A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
anatomia atividade 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

 Pergunta 1 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Quais destes termos de posição e direção estão associados mais adequadamente com o seu oposto? 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	a. 
Medial e lateral. 
	Respostas: 
	a. 
Medial e lateral. 
	
	b. 
Anterior e superior. 
	
	c. 
Profundo e inferior. 
	
	d. 
Distal e ipsilateral. 
	
	e. 
Superficial e mediano. 
	Feedback da resposta: 
	Resposta: A 
Comentário: O termo medial é a região do organismo humano ou estrutura mais próxima ao plano mediano, enquanto que o termo lateral é a região ou estrutura do organismo humano mais afastado do plano mediano. O termo anterior é aquele que está à frente de uma região ou estrutura do organismo humano. O termo superior é a região ou estrutura próxima, ou em direção à cabeça. O termo profundo é usado para a estrutura localizada internamente ao corpo, longe da superfície. O termo inferior é a região ou estrutura do organismo humano localizado próximo ou em direção aos pés. O termo distal é a região dos membros mais distante da origem. O termo ipsilateral refere-se ao mesmo lado do corpo. O termo superficial é usado para a estrutura localizada mais próxima à superfície corpórea. O termo mediano refere-se à estrutura que coincide com o plano mediano. 
	
	
	
 Pergunta 2 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Qual dessas articulações não corresponde ao tipo correto de articulação?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	d. 
Osso temporal e mandíbula – esquindilese.
	Respostas: 
	a. 
Osso frontal e osso parietal – suturas.
	
	b. 
Corpo vertebral e disco intervertebral – sínfise.
	
	c. 
Osso esfenoide e osso occipital – sincondrose.
	
	d. 
Osso temporal e mandíbula – esquindilese.
	
	e. 
Rádio e ulna – sindesmose.
	Feedback da resposta: 
	Resposta: D 
Comentário: A alternativa incorreta é a letra D. Entre o osso temporal e a mandíbula temos uma diartrose. O único exemplo de esquindilese encontramos entre os ossos esfenoide e vômer.
	
	
	
 Pergunta 3 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Hipoteticamente um projétil atingiu o sistema nervoso central. Dadas estas estruturas: (1) aponeurose epicrânica; (2) crânio; (3) aracnoide-máter; (4) dura-máter; (5) escalpo; (6) córtex cerebral recoberto pela pia-máter. Escolha a ordem em que elas seriam provavelmente penetradas. 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	d. 
5; 1; 2; 4; 3; 6. 
	Respostas: 
	a. 
5; 1; 2; 6; 4; 3. 
	
	b. 
5; 2; 1; 4; 3; 6. 
	
	c. 
5; 1; 2; 6; 3; 4. 
	
	d. 
5; 1; 2; 4; 3; 6. 
	
	e. 
5; 1; 2; 4; 6; 3. 
	Feedback da resposta: 
	Resposta: D 
Comentário: O organismo humano é estruturado conforme determinados princípios que chamamos de planos gerais de construção. Assim, a estratimeria ou estratificação determina que o corpo humano é formado por camadas. 
	
	
	
 Pergunta 4 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Com relação à morfologia da epífise proximal do fêmur, identifique as alternativas que apresentam detalhes ósseos tão só nesta região: 
I. Cabeça do fêmur e trocanter maior 
II. Trocanter menor e fossa intercondilar 
III. Linha áspera e crista intertrocantérica 
IV. Fóvea da cabeça do fêmur e fossa trocantérica 
É correto, APENAS, o que se afirma em: 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	e. 
I e IV 
	Respostas: 
	a. 
I e II 
	
	b. 
II e III 
	
	c. 
III e IV 
	
	d. 
I, II e III 
	
	e. 
I e IV 
	Feedback da resposta: 
	Resposta: E 
Comentário: Descrição dos detalhes anatômicos. Cabeça do fêmur: epífise proximal arredondada que se ajusta ao acetábulo. Trocanter maior: largo processo lateral logo abaixo do colo, localizado na epífise proximal. Trocanter menor: processo medial menor logo abaixo do colo, localizado na epífise proximal. Crista intertrocantérica: linha na superfície posterior que conecta os dois trocânteres, localizado na epífise proximal. Fossa trocantérica: depressão medial para a raiz do trocanter maior. Origem do músculo obturador interno e dos músculos gêmeos, localizado na epífise proximal. Fóvea da cabeça do fêmur: pequena cova na cabeça do osso onde se fixa o ligamento da cabeça do fêmur que, por sua vez, também se fixa no acetábulo, localizado na epífise proximal. Linha áspera crista longitudinal que se estende ao longo do 1/ 3 
médio da superfície posterior do corpo do osso. 
	
