Buscar

2020 - Comunicação nas Empresas - Exercícios

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 99 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 99 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 99 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

EXERCÍCIOS – Comunicação nas Empresas
	
	
	
		1.
		Assinale a alternativa que aponta os elementos necessários para interagir de forma adequada, de acordo com a teoria clássica da comunicação:
	
	
	
	fluxo, mensagem, comunicação, remetente e destinatário.
	
	
	mensagem, reflexo, comunicação, emissor e receptor.
	
	
	emissor, capacitador, contexto, mensagem, código e fluxo.
	
	
	temente, destinatário, fluxo, código e comunicação.
	
	
	emissor, receptor, contexto, mensagem, código e contato.
	
Explicação:
De acordo com a teoria clássica da comunicação, os elementos necessários para interagir de forma adequada são emissor, receptor, contexto, mensagem, código e contato.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Considere as  afirmações abaixo sobre Falar em Público:
I.O volume da voz deve ser adequado e cumprir a função de tornar sua mensagem audível.
II.É preciso expressividade, espontaneidade e dinamicidade na nossa fala
III. O jogo fisionômico, o movimento dos braços, das mãos e a postura corporal podem comunicar muita coisa.
Assinale a opção que analisa corretamente as afirmativas acima:
	
	
	
	Apenas a I está correta.
	
	
	Apenas a alternativa II está correta.
	
	
	Apenas as alternativas I e III estão corretas.
	
	
	Todas as alternativas estão corretas.
	
	
	Apenas as alternativas II e III estão corretas.
	
Explicação:
Ao falar em público devemos considerar que o volume, o tom e o gestual complementam e reforçam a nossa comunicação.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		      Mesmo sabendo que atualmente os recursos de comunicação são variados, há orientação de longa data, indicada por Roman Jakobson que propõe a Teoria Clássica da Comunicação.  Esta compreende algumas etapas e funções.  O emissor, por exemplo, é quem... (aponte a opção correta )
	
	
	
	Recebe o canal de mensagem;
	
	
	Remete a mensagem;
	
	
	Observa o receptor;
	
	
	Omite-se de responder.
	
	
	Transfere a função de responder para outrem;
	
Explicação:
O remetente ou emissor é quem constrói e envia ou remete a mensagem.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		A comunicação quando feita de maneira correta, proporciona eficiência, eficácia e efetividade à instituição.
Mas qual seria a maneira correta de se comunicar dentro de uma organização?
	
	
	
	Utilizando somente as informalidades na comunicação
	
	
	Utilizando somente as formalidades na comunicação
	
	
	Utilizando os elementos da comunicação
	
	
	Utilizando as gírias na comunicação
	
	
	Utilizando somente os palavrões na comunicação
	
Explicação:
A comunicação quando feita de maneira correta, proporciona eficiência, eficácia e efetividade à instituição. Concluindo, a maneira correta de se comunicar dentro de uma organização deverá ser utilizando os elementos da comunicação.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Em uma situação de crise, diante dos diferentes discursos produzidos em uma organização, é importante que a comunicação interna:
	
	
	
	considere o fato de os funcionários não se expressarem por canais formais como forma de atenuar as tensões.
	
	
	despreze os discursos não oficiais, pois eles têm pouca força disseminatória e tendem a ser subversivos e desagregadores dos funcionários.
	
	
	forneça informações que procurem manter ou restabelecer a estabilidade dos funcionários e da organização, sendo recomendável, para tanto, também ouvir os funcionários.
	
	
	lide com gestores produtores de discursos cujo caráter oficial se torna autoritário e impede o surgimento de ideias criativas dentro da organização.
	
	
	impeça a produção de discursos não oficiais e considerados inconvenientes pelos gestores da organização.
	
	
	 
		
	
		6.
		Assinale a alternativa cuja palavra perdeu o acento devido à mesma regra que a palavra ideia.
	
	
	
	Bóia
	
	
	Feiúra
	
	
	Pólo
	
	
	Pêlo
	
	
	Herói
	
Explicação:
ok
	
	
	
	 
		
	
		7.
		"Chociay (2004, p. 38) enumera, pelo menos, sete postulados na base teórica das concepções de redação que aparecem em vários manuais sobre esse tema." Identifique o conceito que se refere ao princípio da habilidade.
	
	
	
	"a capacidade de se produzir bons textos é algo que vai se desenvolvendo ao longo da prática escolar e de acordo com a faixa etária do estudante". ( CHOCIAY, 2004, p.40)
	
	
	 "os problemas inerentes à redação não se resolvem com macetes e estereótipos, mas com reflexões, orientação e muito esforço pessoal" (CHOCIAY, 2004, p. 45).
	
	
	"o resultado final do processo de repetições é a consolidação dos desempenhos que caracterizam a habilidade da escrita."( CHOCIAY, 2004, p.44)
	
	
	"a técnica não constitui método de ensino, mas apenas um conjunto de instruções de desempenho: se outros fatores não surgirem conjugados a ela no processo do aprender, não haverá aprendizado satisfatório" (CHOCIAY, 2004, p. 41)
	
	
	"para aprender a escrever, é preciso começar imitando os textos dos escritores, principalmente dos bons escritores." (CHOCIAY, 2004, p.42)
	
Explicação:
"Este postulado defende que ¿redigir é habilidade: qualquer pessoa pode aprender a redigir, desde que tenha uma boa formação escolar para tal¿. Nesse caso, ¿a capacidade de se produzir bons textos é algo que vai se desenvolvendo ao longo da prática escolar e de acordo com a faixa etária do estudante¿. Assim, alguém aprende a redigir ¿como se aprende, também, a desenhar ou a calcular. No entanto, se pode passar pela escola sem aprender a escreve adequadamente¿ (CHOCIAY, 2004, p. 40). ( Apud, MORAES, Rozangela. Comunicação nas empresas . Rio de Janeiro : SESES, 2014., P.17)
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A influência da linguagem que cada vez mais utilizamos para nos comunicarmos de forma rápida na internet ― o Internetês ― é muito forte em nossas vidas e acabamos, por força do hábito, usando-a também em outras situações. Porém, é muito importante perceber que essa linguagem não é bem vista nos:
	
	
	
	ambientes internos
	
	
	ambientes informais
	
	
	ambientes infantis
	
	
	ambientes formais
	
	
	ambientes externos
	
Explicação:
A influência da linguagem que cada vez mais utilizamos para nos comunicarmos de forma rápida na internet ― o Internetês ― é muito forte em nossas vidas e acabamos, por força do hábito, usando-a também em outras situações. Porém, é muito importante perceber que essa linguagem não é bem vista nos ambientes formais.
		1.
		Analise as duas proposições, a seguir:
A tecnologia influencia o uso da palavra
PORQUE
determina novas formas de comunicação, em que a palavra se mescla com outras linguagens para alcançar êxito na expressão.
A respeito dessa afirmação, assinale a opção correta.
	
	
	
	Ambas as asserções são proposições falsas.
	
	
	As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
	
	
	A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é falsa.
	
	
	As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.
	
	
	A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é verdadeira.
	
Explicação:
Para que a comunicação ocorra de forma satisfatória, atualmente, não basta apenas deter as técnicas da Teoria Clássica da Comunicação. Um aspecto muito importante é a influência da tecnologia sobre o uso da palavra.
 
