A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
52 pág.
HISTOLOGIA C

Pré-visualização | Página 7 de 9

• Pituitócito: tipo especial de célula glial com 100.000 axônios não mielinizados de 
neurônios secretores situados nos núcleos supra-óptico e paraventriculares 
o Apresentam características de neurônios típicos, inclusive com habilidades de 
liberar potencial de ação, mas possuem corpos de Nissl muito desenvolvidos 
relacionados à produção da neurossecreção 
o A neurossecreção forma depósitos conhecidos como corpos de Herring 
 
 
 
 
o Quando os grânulos são liberados, a secreção entra nos capilares sanguíneos 
fenestrados que existem em grandes quantidades na pars nervosa e os hormônios 
são distribuídos pela circulação geral = oxitocina e vasopressina 
 
 
• Órgão encapsulado dividido em duas camadas concêntricas: uma periférica, de cor 
amarelada, denominada de córtex da adrenal; e outra central, acinzentada, a medula da 
adrenal 
Corpúsculo de Nissl: Estes grânulos são 
retículo endoplasmático rugoso (com 
ribossomas) e são locais de síntese de 
proteínas. 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
36 
 
 
 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
37 
 
• Origens embriológicas diferentes: o córtex surge do epitélio celomático, sendo, portanto, 
mesodérmico, enquanto a medula se origina da crista neural, isto é, tem origem 
neuroectodérmica 
• Córtex adrenal: típica célula secretora de esteróides 
o Não armazena seus produtos de secreção em grânulos, pois a maior parte de seus 
hormônios é sintetizada após estímulo e secretada logo em seguida 
o Zona glomerulosa: situa-se imediatamente abaixo da cápsula conjuntiva e é 
composta e células piramidais ou colunares, organizadas em cordões que têm 
forma de arcos envolvidos por capilares sanguíneos 
o Zona fasciculada: arranjo das células em cordões de uma ou duas células de 
espessura, retos e retangulares, semelhantes a feixes, entremeados por capilares e 
dispostos perpendicularmente à superfície do órgão. São células poliédricas, 
contém uma grande quantidade de gotículas de lipídios no citoplasma e aparecem 
vacuoladas = espongiócitos 
o Zona reticulada: células dispostas em cordões irregulares que formam uma rede 
anastomosada. A presença dessas células de forma irregular e núcleos picnóticos 
sugere que a morte celular ocorra frequentemente nessa camada 
 
 
 
 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
38 
 
 
 
• Grupos arredondados de células incrustrados no tecido pancreático exócrino 
• Células poligonais, dispostas em cordões em volta dos quais existe abundante rede de 
capilares sanguíneos com células endoteliais fenestradas 
• Envolvendo a ilhota e separando-a do tecido pancreático restante há uma fina camada de 
tecido conjuntivo 
• Células acidófilas (A ou alfa): produtoras de glucagon. Apresentam grânulos de formato 
regular contendo um centro denso cercado por uma região clara sob a membrana 
• Células basófilas (B ou beta): produtoras de insulina. Têm grânulos irregulares com um 
centro formado de cristais irregulares de insulina complexados com zinco 
• Junções comunicantes: servem para transferir às outras células as modificações iônicas 
dependentes dos impulsos da inervação autonômica 
 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
39 
 
 
 
 
• Origem endodérmica 
• Folículos: epitélio simples e a sua cavidade contém uma substância gelatinosa chamada 
de colóide. As células variam de achatadas a colunares e os folículos mostram diâmetros 
muito variáveis 
• Alguns folículos são grandes e cheios de colóide e formados por epitélio simples cúbico ou 
pavimentoso e outros são menores, com epitélio colunar 
• Quando a altura de um número grande de folículos é baixa, a glândula é considerada como 
hipoativa. Em contraposição, um aumento acentuado no epitélio folicular acompanhada por 
uma diminuição da quantidade de coloide e do diâmetro dos folículos costuma indicar 
hiperatividade da glândula 
• A porção basal das células é rica em retículo endoplasmático rugoso e contém 
quantidades moderadas de mitocôndrias. O núcleo é geralmente esférico e situado no 
centro da célula. Na porção supranuclear há uma zona de Golgi e grânulos de secreção 
cujo conteúdo é similar ao coloide folicular 
• Célula C: encontrada fazendo parte do epitélio folicular ou formando agrupamentos entre 
os folículos tireoideanos. Elas têm uma pequena quantidade de complexo de Golgi. 
Apresentam numerosos grânulos contendo calcitocina, cujo efeito principal é inibir a 
reabsorção óssea e diminui os níveis de cálcio plasmático. 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
40 
 
