A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Exercícios - Agricultura dos Estados Unidos - com gabarito

Pré-visualização | Página 1 de 2

Interbits – SuperPro® Web 
1. (Upf 2015) A agricultura, uma das mais antigas atividades humanas, passou por profundas transformações e foi, ela própria, transformadora do espaço natural.Nesse processo de evolução, incorporou técnicas, superou ambientes inóspitos, alcançou altos índices de produtividade e continua sendo praticada de forma heterogênea pelos quatro cantos do mundo.
No quadro abaixo, a coluna 1 apresenta afirmações sobre a prática da agricultura. Relacione as afirmações da coluna 1 com os locais (coluna 2) onde essas práticas são verificadas.
	1. Também conhecida como agricultura de jardinagem, é praticada em solos inundáveis, destacando-se a rizicultura, realizada com trabalho braçal e base familiar.
	( ) Costa oeste dos Estados Unidos.
	2. O crescente uso de técnicas de irrigação e mecanização transformaram áreas áridas em áreas de fruticultura com elevada produtividade.
	( ) Estados Unidos e União Europeia.
	3. Além da elevada produtividade, o protecionismo governamental efetivado pela concessão de subsídios aumenta o poder de competição no mercado internacional em detrimento dos países subdesenvolvidos.
	( ) Regiões tropicais da América Latina, Ásia e África.
	4. Monocultura destinada ao mercado externo é praticada em larga escala em latifúndios, com emprego de mão de obra numerosa e barata, destacando-se o cultivo de cacau, café, cana-de-açúcar e banana.
	( ) Sul e sudeste asiático.
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: 
a)4 – 3 – 1 – 2. 
b)2 – 3 – 4 – 1. 
c)2 – 4 – 3 – 1. 
d)3 – 1 – 4 – 2. 
e)1 – 2 – 3 – 4. 
2. (Ibmecrj 2009) Uma das maiores preocupações da OMC (Organização Mundial do Comércio) é combater o chamado protecionismo, que se caracteriza por uma série de medidas postas em práticas por diversos países. Sobre essa postura protecionista são feitas as seguintes afirmativas:
I - Uma característica protecionista é a garantia de preços mínimos para cada safra e prioridade para a compra da produção interna.
II - Taxação mais elevada sobre os produtos importados.
III - Busca de acordos internacionais para aumentar as exportações, especialmente junto aos mercados de maior potencialidade.
Assinale:
a)Se apenas a afirmativa I for correta. 
b)Se apenas a afirmativa II for correta. 
c)Se apenas a afirmativa III for correta. 
d)Se as afirmativas I e II forem corretas. 
e)Se as afirmativas II e III forem corretas.
3. (Espcex (Aman) 2018) Leia os relatos a seguir:
"Ao final da reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), em julho de 2008, a sensação foi de desalento, como fica evidente nas palavras do Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim: 'É uma pena, pois para qualquer observador externo [...] seria inacreditável que, depois do progresso alcançado, nós não conseguimos chegar a uma conclusão.'"
Adaptado de: Sene, E.; Moreira, J.C. - Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. 2ª ed. 2v. São Paulo: Scipione, 2012, p. 230.
"Mike Froman, o representante do governo dos Estados Unidos para assuntos de comércio internacional, escreveu um artigo publicado ontem pelo jornal 'Financial Times' que a agenda do desenvolvimento da Rodada de Doha, iniciada 14 anos atrás, deveria ser substituída, porque ela simplesmente não produziu resultados."
www1.folhauol.com.br/mercado/2015/12/1719245_negociações.da.rodadadoha.