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Usamos a palavra texto em vários momentos e em diferentes situações. Quantas vezes ouvimos, seu texto ficou muito bom ou tinham textos enormes na prova ou ainda, os atores são obrigados a decorar muitos textos? Mas afinal, o que podemos considerar um texto?
I - Um todo organizado de sentido.
II - Um objeto integralmente linguístico e integralmente histórico.
III - Para ser um texto independe da forma (visual, verbal etc.) como se manifesta.
IV - A noção de ¿discurso¿ corresponde a um texto vindo a público, ao aspecto comunicativo de um texto, às intenções do texto.
V - Um texto não é a soma de sentenças ou um aglomerado de frases.Mas estão relacionadas entre si.
Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)
	
	
	
	I, II, III, IV e V.
	
	
	I e III, apenas.
	
	
	II e III, apenas.
	
	
	I e II, apenas.
	
	
	II, apenas.
	
Explicação:
Todas as afirmações são corretas, pois expressam a noção de texto.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Sabe-se que a tecnologia alterou o modo como a mensagem é veiculada entre remetente e destinatário. A informação apresentada refere-se a um dos elementos básicos da comunicação, responsável por garantir o contato entre remetente e destinatário. Assinale-o.
	
	
	
	Código.
	
	
	Mensagem.
	
	
	Receptor.
	
	
	Canal.
	
	
	Emissor.
	
Explicação:
O canal é o que garante o contato entre emissor e receptor.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Tendo como base a Teoria Clássica da Comunicação de Roman Jakobson, pode-se dizer que, para que haja sucesso em uma situação comunicativa, dentre outros fatores, é fundamental que o código utilizado seja:
	
	
	
	diferente do emissor e do destinatário.
	
	
	completamente diferente ao remetente e ao destinatário.
	
	
	ignorado pelos envolvidos no ato de comunicação.
	
	
	totalmente distinto ao emissor e ao receptor.
	
	
	total ou parcialmente comum ao remetente e ao destinatário.
	
Explicação:
Para que se tenha sucesso na comunicação, o código utilizado deve ser de conhecimento do remetente e do destinatário.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Leia o texto e responda ao que se pede. Falar português no Brasil Manuel, recém-chegado de Lisboa, resolveu comprar uma pequena padaria. Como ninguém conhecia o estabelecimento, decidiu anunciar os produtos na porta da loja, aos gritos. - Quem quer comprar cacete?! - Entre na bicha à sua frenteee! As senhoras que passavam na rua, diziam: - Que homem pornográfico! Os portugueses chamam de cacete os pães bisnaga e "cacetinho" o pão francês. A bicha é uma fila de tamanho razoável... O fenômeno comunicativo ocorrido, gerado pela deturpação da mensagem, por causa da incompreensão do vocabulário regional português, chama-se
	
	
	
	Complexidade comunicativa.
	
	
	Ausência de mensagem.
	
	
	Prolixidade da linguagem.
	
	
	Duplo sentido.
	
	
	Ruído na comunicação.
	
	
	 
		
	
		6.
		´´O conceito de _________ diz respeito à capacidade de fazer o que deve ser feito, cumprir metas, alcançar objetivos, ter foco, concentrar energia na realização de algo, obedecer prazos e entregar resultados. Em outras palavras, a _______ está relacionada à maneira como a atividade é realizada, enquanto a ________ tem relação com as tomadas de decisão e o resultado alcançado, independentemente dos custos e do tempo que isso acarreta. Uma equipe eficaz é aquela que além de realizar seus processos de maneira correta, mas também foca nos resultados e explora todo o potencial disponível.
(Disponível em https://www.ibccoaching.com.br/portal/como-entender-e-aplicar-o-conceito-de-eficiencia-eficacia-e-efetividade-na-minha-empresa/. Acesso em 11 jul 2018)
Qual das alternativas a seguir preenche corretamente as lacunas acima?
	
	
	
	Eficiência / eficiência / eficácia.
	
	
	Eficiência / eficácia / eficácia.
	
	
	Eficiência / eficiência / eficiência.
	
	
	Eficácia / eficácia / eficácia.
	
	
	Eficácia / eficiência / eficácia.
	
Explicação:
´´O conceito de eficácia diz respeito à capacidade de fazer o que deve ser feito,cumprir metas, alcançar objetivos, ter foco, concentrar energia na realização de algo, obedecer prazos e entregar resultados. Em outras palavras, a eficiência está relacionada à maneira como a atividade é realizada, enquanto a eficácia tem relação com as tomadas de decisão e o resultado alcançado, independentemente dos custos e do tempo que isso acarreta. Uma equipe eficaz é aquela que além de realizar seus processos de maneira correta, mas também foca nos resultados e explora todo o potencial disponível.
(Disponível em https://www.ibccoaching.com.br/portal/como-entender-e-aplicar-o-conceito-de-eficiencia-eficacia-e-efetividade-na-minha-empresa/. Acesso em 11 jul 2018)
	
	
	
	 
		
	
		7.
		As três afirmativas a seguir se referem ao conceito de eficiência.
I. Eficiência consiste em fazer as coisas como foram projetadas.
II. Eficiência é ligada ao nível operacional.
III. Eficiência está relacionada a executar operações com menos tempo e menos orçamento.
A partir de sua leitura,
	
	
	
	II e III estão corretas.
	
	
	Somente II está correta.
	
	
	Somente I está correta.
	
	
	I, II e III estão corretas.
	
	
	Somente III está correta.
	
Explicação:
¿A eficiência consiste em fazer as coisas de um jeito certo, isto é, da forma como foi projetada. É normalmente ligada ao nível operacional, bem como executar operações com menos recursos ¿ menos tempo e menos orçamento, menos pessoas, menos matéria-prima¿.  (Disponível em http://negociosecarreiras.com.br/o-que-sao-eficiencia-eficacia-e-efetividade/. Acesso em 11 jul 2018)
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Roman Jakobson propôs a Teoria Clássica da Comunicação (1974). Segundo o linguista, os seis elementos básicos da comunicação são:
	
	
	
	Mensagem, canal, emissor, remetente, destinatário e receptor.
	
	
	Emissor, receptor, contexto, mensagem, canal e código.
	
	
	Canal, contato, emissor, receptor, destinatário e mensagem.
	
	
	Código, canal, contato, mensagem, receptor e destinatário.
	
	
	emissor, produtor, meio, código, contexto e mensagem.
	
Explicação:
Segundo Jakobson, há seis elementos necessários para que a interação ocorra de forma adequada
		1.
		Assinale a frase em que a colocação dos pronomes não está de acordo com a norma-padrão da língua.
	
	
	
	Não me avisaram que as aulas  foram suspensas.
	
	
	Quero que você me aqueça neste inverno.
 
	
	
	Para não me aborrecer, tive de sair.
 
	
	
	Não a vi quando entrou.
 
	
	
	Quem viu-me cantando no programa da tarde?
	
Explicação:
 
O pronome QUEM atrai o pronome oblíquo: Quem me viu cantando?  Inclusive há uma ambiguidade devido à má colocação do pronome ( quem viu me cantando).
 
Palavras ou expressões negativas  e conjunçõess ubordinativas atraem o pronome oblíquo.
Não a vi ...
Quero que você me aqueça.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A respeito da colocação pronominal, identifique a única alternativa que classifica adequadamente a posição do pronome em relação ao verbo.
	
	
	
	Não se meta a falar usando o gerundismo. ¿ mesóclise
	
	
	Entregar-lhe-ia o pedido se eu tivesse tempo. ¿ mesóclise
	
	
	Eu lhe daria mundos e fundos se eu pudesse. ¿ ênclise.
	
	
	Chamem-me de louco, mas aceito o salário. ¿ próclise.
	
	
	Nunca se envergonhe de pedir perdão. ¿ mesóclise.
	
