A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Mapa mental código internacional de nomeclatura botânica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sistema constante que
fornece regras são
retroativas, que estabelecem
um padrão para cada táxon
ou grupo da taxonomia. 1º código foi criado em 1867,
por Alphonse de Candolhe Louis
Código atual (2017)
Dinâmico e sempre aberto 
a modificações
Atualização a cada 6 anos.
As regras se aplicam a
algas, fungos e plantas
Os princípios básicos de sistema
de nomenclatura botânica, se
dividem em 5:
Nome designação de um grupo taxonômico.
Epiteto palavra após o nome genérico.
Publicação efetiva distribuição de matéria impressa ( vendas, intercambio ou doação) e 
instituições com bibliotecas disponíveis a botânicos.
Publicação válida ser efetivamente publicado; ser acompanhado de uma descrição 
ou diagnose; conter indicação do tipo nomenclatura.
Nome legitimo nome publicado de acordo com as regras de nomenclatura 
botânica.
Tipificação: processo de designação de 
um tipo de nomenclatura.
Holótipo, isótipo, sintipo, lectótipo,
neótipo, epítipo, parátipo
Prioridade :quando dois ou mais 
nomes se referem ao mesmo táxon 
deve ser considerado legítimo o mais 
antigo.
Segundo as regras deve-se colocar em
ordem a nomenclatura antiga e
recomendações para conseguir
uniformidade e clareza na
nomenclatura atual.
Provisões para governança do código
como propostas de alteração,
procedimentos de votação, funções da
Seção de Nomenclatura, formações de
comitês de trabalho.
Nome da espécie =
nome genérico +
epíteto específico
Nome sempre em latim
A Nomenclatura Botânica 
não dependente da 
Zoológica e Bacteriológica
A nomenclatura de um
grupo taxonômico está
baseada na prioridade de
publicação.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.