CASA, MATANDO OS
VEGETAIS ALI PRESENTES PELA RAÍZ.
É VISUAL PERCEPTÍVEL FACILMENTE,
QUANDO A VEGETAÇÃO FICA
APARENTE NO BARRO.
VEGETAIS
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DESCRIÇÃO
LÍQUEN" PROVÉM DO TERMO GREGO
ΛΕΙΧΉΝ (LEICHÉN): ERUPÇÃO DA PELE,
EXCRECÊNCIA CALOSA, LEPRA, QUE
POR SUA VEZ VEM DE ΛΕΊΧΩ (LEÍKHŌ)
LAMBER; PASSANDO AO TERMO
LATINO LICHEN.
  
 DO LATIM: ALGA / DO LATIM – FUNGUS
LÍQUENS
"ALGAS E FUNGOS"
 O ESTRUME DE GADO, QUE TINHA
COMO FINALIDADE REDUZIR AS
PROPRIEDADES DE RETRAÇÃO DO
MATERIAL, COMO SUBSTRATO PARA
CRESCER E REPRODUZIR-SE. 
A CAUSA PRINCIPAL É A UMIDADE
ELEVADA, OU SEJA, UM NÍVEL ACIMA DA
UMIDADE NATURAL DO MATERIAL DA
ESTRUTURA. 
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
É POSSÍVEL SER IDENTIFICADAS NA ESTRUTURA DE
BARRO, JÁ QUE ATUAM NO PROCESSO DE DEGRADAÇÃO
DO MESMO, ATRAVÉS DA LIBERAÇÃO DE ÁCIDOS QUE
LEVARÃO À CORROSÃO DO MATERIAL.
RASPAGEM E CONTROLE DO FLUXO E DA PRESENÇA
DE ÁGUA
USO DE PINTURA FUNGICIDA - CAL
LÍQUENS
ESMAGAMENTO
OCORRE DEVIDO A CARGAS
CONCENTRADAS DIRETAMENTE SOBRE
A PAREDE, QUE CORRESPONDEM
NORMALMENTE À ESTRUTURA DE
APOIO À COBERTURA E A CHAMINÉS. A
FISSURAÇÃO PROVOCADA PELO
ESMAGAMENTO PERMITE A ENTRADA
DE ÁGUA NAS CONSTRUÇÕES, O QUE
NESTE TIPO DE CONSTRUÇÕES É
PARTICULARMENTE GRAVE.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DO INFINITIVO LATINO
EXMAGARE- “ENFRAQUECER,
DOMINAR”, DO GERMÂNICO
MAGAN, “FORÇA”.
DESCRIÇÃO
"ACHATAMENTO"
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
AS CARGAS CONCENTRADAS VERTICAIS PROVENIENTES
DAS COBERTURAS E OUTROS ELEMENTOS
CONSTRUTIVOS TÊM DE SER REDISTRIBUÍDAS PARA
EVITAR ESMAGAMENTOS LOCALIZADOS NAS PAREDES.
A TÉCNICA UTILIZADA É A REALIZAÇÃO DE LINTÉIS DE
TRAVAMENTO EM BETÃO ARMADO NO TOPO DAS
PAREDES, COM OUTRA VANTAGEM QUE É O
TRAVAMENTO DAS MESMAS.
ESMAGAMENTO
ESMAGAMENTO DOS BLOCOS E
CONSEQUENTE DESAGREGAÇÃO NA MAIORIA
DAS VEZES NA PARTE SUPERIOR DA PAREDE,
ALÉM DA POSSÍVEL DESLIGAMENTO DA
FACHADA E AVANÇO PARA FORA DO PLANO.
EFLORESCÊNCIA
SÃO OS SAIS, QUE SE INFILTRAM
NA PAREDE TENDO A ÁGUA COMO
MEIO, QUE CAUSAM
EFLORESCÊNCIA.MESMO NO CASO
EM QUE A PAREDE TENHA UMA
BOA RESPIRAÇÃO, AS ÁGUAS
EVAPORAM E OS SAIS QUE FICAM
PARA TRÁS CAUSAM A
EFLORESCÊNCIA.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
SUBSTANTIVO FEMINIMO;
FORMAÇÃO, APARECIMENTO
DE FLORES TRANSFORMAÇÃO
DOS SAIS HIDRATADOS QUE
PERDEM, AO CONTATO DO
AR, PARTE DE SUA ÁGUA DE
CRISTALIZAÇÃO.