Explicação:
Próclise é o nome que se dá ao emprego do pronome oblíquo em posição anterior ao verbo. A ênclise ocorre quando se coloca o pronome após o verbo. A mesóclise se dá quando se insere o pronome no meio do verbo.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Analise as sentenças abaixo e marque a opção correta:
I. Ela permaneceu horas à espera de socorro.
II. Muitas lojas vendem à prazo.
III. Todos ficamos a observar suas atitudes.
	
	
	
	As alternativas II e III estão corretas.
	
	
	Todas as alternativas estão incorretas.
	
	
	Todas as alternativas estão corretas.
	
	
	As alternativas I e III estão corretas.
	
	
	Apenas a alternativa I está correta.
	
Explicação:
A crase é obrigatória nas locuções prepositivas  (à espera de), mas não podemos fazer uso de crase antes de verbos e antes de palavras masculinas (prazo).
	
	
	
	 
		
	
		4.
		De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, a pontuação NÃO  está corretamente empregada em:
	
	
	
	A vocação do Brasil é a produção de alimentos, e os setores do agronegócio estão organizados para produzir.
 
	
	
	Algumas cidades do sul do país constituíram-se , principalmente, de imigrantes italianos e alemães.
	
	
	Estamos selecionando, motoristas com carteira de habilitação categoria B para contratação imediata.
 
	
	
	Desde o iníciodo ano, temos  recebido e-mails de clientes que reclamam de desvios e atrasos na entrega de mercadorias.
	
	
	Encomende canetas, blocos e crachás para a reunião.
 
	
Explicação:
Não se usa a vírgula para separar o verbo de seu complemento:
Estamos selecionando ( verbo + objeto direto)motoristas com carteira de habilitação categoria B para contratação imediata.
 
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Em relação ao uso do acento grave para indicar a crase, leia o texto a seguir e marque a opção correta.
► Os que assistiram ___ peça chegaram ___ aplaudi-la de pé, postando-se ___ poucos metros do palco.
	
	
	
	à, a, há
	
	
	à, a, a
	
	
	à, à, há
	
	
	a, à, a
	
	
	a, a, à
	
Explicação:
Para essa questão, é necessário conhecer os aspectos de regência verbal. Quem assiste assiste a alguma coisa. Portanto, a primeira lacuna deve ser preenchida com "à". A segunda lacuna remete à ideia de que não podemos usar o acento grave antes de verbo (e "aplaudir" é um verbo). A terceira coluna diz respeito à regra que nos diz que não devemos usar o acento grave se o "a" estiver no singular e a palavra seguinte estiver no plural. Portanto, a resposta seria: à - a - a.
Os que assistiram ___ peça chegaram ___ aplaudi-la de pé, postando-se ___ poucos metros do palco
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Sobre o acento grave (indicativo da crase), assinale a única alternativa que contém um erro no emprego do referido acento.
	
	
	
	Refiro-me às ofensas que o presidente disse ao parlamentar.
	
	
	Ela devolveu as pastas suspensas à outra secretária de lá.
	
	
	Todas as camisas deste setor estão à partir de treze reais
	
	
	Carlos fez alusão às hipóteses plausíveis de Cristiane.
	
	
	Os empresários relataram os fatos à diretora principal ontem
	
Explicação:
Antes do verbo "partir" não há crase.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Somente _____ longo prazo será possível reverter _____ situação caótica do país _____ que o sociólogo se referiu em sua palestra proferida _____ 14h.
Marque a alternativa que preenche, adequadamente, as lacunas no enunciado apresentado.
	
	
	
	à - a - à - às
	
	
	a - à - a - às
	
	
	a - a - a - às         
	
	
	à - à - à - as
	
	
	à - a - a - as        
	
Explicação:
É a fusão de duas vogais iguais (a + a/as = à/às). O acento grave indicativo da crase deve ser usado sempre que houver a contração da preposição "a" com outro "a", que pode ser artigo definido, pronome ou a vogal inicial dos pronomes aquele(s), aquela(s) ou aquilo. (SILVA, Sérgio Nogueira da. O português do dia a dia: como falar e escrever melhor. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2009.)
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Empregue o sinal indicativo da crase e marque a opção Verdadeira, para validar sua resposta: As frutas pertenciam ............... aves. O rio corre paralelamente ............... mata. Ele só bebe após ............... refeições. Ainda não respondi ............... essa carta. Todos voltaram ............... salas.
	
	
	
	Só a terceira e a quarta não recebem acento indicativo da crase.
	
	
	Nenhuma recebe o sinal indicativo da crase.
	
	
	Somente a última recebe o sinal indicativo da crase.
	
	
	Somente a primeira recebe o sinal indicativo da crase.
	
	
	Todas recebem o sinal indicativo da crase.
		1.
		A partir do estudo da Colocação de Pronomes Pessoais Oblíquos, assinale a frase com INCORREÇÃO no emprego da colocação:
	
	
	
	Não se falou o assunto tratado.
	
	
	Porque se levantou cedo, chegou entes do horário.
	
	
	O gerente se referiu ao bom colaborador.
	
	
	Disse-me a verdade, sem eu perguntar.
	
	
	Falarei-lhe aquilo que foi dito na reunião.
	
	
	 
		
	
		2.
		Marque a alternativa que apresenta o uso impróprio do acento grave indicativo da crase.
	
	
	
	Luiza foi a minha casa e não à dela.
	
	
	O velho estava de volta àquela casa.
	
	
	Minha casa fica na terceira rua à esquerda.
	
	
	Mãe e filha finalmente estavam frente à frente.
	
	
	Os meninos vão à praia todo final de semana.
	
	
	 
		
	
		3.
		A comunicação nas empresas deve ser sempre capaz de criar interlocuções com clareza. Os ruídos da comunicação podem interferir no bom entendimento das mensagens. Aponte uma sentença cuja construção tenha ruído na comunicação:
	
	
	
	Resolveremos o problema assim que pudermos;
	
	
	Trabalho na empresa há dez anos;
	
	
	Ela não me entendeu porque falei com ela correndo;
 
	
	
	Faríamos o negócio, se houvesse interesse de ambos;
	
	
	Estivemos em São Paulo a trabalho.
	
Explicação:
Opção a ser apontada: Ela não me endendeu porque falei com ela correndo.
Não está claro quem estava correndo: seria ela ou eu?  Além disso, CORRENDO pode ser uma referência à maneira como se falou. As demais não têm problemas de clareza. Logo apenas essa opção contém ruído na comunicação.
 
	
	
	
	 
		
	
		4.
		De acordo com o uso da vírgula, marque a opção na qual a pontuação está INCORRETA em:
	
	
	
	A diferença, segundo a diretora Amelinha Araripe, é que o ritmo de aprendizado de cada um é respeitado.
	
	
	Atualmente, Meire dorme todos os dias em frente ao Hospital Regional de Brasília.
	
	
	O colégio, que existe há mais de 20 anos, atende cem alunos que não têm onde morar.
	
	
	Eu não tinha planos para o futuro, mas, hoje já estou entregando currículos.
	
	
	O sonho dos estudantes da Escola Meninos e Meninas do Parque, localizada no Parque da Cidade, no Distrito Federal, é o mesmo.
	
