A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Ciclo das pentoses

Pré-visualização | Página 1 de 1

processos celulares e moleculares
Visão geral 
→ É uma rota alternativa para a oxidação da glicose-6P, 
no citosol, sem gerar ATP. 
→ Nessa via de oxidação, o NADP+ é o aceptor de 
elétrons, gerando NADPH. 
→ O NADP+, ele é responsável por diminuir o estresse 
oxidativo das celulas (excesso de radicais livres). 
→ Esta rota corresponde a um processo multicíclico 
onde: 
 6 moléculas de glicose-6P entram no ciclo; 
 6 moléculas de CO2 são liberadas; 
 6 moléculas de pentose-5P são formadas, estas 
pentoses-5P se reorganizam, regenerando 5 
moléculas de glicose-6P. 
 
→ A via das pentoses é dividida em 2 fases: 
1. Fase oxidativa 
2. Fase não oxidativa: 
 
 
Fase oxidativa 
1. A glicose-6-fosfato é oxidada pela enzima glicose-6-
fosfato desidrogenase (G6PD) e vai transformar em 6-
fosfoglicona-lactona. 
 Ocorre também a formação de NADPH+ (nas 
hemácias o NADPH diminui o estresse oxidativo) 
 
 
 
 
2. Depois corre hidrolise pela lactonase e forma o 6-
fosfogliconato-desidrogenase. 
3. Sofre ação da enzima 6-fosfogliconato-desidrogenase 
e será transformada (oxidada) em ribulose -5-fosfato. 
4. A fosfopentose-isomerase converte a ribulose -5-
fosfato ao seu isômero aldose, ribose-5-fosfato. 
→ Ao final produz 2 moléculas de NADPH e ribulose-5-
fosfato (precursor da via síntese de nucleotídeos) 
 
Fase não oxidativa 
→ Nessa fase há o rearranjo do esqueleto dos carbonos 
para produzir mais NADP, e produzir mais glicose-6-
fosfato (pois entra na fase oxidativa para produzir mais 
NADP). 
Bruna Reis A. Rocha 2020.1 
Se tem pouco NADPH (pode ser uma deficiência)e toma 
um fármaco que induza o aumento dos radicais livres, 
aumenta o estresse oxidativo, as hemácias sofrem 
processo de hemólise, leva a anemia por conta de 
fármacos. 
1. Ribulose-5-fosfato vai ser transformada em xilulose-5-
fosfato pela enzima epimerase. 
2. A ribose 5 fosfato se liga à xilulose por meio da enzima 
transcetolase, vai produzir 2 produtos: sedoeptulose -7-
fosfato e gliceraldeido-3-fosfato. 
3. Eles sofrem a reação da enzima transaldolase e produz 
frutose-6-fosfato e eritrose-4-fosfato, a frutose vai ser 
transformada em glicose -6-fosfatoe volta para a fase 
oxidativa. A eritrose vai reagir com xilulose e sofre ação de 
outra transcetolase e vai se transformar em gliceraldeído 3 
fostato e frutose 6 fosfato. 
4. Ao final vão se transformar em glicose-6- fosfato. 
 
 
 
 
 
 
OBS: Muito NAPH por fb- bloqueia a própria via 
 
 
 
Existem diversas mutações no gene da tranacetolase , 
como por ex: na transcetolase, ela depedne de um 
cofator (PPP) e tem uma afinidade reduzida da 
transcetolase e a cascata toda é prejudicada, associado 
a doenças neurológicas =>Wernicke Korsakoff (mais 
comum em alcoólatras), outra doença relacionada ao 
PPP é a síndrome de Beribéri, falta da vitamina B1