A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
CARACT restaurações provisórias

Pré-visualização | Página 1 de 1

CARACT. DAS RESTAURAÇÕES PROVISÓRIAS
1. PROTEÇÃO PULPAR
A prótese prov deve ter a capacidade de juntamente com o agente cimentante, aux. na recuperação do órgão pulpar
Cuidados
· Aquecimento da broca durante o preparo
· Aquecimento da resina acrílica durante o polimerização
· Adaptação da prótese provisório.
2. PROTEÇÃO PERIODONTAL
· Preservar a saúde periodontal p/ casos onde o tecido gengival está saudável
· Aux. no tratamento e na recuperação de tecidos geng. Alterado
· Manutenção da saúde do periodonto tratado.
*A adaptação correta da coroa provisória mantém a arquitetura normal do tecido gengival, evitando-se sua proliferação sobre o dente preparado, e consequentemente, instalação do proc. inflamatório. 
· Meios e técnicas de higienização
· Evidenciador de placa
· Soluções inibidoras da formação deplaca
· Adaptaçãocervical
· Contorno
· Ameia interproximal
· Higieneoral e controlede placa bacteriana
	
3. Provisório com trat. periodontal
· Orientação dos proc cirúrgicos
· Controle da pos. definitiva da m. gengiva
· Avaliação da oclusão.
Preservação da saúde periodontal
· Contatos oclusais simultâneos
· Guia anterior personalizada
· Cúspides baixas, fossas rasas
· Diminuição da mesa oclusal
COROA PROVISÓRIA E ESTÉTICA
Considerando as coroas prov como um protótipo da prótese definitiva os ajustes funcionais e estéticos e estéticos devem ser realizados até que não haja duvidas p/ nenhuma das partes, profissional e paciente. 
Aspectos estéticos a serem observados:
· Comprimento, largura
· Contorno, forma
· Linha média
· Posição da gengiva dos dentes pilares
· Posição da gengiva na área desdentada
· Relação com os lábios (linha do sorriso)
· Cor 
*o condicionamento gengival é o remodelamento do rebordo residual através das coroas provisórias. É um procedimento de grande importância na determinação da estética com a eliminação das chamadas buracos negros entre os pônticos. 
TECNICA P/ CONFECÇAO:
Técnica direta
A coroa provisória é confeccionados diretamente na boca sobre o dente preparado.
Indicações
Próteses unitárias e substituição de próteses já existentes.
Contra indicação
Próteses extensas – muito tempo clinico
Vantagens
· Fácil confecção e reparo
· Pouco tempo clinico
· Adaptação marginal favorável
· Relações dental e pulpar
· Pontos de contato adequadas
· Permitem adaptações estéticas e oclusais
Desvantagens
· Modificação de cor a curto prazo
· Alta porosidade
· Limitado tempo de uso
· Possíveis de causar danos, devido a reação exotérmica de presa
· Integridade marginal limitada
· Desgaste em facilidade
Tecnica indireta
A coroa prov é confeccionado fora da boca em ambiente laboratorial, sore um modeo de gesso obtido a partir de uma moldagem do caso.
Técnica hidrida
Envolve procedimentos laboratoriais previos ao preparo dos dentes e clinico pós-preparo. 
Vantagens
· Qualidade superior quanto á estética
· Resistência aos esforços oclusais
· Dureza
· Melhor textura e poder de corte
· Maior longevidade 
Desvantagens
· Custo+ elevados
· São susceptíveis a fratura e ao eugenol. 
· Técnica da moldagem prévia
· Técnica da resina esculpida/escultura funcional
· Técnica Com dente de estoque
· Técnica Com matriz de plástico
· Técnica Dos provisórios prensados
MATERIAL DE CONFECÇÃO
O material + utilizado p/ a confecção da restauração provisória é a resina acrílica ou tempopolimerizável. 
Vantagens
· Baixa resistência ao desgaste
· Fácil manutenção
· Baixo custo
· Estética
Desvantagens
· Liberação de monômero tecidual
· Alta porosidade – pigmentação e odor
· Calor/inflamação
· Intolerância ao meio bucal
*Não recomendado por longos períodos
PÓ (Polimero)+ monômero (liquido)
Resina: disponível em varias cores, custo baixo, instabilidade de cor, resistência, reparos e reembasamento, direta (boca)/ indireta, fácil manipulação.
Fases da resina acrílica
1) Arenosa
2) Fibrosa
3) Plástica
4) Borrachoide
5) Rígida
Tecnica da moldagem previa (moldeira)
· Dentes restaurados ou não
· Dentes podem ser reanatomizados antes da moldagem
· Contornos axiais e incisais/oclusais satisfatórias
· Forma de anatômica atende aos requisitos estéticos e funcionais
· Molde com alginato ou elastômero. 
Matriz de silicone
Etapas
1) Moldagem
2) Definição da margem do preparo
3) Remoção dos excessos
4) Acabamento
5) prova do provsório e reembasamento
Faceta (dente de estoque)
· Escolha da cor, forma e tamanho
· Adaptação correta quanto á disposição
Escultura manual
Coroa provisórias com matriz de silicone
Uso de placa Ed polpropileno
· Nesses tipo infelizmente, é necessário a duplicação do modelo após enceramento
· Quando pronta deve-se contar a placa incluindo todos os dentes
· Se o ultimo molar for preparado deve-se estender a placa aos tecidos moles
· Após preparo dos dentes a técnica é a mesma que a direta
Técnica com matriz de plástica
Técnica indireta
· Maior resistência física
· Estetica superior
· Menor porosidade
· Eficiência de corte muito maior
· Risco de soltura reduzido significamente
· Longevidade clinica muito superior
· Altíssimo custo
Coroas provisórias prensados com mufla
Autora: Luana Diniz
Contato: luanadinizduarte@gmail.com	Página 1

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.