DESCRIÇÃO
"ESFARELAMENTO"
EFLORESCÊNCIA
A EXPOSIÇÃO Á AÇÃO DE CHUVA INTENSA
POR DIAS SEGUIDOS TEM SUA SUPERFÍCIE
MANCHADA POR EFLORESCÊNCIAS
ESBRANQUIÇADAS.
IDENTIFICAÇÃO
REMOÇÃO DOS SAIS COM O AUXÍLIO DE UMA
ESPÁTULA OU DE UMA ESCOVA, SE NECESSÁRIO
RECORRER A UMA SOLUÇÃO DE ÁCIDO
CLORÍDRICO DILUÍDA PARA ELIMINAÇÃO DE
ALGUNS SAIS EXISTENTES.
TRATAMENTO
INFILTRAÇÃO
É CAUSADORA DE UMA DEGRADAÇÃO ACELERADA
DESTAS CONSTRUÇÕES, POIS É CONHECIDO O SEU
MAU COMPORTAMENTO NA PRESENÇA DE ÁGUA.
UM DOS CAMINHOS PREFERENCIAIS DE ENTRADA
DE ÁGUA DA CHUVA É PELA COBERTURA. AS DUAS
PRINCIPAIS CAUSAS DESTA ENTRADA SÃO O
ENTUPIMENTO DOS SISTEMAS DE DRENAGEM DE
ÁGUAS PLUVIAIS DA COBERTURA E A DEGRADAÇÃO
DA PRÓPRIA COBERTURA. AS FENDAS NOS
REVESTIMENTOS SÃO TAMBÉM UM MEIO DE
CONTATO DA ÁGUA DA CHUVA COM A TERRA
CRUA.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DERIVADO DO LATIN IN-
+FILTRO+AR, COMO FRANCÊS
INFILTRER.
DESCRIÇÃO
"ENCHARCAMENTO"
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
AS INFILTRAÇÕES PROVENIENTES DA ÁGUA DA CHUVA QUE
TIVEREM A SUA ORIGEM NAS COBERTURAS DEVERÃO SER
SOLUCIONADAS COM A SUBSTITUIÇÃO OU REPARAÇÃO DAS
COBERTURAS, PREFERENCIALMENTE UTILIZANDO SOLUÇÕES
LEVES. QUANTO A ORIGEM É A FENDILHAÇÃO DO
REVESTIMENTO, DEVE-SE SUBSTITUIR OS REVESTIMENTOS POR
OUTROS COM MAIOR QUALIDADE, SENDO O RECURSO A
SUBTELHA UMA POSSIBILIDADE COM INTERESSE, ENTRE
OUTROS MÉTODOS IMPERMEABILIZANTES. INCLUI-SE TAMBÉM
A ADOÇÃO DE BEIRAIS LONGOS.
INFILTRAÇÃO
ABERTURA DE FENDAS, QUEDA DO REBOCO,
PERDA DE COESÃO DOS BLOCOS, MANCHAS
ESCURAS NAS PAREDES, SURGIMENTO DE
VEGETAÇÃO.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DESCRIÇÃO
A ESTRUTURA DA COBERTURA DAS
CONSTRUÇÕES EM ADOBE TENDEM A SER
SIMPLES (SEM ASNA), E NA MAIORIA DOS CASOS
SÃO CONSTITUÍDAS POR VIGAS DE SECÇÃO
INSUFICIENTE, O QUE FAZ COM QUE ESTAS NÃO
TENHAM CAPACIDADE PARA SUPORTAR AS
NOVAS CARGAS IMPOSTAS PELO TELHADO E
FLETEM DANDO ORIGEM À DESLOCAÇÃO OU
QUEBRA DE TELHA E COM ISSO INFILTRAÇÕES.