Explicação:
Na primeira frase, as vírgulas estão adequadas. O trecho "localizada no Parque da Cidade" é um adjunto adverbial de lugar antecipado para o meio da frase (seu lugar deveria ser o final da frase para não haver vírgulas ali). O trecho "no Distrito Fedderal" também representa um adjunto adverbial de lugar antecipado. Portanto, as vírgulas foram empregadas adequadamente. Essa primeira frase não deveria ser marcada. A segunda frase deveria ser a marcada, pois a palavra "hoje" deveria estar entre duas vírgulas, uma vez que se trata de um adjunto adverbial de tempo antecipado para o meio da frase. Ela deveria ficar assim: "Eu não tinha planos para o futuro, mas, hoje, já estou entregando currículos". As duas vírgulas empregadas na terceira frase estão adequadas, pois o trecho inserido responsável por separar o sujeito "A diferença" de seu verbo "é" está entre duas vírgulas. Na frase seguinte, o trecho "que existe há mais de 20 anos" explica o termo "colégio". Dessa forma, pelo fato de termos colocado uma explicação sobre o "colégio" entre o sujeito e seu respectivo verbo, houve adequadamente duas vírgulas. A última frase também está com o uso da vírgula adequado, pois o adjunto adverbial de tempo "Atualmente" está antecipado para o início da frase. Nessas antecipações, ocorre a necessidade de se colocar vírgula.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A colocação pronominal está de acordo com a norma padrão em:
	
	
	
	Quando encontrarem-se em Lisboa, visitem o Castelo de São Jorge.
	
	
	Como pode-se chegar a Lisboa?
	
	
	Os marinheiros tinham ensinado-me a guerrear.
	
	
	Chega-se rapidamente a Lisboa pelo mar.
	
	
	Quem viu-me em Lisboa percebeu minha alegria.
	
Explicação:
As palavras "quem", "como" e "quando" são consideradas palavras atrativas. Portanto, os pronomes pessoais oblíquos deveriam estar antes do verbo. Assim: "Quem me viu em Lisboa percebeu minha alegria", "Como se pode chegar a Lisboa?" e "Quando se encontrarem em Lisboa". A frase "Chega-se rapidamente a Lisboa pelo mar" está de acordo com a norma padrão, porque não podemos começar frase com pronome pessoal oblíquo, estando a frase adequada. Por fim, a frase dos marinheiros deveria ser "Os marinheiros tinham me ensinado a guerrear", pois o pronome pessoal oblíquo deveria estar entre o verbo auxiliar (tinham) e o verbo principal "ensinado".
	
	
	
	 
		
	
		6.
		"Comunicamos _____ Vossa Senhoria que encaminhamos _____ notificação do seguro anexa ____ planilha de contas do mês vigente."
Assinalea alternativa que preenche, adequadamente, as lacunas no enunciado apresentado.
	
	
	
	a - à - à
	
	
	à - a - a        
	
	
	a - a - à
	
	
	à - à - a
	
	
	a - a - a          
	
Explicação:
É a fusão de duas vogais iguais (a + a/as = à/às). O acento grave indicativo da crase deve ser usado sempre que houver a contração da preposição "a" com outro "a", que pode ser artigo definido, pronome ou a vogal inicial dos pronomes aquele(s), aquela(s) ou aquilo. (SILVA, Sérgio Nogueira da. O português do dia a dia: como falar e escrever melhor. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2009.)
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Leia o parágrafo a seguir.
´´Febre, dor de cabeça, congestão, nariz entupido, dores pelo corpo, cansaço, espirros e tosse seca ou com secreção são os sintomas mais incidentes nestes meses outonais. Crianças ou adultos, quase ninguém escapa dos resfriados ou da gripe.
(Disponível em http://g1.globo.com/bemestar/blog/doutora-ana-responde/post/antibiotico-serve-para-tratar-gripe.html. Acesso em 11 jul 2018)
O uso da vírgula se explica porque
	
	
	
	Separa o vocativo.
	
	
	Destaca elementos antecipados, em pleonasmo.
	
	
	Separa elementos de mesma função.
	
	
	Separa o adjunto adverbial deslocado.
	
	
	Separa o local, nas datas.
	
Explicação:
Usa-se a vírgula para separar elementos de mesma função.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Observe a frase: Ela não se incomodou com as minhas dificuldades. A Colocação do pronome - SE - está em posição de
	
	
	
	Ênclise
	
	
	Todas as opções acima
	
	
	Nenhuma das opções acima
	
	
	Próclise
	
	
	Mesóclise
		1.
		Analise as frases abaixo quanto ao emprego dos vícios de linguagem.
1  Haviam vários quadros na parede.
2  Subiu para cima.
Então,
	
	
	
	1  cacofonia / 2  ambiguidade
	
	
	1  solecismo / 2  pleonasmo
	
	
	1 e 2  solecismos
	
	
	1 e 2  cacofonias
	
	
	1  pleonasmo / 2  solecismo
	
Explicação:
Na primeira frase ocorreu a o solecismo, pois há um erro de sintaxe  frase correta: Havia vários quadros na parede. Já na segunda ocorre o pleonasmo, ou seja, redundância de ideia.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Segundo a norma do idioma português, o verbo HAVER é impessoal quando indica EXISTÊNCIA. De acordo comentário, aponte a opção que NÃO atende a essa norma:
	
	
	
	· Sempre haverá quem ajude os mais necessitados;
	· 
	
	· Houve boa cobertura jornalística dos jogos na Rússia;
	· 
	
	· Havia muitas pessoas no barco que naufragou.
	· 
	
	· Há gente que se dispõe a enfrentar os desafios;
	
	
	· Haviam inúmeras ações na Justiça que contestavam a decisão do juiz;
	
Explicação:
O verbo HAVER quando empregado no sentido de EXISTIR não pode ser flexionado no plural. Logo a opção a ser marcada é:
" Haviam inúmeras ações na justiça que contestavam a decisão do juiz."
	
	
	
	 
		
	
		3.
		"Laura assistiu o filme novo do Tarantino". Nesse enunciado, há uma inadequação em relação à regência verbal de acordo com a gramática normativa da Língua Portuguesa, que caracteriza um
	
	
	
	pleonasmo.        
	
	
	cacófato.            
	
	
	estrangeirismo.
	
	
	arcaísmo.            
	
	
	solecismo.
	
Explicação:
Percebe-se um solecismo de regência, pois deveria ser "assistir ao filme".
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Os vícios de linguagem prejudicam a comunicação empresarial, tornando a mensagem não eficiente e deixando os receptores confusos. Identifique o vício presente no trecho do e-mail: "Prezados, boa tarde. Trago aos senhores notícias alvissareiras: nesta data, um novo representante de nossa organização os frequentará semanalmente. Apresento assim o Sr. Moacir Franco, exímio profissional nesse campo de atuação."
	
	
	
	Solecismo.
	
	
	Cacófato.
	
	
	Pleonasmo.
	
	
	Arcaísmo.
	
	
	Estrangeirismo.
	
	
	 
		
	
		5.
		Encontra-se na sentença abaixo o seguinte desvio sintático:
"O ex-mimistro Antonio Palocci , que está de  olho na  delação premiada, disse ao juiz Sérgio Moro que está disposto a revelar os nomes que estão envolvidos na Operação   Lava Jato".
Disponível em: < https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/20/palocci-diz-a-moro-que-esta-disposto-a-revelar-nomes-e-operacoes.htm> com adaptação.
	
	
	
	Arcaísmo.
 
	
	
	Solecismo.
 
	
	
	Queísmo.
 
	
	
	Barbarismo.
	
	
	Pleonasmo vicioso.
 