O fracasso atribuído por Celso Amorim e Mike Froman às sucessivas negociações acerca do comércio internacional de commodities e de bens industrializados deveu-se, principalmente, ao fato de que 
a)não houve consenso, entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos, acerca do comércio de bens e serviços ambientalmente sustentáveis. 
b)os países desenvolvidos exigiram que os países em desenvolvimento eliminassem os subsídios oferecidos pelos governos destes países às suas produções agrícolas, a fim de ampliar a participação de seus próprios produtos agrícolas no comércio internacional. 
c)o tema da liberalização do comércio agrícola e de bens não agrícolas continuou a figurar como principal entrave político nas relações de comércio entre os países desenvolvidos e os países em desenvolvimento.
d)não houve consenso entre países desenvolvidos e em desenvolvimento acerca da redução das emissões de gases de estufa e do comércio mundial dos créditos de carbono, a fim de desacelerar o aquecimento global. 
e)ocorreu, por parte da OMC, a imposição de medidas impopulares para o equilíbrio das contas públicas dos países subdesenvolvidos, com vistas a atenuar os efeitos da crise financeira sobre os fluxos globais de comércio. 
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Leia o texto para responder às questões.
O comércio internacional tem sido marcado por umaproliferação sem precedentes de acordos preferenciais decomércio regionais, sub-regionais, inter-regionais e, emespecial, bilaterais (denominados Acordos Preferenciaisde Comércio – APC). Atualmente, são poucos os paísesque ainda não fazem parte desses acordos. Com o impassenas negociações da Rodada Doha da OMC, a alternativadas principais economias do mundo, como EstadosUnidos, União Europeia e China, foi buscar a celebraçãode APC como forma de consolidar e ter acesso a novosmercados. O receio de boa parte dos países desenvolvidos, de economias em transição e em desenvolvimentode perderem espaço em suas exportações levou-os aaderir maciçamente aos APC.
(Umberto Celli Junior e Belisa E. Eleoterio. “O Brasil, o Mercosul e os acordos preferenciais de comércio”. In: Enrique Iglesias et al. (orgs.). Os desafios da América Latina no século XXI, 2015.)
4. (Unesp 2016) É correto afirmar que a Rodada Doha, iniciada pela Organização Mundial do Comércio em 2001, constitui 
a)um encontro multipolar que procura orientar o modo deprodução e as questões relativas à organização, distribuiçãoe consumo nos países centrais e periféricos.
b)uma reunião eletiva que busca regularizar os fluxoscomerciais entre blocos econômicos e o seu períodode duração.
c)um conjunto normativo que procura regularizar a exportaçãode produtos desenvolvidos pelas economias periféricassem o pagamento de royalties.
d)uma cartilha de diretrizes que busca padronizar oscustos de produção e os preços finais de produtosagrícolas básicos.
e)um fórum internacional que objetiva solucionar impassesem questões tarifárias, sobre patentes e açõesprotecionistas entre países desenvolvidos e em desenvolvimento.
5. (Ufu 2016) Países mais ricos da Europa ajudam os agricultores com bilhões por ano.
Organização Mundial do Comércio (OMC) iniciou uma rodada de negociações para facilitar o comércio internacional e estimular o aumento da produção agrícola, mas nenhum acordo importante foi firmado. Uma das principais fontes de discórdia é a ajuda que os países ricos dão a seus agricultores – os chamados subsídios agrícolas.
Fonte: <http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL449953-9356,00-VEJA+COMO+OS+SUBSIDIOS+DOS+PAISES+RICOS+AFETAM+O+MERCADO+DE+ALIMENTOS.html> Acesso em: 8 de jan. 2016.
A prática econômica exposta é considerada um entrave nas negociações organizadas pela OMC, porque 
a)inviabiliza a agricultura de subsistência. 
b)inflaciona o preço dos produtos no mercado internacional. 
c)eleva a produção de commoditiesnos países emergentes. 
d)torna desigual a competição pelos mercados.
6. (Uerj 2013) 
A agricultura norte-americana é organizada de acordo com o modelo empresarial, o que torna o espaço agropecuário do país fortemente vinculado à lógica econômica. O principal fator locacional que explica a posição do Dairy Belt é a presença de:
a)sistema universitário desenvolvido
b)mercado consumidor urbano expressivo
c)rede de transporte propícia à exportação
d)topografia plana favorável à mecanização
7. (Ufrgs 2006) Considere as afirmações a seguir relacionadas a sistemas agrícolas.
I - A agricultura de roça, ainda comum em todas as regiões do Brasil, é um exemplo de agricultura de subsistência.
II - Na agricultura de "plantation", prevalece a utilização da biotecnologia