A FALTA DE APOIOS INTERMÉDIOS É UMA
FATOR QUE PODE LEVAR AO ARQUEAMENTO
EXCESSIVO DA ESTRUTURA DAS COBERTURAS.
ARQUEAR, DAR FORMA DE
ARCO; CURVAR
 
DE ARCO + -EAR.
ARQUEAMENTO DA COBERTURA
ADOBES
"COLAPSO"
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
ARQUEAMENTO DA COBERTURA
QUANDO A ESTRUTURA É UMEDECIDA
PERDE RESISTÊNCIA, ACABANDO POR
FLETIR MAIS E TAMBÉM SIMULTANEAMENTE
APODRECER, PODENDO COLAPSAR PARCIAL
OU TOTALMENTE
MAIOR REFORÇO DAS ESTRUTURAS DA
COBERTURA E EM SEUS
CARREGAMENTOS PARA AS PAREDES
DE ADOBE OU TAIPA.
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DESCRIÇÃO
É O PROCESSO DE DESGASTE, TRANSPORTE E
SEDIMENTAÇÃO DO SOLO, DOS SUBSOLOS E
DAS ROCHAS COMO EFEITO DA AÇÃO DOS
AGENTES EROSIVOS, TAIS COMO A ÁGUA, OS
VENTOS E OS SERES VIVOS. ALÉM DISSO, A
AÇÃO DO VENTO TAMBÉM LEVA AS
FUNDAÇÕES A UMA EROSÃO GRADUAL QUE
PODE CAUSAR PROBLEMAS ESTRUTURAIS,
COMO FISSURAS.
ETIM LAT. EROSĬO,ŌNIS
'AÇÃO DE CORROER’
EROSÃO NA TAIPA DE PILÃO
"DESGASTE ESTRUTURAL" 
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
FORTIFICAÇÃO DOS CANTOS ATRAVÉS DE PEDRAS.
RECOMPOSIÇÃO DO MATERIAL DE BARRO ERODIDO
PARA ISSO, FAZER OS ALICERCES DE PEDRA SUBINDO ATÉ
MAIS OU MENOS UM METRO DE ALTURA ACIMA DO PISO
TÉRREO, ALÉM DE FAZER AS OMBREIRAS DA PORTA DE
PEDRA. 
EROSÃO NA TAIPA DE PILÃO
HÁ DIFERENTES MANEIRAS E LOCAIS ONDE SE PODEM
IDENTIFICAR O PROCESSO DE EROSÃO NO MÉTODO
DA TAIPA, NAS PARTES INFERIORES (UMIDADE
ELEVADA) E SUPERIORES (CARGAS CONCENTRADAS)
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DESCRIÇÃO
SÃO RACHADURAS OU
FISSURAS ENCONTRADAS
NAS PAREDES DE UMA
EDIFICAÇÃO
DO LATIM FISSŪRA,AE 'FENDA,
RACHADURA' PROV. 
PELO FR.  FISSURE  'PEQUENA
FENDA'
"FENDA"
FISSURAS
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
FISSURAS
NORMALMENTE ENCONTRADA NAS
EXTREMIDADES DE PORTAS E JANELAS
GRAMPEAMENTO DE FISSURAS,
CONSTRUÇÕES REFORÇADAS COM
TIRANTES E USO DE CINTAS E REFORÇOS
DE CUNHAL EM BETÃO ARMADO
ETIMOLOGIA 
DA PALAVRA
DESCRIÇÃO
DESPLACAMENTO DO REBOCO
"DESPRENDER"
É O DESLOCAMENTO DO
REBOCO OU DA PINTURA,
CAUSADO PELA CONDENSAÇÃO
RESULTADO DE UMA MUDANÇA
DO FLUXO TÉRMICO E HÍDRICO,
PROVOCADO PELA MUDANÇA
DE TEMPERATURA.
DESPRENDER+IMENTO.
IDENTIFICAÇÃO
TRATAMENTO
O PROCEDIMENTO DEVE SER REFEITO
DESDE O INÍCIO, COMEÇANDO PELO
Página12