	
Explicação:
O queísmo se caracteriza  no emprego  abusivo  do pronome relativo "que".
O ex-mimistro Antonio Palocci ,  de  olho na  delação premiada, disse ao juiz Sérgio Moro que está disposto a revelar os nomes  dos envolvidos na Operação   Lava Jato.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Leia a carta emitida por uma associação de classe profissional:
 
Solicitamos o pagamento das mensalidades nas datas aprazadas no dito carnê, colaborando destarte para a manutenção precípua deste sodalício na orientação e assistência dos seus associados.
 
Atenciosamente,
A direção.
 
Percebemos claramente que a mensagem emitida foi construída com palavras ou expressões que já não são mais usadas. O vício de empregá-las deve ser evitado, pois compromete a clareza do texto. A este vício de linguagem chamamos de:
	
	
	
	Solecismo.
	
	
	Pleonasmo.
	
	
	Arcaísmo
	
	
	Cacofonia.
	
	
	Ambiguidade.
	
	
	 
		
	
		7.
		Indique a única alternativa que contém o desvio chamado de frases siamesas.
	
	
	
	A Bovespa encerrou o dia em forte queda ontem
	
	
	Envie o ofício ao Conselho Tutelar mais próximo.
	
	
	Olá Joana estou com saudades apareça em breve.
	
	
	Imagino que a Secretaria esteja aberta até agora
	
	
	O presidente da empresa sofreu com o relatório.
	
	
	 
		
	
		8.
		O líder de uma equipe costuma usar termos que sua jovem equipe não consegue entender. Em muitos momentos ele faz uso de palavras antigas que já caíram em desuso em nossa língua. Podemos afirmar que o mesmo comete o vício de linguagem chamado de
	
	
	
	Pleonasmo.
	
	
	Arcaísmo.
	
	
	Solecismo.
	
	
	Estrangeirismo.
	
	
	Cacofonia.
		1.
		De acordo com o conteúdo trabalho em Estruturas Sintéticas, o Arcaísmo, o Cacófato, o Solecismo, o Estrangeirismo e o Pleonasmo são vícios de linguagem. Eles devem ser evitados, porque são
	
	
	
	Próprios da fala de pessoas analfabetas.
	
	
	Próprios de uma linguagem coloquial e de grupos sociais.
	
	
	Formas de comunicação que dificultam a compreensão do que é dito e falado.
	
	
	Erros gramaticais grosseiros, que revelam desconhecimento da linguagem.
	
	
	Formas de falar e escrever deselegantes.
	
	
	 
		
	
		2.
		Sobre a clareza e a objetividade na transmissão da mensagem, leia a frase seguinte e identifique o vício de linguagem: "A ABERTURA INAUGURAL DO PROJETO FOI MARCADA PELA PRESENÇA DA PRESIDÊNCIA."
	
	
	
	Pleonasmo.
	
	
	Solecismo.
	
	
	Ambiguidade.
	
	
	Cacofonia.
	
	
	Barbarismo.
	
	
	 
		
	
		3.
		"O diretor da empresa, muito culto e aplicado, dedica-se, cada vez mais, ao seu trabalho e seus estudos, sempre se atualizando, buscando continuamente seu aprimoramento profissional e o crescimento da empresa, pois, para ele, o crescimento da empresa significa sucesso e prosperidade para ele e para todos os funcionários que fazem parte desta organização."
O trecho acima é um exemplo de:
	
	
	
	Solecismo de colocação
	
	
	Solecismo de regência
	
	
	Frases Centopeicas
	
	
	Frases Segmentadas
	
	
	Frases Siamesas
	
Explicação:
Frases centopeicas são muito extensas, acabam perdendo a sua ideia-núcleo.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Observe a frase a seguir: "A jovem já estava ansiosa seria último dia de trabalho na sua equipe iria apresentar um relatório para todos da empresa a fim de informar sobre um episódio ocorrido na obra em São Vicente." Observe que se tem um exemplo de frase Siamesa. Sua principal característica é
	
	
	
	Possuir falta e compreensão pela falta de coerência.
	
	
	Ser uma frase com erros de concordância.
	
	
	Faltar sentido, em virtude do usode colocação incorreta.
	
	
	Não ter os elementos da oração distribuídos adequadamente.
	
	
	Ter período longo, sem pontuação.
	
	
	 
		
	
		5.
		Nós vimos o incêndio do prédio.
Este líder dirigiu bem sua empresa.
 
Nas frases acima temos exemplos do Vício de Linguagem
	
	
	
	Cacófato.
	
	
	Solecismo.
	
	
	Pleonasmo.
	
	
	Ambiguidade.
	
	
	Barbarismo.
	
Explicação:
Na primeira frase, há duas interpretações possíveis: ou se assistiu ao incêndio que acontecia no prédio, ou se assistiu ao incêndio estando no prédio.
Na segunda frase, não se sabe se a empresa é do líder ou se ele dirigiu a empresa do interlocutor.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Analise as frases abaixo quanto ao emprego dos vícios de linguagem.
1  Me beija.
2  Entrar para dentro.
Então,
	
	
	
	1  pleonasmo / 2  solecismo
	
	
	1  cacofonia / 2  ambiguidade
	
	
	1 e 2  solecismos
	
	
	1 e 2  pleonasmos
	
	
	1  solecismo / 2  pleonasmo
	
Explicação:
Na primeira frase ocorreu a o solecismo, pois há um erro de sintaxe  frase correta: Beija-me. Já na segunda ocorre o pleonasmo, ou seja, redundância de ideia.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		 A norma gramatical do idioma português orienta NÃO flexionar o verbo HAVER no plural quando indica EXISTIR. Sendo assim, marque a opção cuja sentença transgride essa norma:
	
	
	
	Se houvessem mais candidatos honestos, seria possível votar melhor;
	
	
	No passado recente, não havia grandes nomes na política brasileira que inspirassem confiança.
	
	
	 Haverá sempre quem esteja comprometido com a verdade;
	
	
	Houve muitas reclamações sobre atos desonestos de políticos;
	
	
	Há poucas formas de provar a desonestidade do ricos;
	
Explicação:
Se o verbo HAVER no sentido de EXISTIR não pode ser flexionado no plural, a opção a ser marcada cuja sentença apresenta erro é:
"SE houvessem mais candidatos honestos, seria possível votar melhor."
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Os vícios de linguagem podem prejudicar muito a compreensão de uma comunicação escrita ou falada. Avalie as afirmações a seguir. Que afirmações se classificam como vícios de linguagem?
I- Destarte, se faz emergente que envessadamente se produza argumentos.
II ¿ Vi ela do outro lado da rua e dei com uma mão para ela me ver.
III ¿ O gerente informou sobre a importância de economizar energia elétrica.
Apenas a(s) seguinte (s) afirmação(ões) pode(m) ser consideradas vícios de linguagem:
	
	
	
	II e III
	
	
	II
	
	
	III
	
	
	I
	
	
	I e II
	
Explicação:
Os vícios de linguagem podem prejudicar a comunicação em função das pessoas não compreenderem o que está sendo dito ou uma informação escrita. Falar ou escrever com arcaísmos, palavras antigas e arcaicas, com cacofonismos (palavras que faladas seguidas produzem um outro som semelhante a outra palavra) e outros vícios de linguagem prejudica a comunicação. Assim, as afirmações I e II são exemplos de vícios de linguagem.
		1.
		Maria precisa saber das horas e pergunta ao senhor da banca de jornal:
- O senhor sabe que horas são?
Ele responde:
- Sei.
 
No diálogo, é possível perceber uma incoerência
	
	
	
	retórica.             
	
	
	estilística.            
	
	
	semântica.
	
	
	sintática.             
	
	
	pragmática.        
	