	
	
 Pergunta 5 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	O tecido nervoso apresenta células auxiliares que dão suporte ao funcionamento do sistema nervoso: são as células da glias. Dentre elas podemos citar os astrócitos, os oligodendrócitos, as células de Schwann e as micróglia. Entre os seus papéis podemos dizer que: 
I- Oligodendrócitos = produção de bainha de mielina no SNC / Astrócitos = barreira hematoencefálica / Micróglia = fagocitose. 
II- Oligodendrócitos = produção de bainha de mielina no SNP / Astrócitos = revestimento de cavidades / Micróglia = barreira hematoencefálica. 
III- Células de Schwann = produção de bainha de mielina no SNP / Astrócitos = barreira hematoencefálica / Micróglia = fagocitose. 
IV- Células de Schwann = produção de bainha de mielina no SNC / Astrócitos = barreira hematoencefálica / Micróglia = revestimento de cavidades. 
V- Oligodendrócitos = produção de bainha de mielina no SNC / Astrócitos = revestimento de cavidades / Micróglia = fagocitose. 
É correto apenas o que se afirma em: 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	b. 
I e III 
	Respostas: 
	a. 
I 
	
	b. 
I e III 
	
	c. 
II e V 
	
	d. 
I, III e IV 
	
	e. 
II, III e IV 
	Feedback da resposta: 
	Resposta: B 
Comentário: Os papéis das células da glia citadas são: 1- oligodendrócitos = produção de bainha de mielina no SNC; 2- Células de Schwann = produção de bainha de mielina no SNP; 3- Astrócitos = barreira hematoencefálica; 4- Micróglia = fagocitose. As células ependimárias são as responsáveis pelo revestimento de cavidades. Portanto, as afirmativas I e III estão corretas. 
	
	
	
 Pergunta 6 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Paciente, 7 meses de idade, sexo feminino foi encaminhado para o serviço de cirurgia bucomaxilofacial em função de fissura labiopalatal. A mãe relata que o paciente apresenta graves dificuldades na amamentação desde o nascimento. Ao alimentar-se, o leite materno apresentava saída pelas narinas, dificultando a respiração. O exame físico confirmou palato duro totalmente fendido. Após exames pré-operatórios a lactente foi submetida à correção cirúrgica. Sob a questão anatômica como podemos classificar a condição desse paciente? 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada: 
	b. 
Anomalia congênita, pois acarreta prejuízos funcionais, mas é compatível com a vida. 
	Respostas: 
	a. 
Normalidade, pois é a situação morfológica mais comum. 
	
	b. 
Anomalia congênita, pois acarreta prejuízos funcionais, mas é compatível com a vida. 
	
	c. 
Monstruosidade, pois é incompatível com a vida. 
	
	d. 
Anomalia adquirida, pois acarreta prejuízos funcionais, contudo é compatível com a vida. 
	
	e. 
Variação anatômica, pois é a situação morfológica menos frequente. 
	Feedback da resposta: 
	Resposta: B 
Comentário: A observação de um mesmo órgão em indivíduos distintos mostra que apesar de morfologicamente semelhantes eles não são rigorosamente idênticos. Os órgãos possuem pequenas distinções entre si. O ponto de vista considerado normal em anatomia é a situação morfológica mais comum. Os outros órgãos com características um pouco distintas do mais comum, mas que funcionam bem, se chamam variações anatômicas. A monstruosidade é uma modificação morfológica muito ampla, a ponto de causar intensas perturbações na construção corpórea do indivíduo, sendo em geral incompatível com a vida. A anomalia pode ser definida como qualquer modificação morfológica que causa dano funcional ao indivíduo, mas compatível com a vida. A maioria das anomalias é congênita. Contudo, algumas são adquiridas por causa de patologias graves contraídas durante o desenvolvimento do indivíduo, ou devido ao tipo ou à natureza do trabalho desenvolvido. 
	
	
	
 Pergunta 7 
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Damos abaixo uma lista de acidentes ósseos, numeradas de I a V, e uma lista de definições, precedidas por uma

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.