 
 
 
• Células epiteliais dispostas em cordões separados por capilares sanguíneos 
• As células principais são predominantes e menores, de forma poligonal, têm núcleo 
vesiculoso e citoplasma francamente acidófilo. São secretoras do paratormônio 
• Células oxifílicas: são poligonais e maiores que as células principais, e seu citoplasma 
contêm muitos grânulos acidófilos 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
41 
 
 
 
 Sistema reprodutor masculino 
 
 
• Canais anastomosados, revestidos por um epitélio simples pavimentoso ou cúbico, 
constituindo a rede testicular no mediastino do tecido 
• Ductos eferentes: conectam a rede testicular com outro sistema de ductos denominado 
epidídimo 
• Apresentam uma parede de epitélio germinativo, que é envolvida por uma lâmina basal e 
por uma bainha de tecido conjuntivo. Esse tecido conjuntivo é formado por uma camada 
mais interna de células chamadas de células mieloides achatadas e contráteis e que têm 
as características de células musculares lisas 
• Células de Leydig ocupam o maior espaço entre os túbulos seminíferos 
• O epitélio germinativo contém as células de Sertoli e células que constituem a linhagem 
espermatogênica (realiza a espermatogênese) 
 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
42 
 
• São piramidais 
• As suas bases se aderem à lâmina basal dos túbulos, e suas porções apicais estão no 
lúmen dos túbulos 
• Abundante retículo endoplasmático agranuloso, um complexo de Golgi bem desenvolvido e 
numerosas mitocôndrias e lisossomos 
• Pouca heterocromatina e um nucléolo proeminente 
• São unidas por junções ocludentes nas paredes baso-laterais formando a parede 
hematotesticular. As espermatogônias permanecem em um compartimento basal situado 
abaixo da barreira 
• Compartimento adluminal: local que as espermatogônias ocupam quando atravessam 
essas junções 
• Funções: isolam as espermátides e os espermatozóides do contato direto com o plasma, 
fagocitose de corpos residuais, secreção de proteína ligante de andrógeno e podem 
converter testosterona em estradiol, secreção de inibina que realiza retroalimentação 
negativa do FSH, produção de hormônio anti-mülleriano (regressão dos ductos de Müller) e 
barreira hematotesticular 
 
• Produção de andrógenos: testosterona -> características sexuais masculinas 
secundárias 
• Célula arredondada ou poligonal, com núcleo central e citoplasma eosinófilo rico em 
pequenas gotículas de lipídios 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
43 
 
 
• Ducto eferente: células epiteliais cubóides não ciliadas que se alternam com grupos de 
células cujos cílios batem em direção do epidídimo, dando a este epitélio um característico 
aspecto de saliências e reentrâncias -> criam um fluxo que conduz os espermatozóides 
para o epidídimo. Gradualmente, eles se fundem para formar os ductos do epidídimo 
• Ducto do epidídimo: epitélio colunar pseudo-estratificado composto de células basais 
arredondadas e de células colunares. A superfície das células colunares é formada por 
longos e ramificados microvilos de formas irregulares chamados estereocílios -> participam 
da absorção e digestão dos corpos residuais das espermátides, que são eliminados 
durante a espermatogênese 
SOFIA HELENA VITTE 
TURMA 60 
HISTOLOGIA C 
2020.2 
 
44