Explicação:
Maria esperava que o senhor dissesse as horas. Isso exemplifica a coerência pragmática, pois, embora o interlocutor tenha respondido à pergunta, a resposta não era a esperada pela Maria.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Na conversa entre um casal:
- Como foi na reunião hoje?
- Acabei de finalizar meus afazeres e vou jantar.
Que tipo de incoerência podemos observar?
	
	
	
	Incoerência sintática.
	
	
	Incoerência estilística.
	
	
	Incoerência semântica.
	
	
	Incoerência pragmática.
	
	
	Incoerência sintática e semântica.
	
Explicação:
A pessoa não responde a pergunta, não estabelecendo uma sequência na conversa.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A coesão sequencial
	
	
	
	permite fazer progredir o texto, sem a retomada de itens. Pode ser obtida por dois processos: o da sequenciação temporal e o da sequenciação por conexão.
	
	
	permite fazer progredir o texto, com a retomada de itens. Pode ser obtida por dois processos: o da sequenciação temporal e o da sequenciação por proporção.
	
	
	permite fazer progredir o texto, com a retomada de itens. Pode ser obtida por dois processos: o da sequenciação locativa e o da sequenciação por lixiviação.
	
	
	permite fazer inferir o texto, sem a retomada de itens. Pode ser obtida por dois processos: o da sequenciação locativa e o da sequenciação por conexão.
	
	
	permite fazer inferir o texto, sem a colocação de itens. Pode ser obtida por dois processos: o da sequenciação proporcional e o da sequenciação por conexão.
	
Explicação:
Para Favero e Koch, "Os mecanismos de coesão sequencial são os que tem por função ,da mesma forma que os de recorrência ,fazer progredir o texto, fazer caminhar o fluxo informacional. Diferem dos de recorrência, por não haver neles retomada de itens, sentenças ou estruturas." (http://fatoresdetextualidade.blogspot.com.br/p/coesao-textual.html)
	
	
	 
		
	
		4.
		O treinador não ficou satisfeito com o rendimento do time, mas todos, sem exceção, elogiaram o desempenho dos jogadores. Com base na matéria dada, verifica-se que esse texto não tem coerência, porque há:
	
	
	
	identificação de sujeitos.
	
	
	oposição de afirmações.
	
	
	conjunção de ideias.
	
	
	coordenação de movimentos.
	
	
	condição de desempenho.
	
Explicação:
O treinador não ficou satisfeito com o rendimento do time, mas todos, sem exceção, elogiaram o desempenho dos jogadores. Com base na matéria dada, verifica-se que esse texto não tem coerência, porque há oposição de afirmações, uma vez que o texto mnciona que foram "todos, sem exceção", então o treinador foi uma exceção.
	
	
	 
		
	
		5.
		Fazendo a leitura da charge a seguir:
(disponível em: http://ebanaoeeba.blogspot.com.br/2010/07/que-notas-sao-estas.html)
 
I. podemos concluir que o texto é o mesmo, mas o discurso é diferente.
II. o mesmo texto inserido em contextos históricos diferentes, produz sentidos diferentes.
III. é necessário entender as concepções existentes na época e na sociedade em que o texto foi produzido para não correr o risco de compreendê-lo de maneira distorcida.
IV. o texto não precisa, necessariamente, ser interpretado dentro de seu contexto histórico para ter seu discurso entendido.
Assinale a alternativa correta a respeito das frases acima:
	
	
	
	Somente I e II estão corretas.
	
	
	Somente I e III estão corretas.
	
	
	Somente II e III estão corretas.
	
	
	Somente I, II e III estão corretas.
	
	
	Todas as  estão corretas.
	
Explicação:
Resolução: Somente a afirmativa IV está incorreta, pois como indica a afirmativa III, o texto deve ser interpretado dentro do seu contexto histórico para ser corretamente interpretado, ou seja, para que o efeito de sentido (= discurso) seja confirmado pelo contexto em que está inserido.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Leia o texto a seguir:
Irritado, sem saber por que1 havia sido acusado pelo prefeito da cidade de "inimigo da lei e da ordem", o velho pároco foi procura-lo. Devia haver um porquê2 para aquela acusação... Não podia deixar de ir, porque3 considerava aquela uma acusação inadmissível. Por que4 mesmo estaria sendo acusado de "inimigo da lei e da ordem"? Precisava saber. Precisava urgentemente saber por quê5.
Leia as justificativas sobre os diferentes usos dos "porquês", numerados de 1 a 5, que aparecem no texto acima e julgue-as certo ou errado:
I. (1) Sequência de preposição mais pronome relativo, equivalente a "por qual razão".
II. (2) Usado como substantivo.
III. (3) Corresponde a uma explicação ou causa.
IV. (4) Frase interrogativa, equivale à "por qual motivo".
V. (5) Usado em final de frase ou imediatamente antes de alguma pausa.
	
	
	
	Apenas as assertivas III e IV estão corretas.Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.
	
	
	Apenas as assertivas I e II estão corretas.
	
	
	Apenas as assertivas I, II, III e IV estão corretas.
	
	
	Todas as assertivas estão corretas.
	
Explicação:
Resolução: Todas as justificativas apresentadas do uso dos porquês estão corretas.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Assinale a alternativa que possui conectivo que indica relação de comparação:
	
	
	
	Comprei roupas a fim de fazer doações.
	
	
	Fui de botas, visto que estava chovendo.
	
	
	As mulheres são tão inteligentes quanto os homens.
	
	
	Não consegui ir para o trabalho porque estava doente.
	
	
	Como estava muito frio, precisei ir de casaco.
	
Explicação:
"tão quanto" expressa relação de comparação.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Na maioria das vezes, esse tipo de coerência não chega a perturbar a interpretabilidade de um texto. É uma noção relacionada à mistura de registros linguísticos (formal x informal, por exemplo). É desejável que quem escreve ou lê se mantenha em um estilo relativamente uniforme.
"- Marcos, você fez todos os exercícios sobres as cinco primeiras aulas e está preparado para o simulado?
- Pô esses exercícios são um saco, profe!"
Com base no texto, estamos nos referindo a que tipo de coerência:
	
	
	
		Fática.
	
	
		Pragmática.
	
	
		Semântica.
	
	
		Estilística.
	
	
		Sintática.
	
Explicação:
Na situação apresentada, observa-se que o aluno responde de forma excessivamente informal, havendo uma mistura de registros no diálogo, pois o professor se comunica empregando o registro formal.
		1.
		Na frase : " Sou coletivo. Tenho o mundo dentro de mim". O elemento coesivo que melhor uniria essas duas orações:
	
	
	
	Assim.
	
	
	Ainda que.
	
	
	A fim de que.
	
	
	Entretanto.
	
	
	Ou.
	
Explicação:
" Sou coletivo. Tenho o mundo dentro de mim". O elemento coesivo que melhor uniria essas duas orações é "assim", porque ele indica uma ideia de consequência.
	
	
	 
		
	
		2.
		Trecho extraído da música "Seja para mim" :
Seja para mim o que você quiser
Contanto que seja o meu amor
Estou indo te buscar, mas eu tô indo a pé
Prende teu cabelo porque tá calor".
As conjunções assinaladas no trecho  estabelecem, respectivamente,  uma relação de:
	
	
	
	causa e consequência, explicação.
	
	
	finalidade, condição, oposição.
 
	
	
	condição, oposição, conclusão.
 
	
	
	condição ,  oposição, explicação
	
	
	contraste ,  conclusão, explicação.
	
Explicação:
Contanto que exprime  a condição para que o fato da oração principal se realize: contanto que, desde que....
Mas exprime a ideia de oposição. As adversativas ( mas, porém, contudo...) são responsáveis por relacionar pensamentos contraditórios (Estou indo te buscar ( ideia de ir de carro), mas eu tô indo a pé.
Porque exprime ideia de justificativa, explicação, ou seja, a segunda frase explica o comando dado na primeira ( prende o cabelo porque está calor)
 
 
	
	
	
	 
		
	
		3.
		"Gosto de você, porque é uma boa amiga."  A palavra porque é um articulador sintático de
	
	
	
	conclusão.
	
	
	oposição.
	
	
	causa.
	
	
	finalidade.
	
	
	concessão.
	
Explicação:
A palavra "porque" introduz a explicação, a causa da informação apresentada na primeira oração: "Gosto de você"
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Indique as relações semânticas estabelecidas pelos conetivos sublinhados:
I Renato é mais organizado que Miguel
II. Vou ao espetáculo desde que seja gratuito.
III. Ora ele quer uma coisa, ora quer outra.
	
	
	
	comparação, condição e alternância.
	
	
	comparação, oposição e alternância.
	
	
	adição, oposição e alternância.
	
	
	adição, condição e comparação.
	
	
	comparação, alternância e condição.
	
Explicação:
"mais que" tem relação de comparação, "desde que" tem relação de condição e "ora" tem relação de alternância.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Analise as duas proposições a seguir.
O funcionário saiu mais tarde
PORQUE
chegou atrasado.
A respeito dessa afirmação, assinale a opção incorreta.
	
	
	
	O conetivo "PORQUE" tem relação de conformidade.
	
	
	O conetivo "PORQUE" pode ser substituído por "pois".
	
	
	O conetivo "PORQUE" pode ser substituído por "visto que".
	
	
	O conetivo "PORQUE" pode ser substituído por "uma vez que".
	
	
	O conetivo "PORQUE" tem relação de causalidade.
	
Explicação:
O conectivo "porque" tem relação de causalidade/explicação.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Leia o texto abaixo.
"A televisão é, em parte, responsável pela chamada "crise na linguagem". Além de proporcionar, sem dúvida, horas de lazer, leva os telespectadores a uma atitude passiva, excluindo o diálogo e a interação" (Disponível em https://profruan.wordpress.com/2017/01/05/ha-textos-incoerentes/. Acesso em 20/07/18.)
É correto afirmar que o texto é:
	
	
	
	coerente, pois é possível construir um sentido para o que foi lido.
	
	
	incoerente, pois a escolha do tema foi inapropriada.
	
	
	coerente, pois o sentido está comprometido.
	
	
	incoerente, pois há problemas no uso de "além de" no contexto.
	
	
	coerente, pois nada atrapalhou a compreensão do texto.
	
Explicação:
Há, no contexto, problemas no uso de "além de", gerando incoerência.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Em alguns textos percebemos a utilização de linguagens adequadas às possíveis variações do contexto. Na maioria das vezes, esse tipo de coerência não chega a perturbar a interpretabilidade de um texto.
Ela (coerência) está relacionada à mistura de registros linguísticos (formal x informal, por exemplo). É desejável que quem escreve ou lê se mantenha em um estilo relativamente uniforme.
Estamos discutindo a coerência:
	
	
	
	Estilística
	
	
	Sequencial
	
	
	Pragmática
	
	
	Semântica
	
	
	Referencial
	
Explicação:
Em alguns textos percebemos a utilização de linguagens adequadas às possíveis variações do contexto. Na maioria das vezes, esse tipo de coerência não chega a perturbar a interpretabilidade de um texto.
Ela (coerência) está relacionada à mistura de registros linguísticos (formal x informal, por exemplo). É desejável que quem escreve ou lê se mantenha em um estilo relativamente uniforme. Estamos discutindo a coerência estilística.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A coerência:
I- está relacionada à possibilidade de se construir um sentido para o texto;
II- não está relacionada à compreensão do texto ou à falhas na sua interpretação;
III- é construída a partir do texto, com base no conhecimento de mundo do leitor/ouvinte;
IV- dispensa o conhecimento de mundo do leitor/ouvinte para seu estabelecimento.
 
Estão corretas apenas as afirmativas:
	
	
	
	I e III
	
	
	I, II e IV
	
	
	III e IV
	
	
	I, II e III
	
	
	II e IV
	
Explicação:
A coerência é construída a partir do texto, e não no texto. Problemas na compreensão de um texto e falhas na sua interpretação estão relacionados à questão da coerência.
		1.
		Quanto às condições exigíveis para a redação e a apresentação de resumos e ao estilo a ser utilizado, a norma recomenda que
	
	
	
		se deve dar sempre preferência ao uso de fórmulas e equações, sem necessidade de defini-las inicialmente.
	
	
		a primeira informação a ser incluída no resumo é a categoria do tratamento (memória científica, estudo de caso, etc).
	
	
		o resumo deve ser concluído com uma frase significativa, que explique o conteúdo do documento.
	
	
		o resumo deve ser composto de uma sequência corrente de frases concisas.
	
	
		o resumo deve, sempre que possível, contemplar uma enumeração de tópicos.
	
	
	 
		
	
		2.
		Parágrafos são as estruturas formadas por unidades autossuficientes de um discurso que compõem um texto, apresentando basicamente uma ideia, pensamento ou ponto principal que o unifica, chamada de tópico frasal (conteúdo on-line da disciplina).
Com isso em mente, leia o parágrafo abaixo.
"Viver é mesmo uma ginástica. O coração se contorce para bombearo sangue que, por sua vez, corre o corpo inteiro. A respiração estica e encolhe os pulmões. O aparelho digestivo se dobra e desdobra com o alimento. Tudo na vida animal é movimento ¿ músculos que se contraem, músculos que se estendem. Graças a cerca de 650 músculos o homem pode, além de viver, ficar em pé, andar, dançar, falar, piscar os olhos, cair na gargalhada, prorromper em lágrimas, expressar no rosto suas emoções, escrever e ler este texto. Portanto, o desempenho da musculatura é muito mais forte que mera força bruta." Revista Superinteressante, n. 2, 1988. (Disponível em https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/o-paragrafopadrao.htm. Acesso em 28/07/18.)
O tópico frasal apresentado, nesse parágrafo, é do tipo:
	
	
	
	declaração inicial.
	
	
	alusão.
	
	
	divisão.
	
	
	interrogação.
	
	
	definição.
	
Explicação:
O autor declara uma opinião por meio de uma frase afirmativa ou negativa.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A ideia introduzida no tópico frasal pode ser desenvolvida de diversas maneiras, exceto:
	
	
	
	Relação de causa e consequência.
	
	
	Explanação da declaração inicial.
	
	
	Comparação por analogia ou contraste.
	
	
	Enumeração de detalhes.
	
	
	Declaração inicial através de afirmação.
	
Explicação:
A declaração inicial é um tipo de tópico frasal.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Quando utilizamos a técnica de reescrita que privilegia a síntese, isto é, uma redução da quantidade de palavras, sem que haja prejuízo na significação textual, chamamos de:
	
	
	
	Paráfrase
	
	
	Parágrafo
	
	
	Semântica
	
	
	Estilo
	
	
	Resumo
	
Explicação:
Quando utilizamos a técnica de reescrita que privilegia a síntese, isto é, uma redução da quantidade de palavras, sem que haja prejuízo na significação textual, chamamos de: resumo.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		No parágrafo, "A distribuição de renda no Brasil é injusta. Embora a renda per capita brasileira seja estimada em U2.000anuais,amaioriadopovoganhamenos,enquantoumaminoriaganhadezenasoucentenadevezesmais.Amaioriadostrabalhadoresganhaosaláriomínimo,quevaleU2.000anuais,amaioriadopovoganhamenos,enquantoumaminoriaganhadezenasoucentenadevezesmais.Amaioriadostrabalhadoresganhaosaláriomínimo,quevaleU112 mensais; muitos nordestinos recebem a metade do salário mínimo,. Dividindo essa pequena quantia por uma família onde há crianças e mulheres, a renda per capita fica ainda mais reduzida; contando-se o número de desempregados, a renda diminui um pouco mais." A que contém o tópico frasal . é:
	
	
	
	A distribuição de renda no Brasil é injusta
	
	
	A maioria dos trabalhadores ganha o salário mínimo, que vale U$$112 mensais;
	
	
	muitos nordestinos recebem a metade do salário mínimo
	
	
	contando-se o número de desempregados, a renda diminui um pouco mais
	
	
	a maioria do povo ganha menos, enquanto uma minoria ganha dezenas ou centena de vezes mais.
	
	
	 
		
	
		6.
		Com relação aos tipos e às funções do Resumo, assinale a opção correta:
	
	
	
	Um mesmo resumo pode incorporar elementos indicativos e informativos, conforme os interesses dos usuários a que se destina.
	
	
		Denomina-se extrato o resumo muito breve, constituído por uma única frase que descreva o conteúdo do documento.
	
	
		Fatores como custo e finalidade são os que mais influenciam a extensão de um resumo.
	
	
		Complementar o texto de um documento é a finalidade precípua do resumo.
	
	
		A característica de um bom resumo limita-se a sua exaustividade na representação do conteúdo documental.
	
	
	 
		
	
		7.
		Classifique o tópico frasal do texto que se segue:
Algumas pessoas podem não se adaptar à autogestão. Integrantes da geração z (nascidos a partir da década de 1990), por exemplo, dizem que gostam de ter protagonismo, mas, ao mesmo tempo, querem receber feedback sempre, segundo Arthur Igreja.  (ZAREMBA, Júlia. Autogestão exige profissional organizado e chefe desapegado.  Folha de São Paulo, 23 de junho de 2018. D3)
	
	
	
	Alusão
	
	
	Interrogação
	
	
	Divisão
	
	
	Definição
	
	
	 Declaração inicial
	
Explicação:
O autor declara uma opinião por meio de uma frase afirmativa ou negativa. Serve para vários tipos de texto, mas é usualmente encontrada em textos argumentativos.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Na paráfrase, as palavras são mudadas, porém, a ideia do texto é confirmada pelo novo texto. Na frase: " Pegue o relatório e mude a frase que eu destaquei" ao ser parafraseada ficará:
	
	
	
	Segure o relatório e meça a frase que eu sublinhei.
	
	
	Busque o relatório e transforme a frase que eu pedi.
	
	
	Segure o relatório e faça o que eu mandei.
	
	
	Apanhe o relatório e modifique a frase que eu marquei.
	
	
	Apanhe o relatório e busque corrigir o que mandei.
		1.
		- Não tinha medo o tal João de Santo Cristo Era o que todos diziam quando ele se perdeu Deixou pra trás todo o marasmo da fazenda Só pra sentir no seu sangue o ódio que Jesus lhe deu Quando criança só pensava em ser bandido Ainda mais quando com um tiro de soldado o pai morreu Era o terror da sertania onde morava E na escola até o professor com ele aprendeu Ia pra igreja só prá roubar o dinheiro Que as velhinhas colocavam na caixinha do altar Sentia mesmo que era mesmo diferente Sentia que aquilo ali não era o seu lugar Ele queria sair para ver o mar E as coisas que ele via na televisão Juntou dinheiro para poder viajar De escolha própria, escolheu a solidão ...
A letra da música Faroeste Caboclo, da banda Legião Urbana, é um exemplo de tipologia textual
	
	
	
	Expositiva.
	
	
	Descritiva.
	
	
	Argumentativa.
	
	
	Injuntiva.
	
	
	Narrativa.
	
	
	 
		
	
		2.
		´´Com a Copa do Mundo de 2018 que acontece na Rússia, o encontro cultural entre países mostra as muitas peculiaridades que a Europa Oriental manifesta quando comparada aos países ocidentais, como o Brasil. Entre essas expressões está o alfabeto cirílico, utilizado pelo idioma russo e mais outros cinco países.
(Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/11790/alfabeto-russo-conheca-o-alfabeto-cirilico. Acesso em 10 jul 2018)
Em relação ao tópico frasal do parágrafo acima, podemos classificá-lo como um modelo de tópico frasal por:
	
	
	
	Divisão.
	
	
	Declaração inicial.
	
	
	Alusão-Citação.
	
	
	Enumeração.
	
	
	Interrogação. 
	
Explicação:
No tópico frasal por declaração inicial, afirma-se ou nega-se  algo sobre o tema, ou seja, realiza-se uma declaração.
 
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Leia as frases abaixo, que são tópicos frasais de artigos e cartas publicados em jornais brasileiros recentemente:
1)       Os números da violência em nossa sociedade expõem o que vemos todos os dias nas ruas: os bandidos estão soltos por aí.
2)       Chama-se sociedade a um conjunto de pessoas que vivem juntas, numa localidade, obedecendo às mesmas normas jurídicas, morais e éticas.
3)       A polícia deve agir de dois modos: na prevenção do crime e na repressão aos criminosos.
4)       A partir do que é exposto todos os dias em nossos jornais, cabe uma pergunta: Será que perdemos a luta contra a violência?
5)       Diz o bom ditado: quem com ferro fere, com ferro será ferido.
Marque a opção em que os tópicos frasais foram classificados correta e respectivamente:
	
	
	
	Declaração inicial, Definição, Divisão, Interrogação e Citação/Alusão.
	
	
	Citação/Alusão, Declaração inicial, Definição, Interrogação e Divisão.
	
	
	Citação/Alusão, Declaração inicial, Divisão, Interrogação e Definição.
	
	
	Interrogação, Definição, Alusão/ Citação, Declaração inicial e Divisão.
	
	
	Declaração inicial, Definição, Alusão/Citação, Interrogação e Divisão.
	
	
	 
		
	
		4.
		Haia, 9 set (EFE).- O museu Van Gogh de Amsterdã anunciou nesta segunda-feira, após dois anos de pesquisa, a descoberta de um quadro até agora desconhecido do autor de "Os Girassóis", que data de 1888 e representa uma paisagem com árvores e arbustos.
O título da tela, descobertoem um coleção privada, é "Pôr do Sol em Montmajour" e inscreve-se na época na qual Vincent Van Gogh (1853-1890) pintou seus conhecidos quadros florais.
O diretor da pinacoteca, Axel Rüger, disse à imprensa que "uma descoberta desta magnitude nunca aconteceu na história deste museu. É uma raridade que se possa acrescentar uma nova pintura à obra de Van Gogh".
O autor da notícia utilizou as palavras do diretor da pinacoteca para confirmar a informação. O jornalista usou o conceito
	
	
	
	Argumentalidade.
	
	
	Intertextualidade.
	
	
	Hipertextualidade.
	
	
	Interpessoalidade.
	
	
	Pessoalidade.
	
	
	 
		
	
		5.
		´´Contudo, mesmo que o cão americano ancestral tenha sido extinto, algo dele sobrou? Não há um consenso entre os cientistas, mas muitos acreditam que certos tons de pelo dos lobos norte-americanos sejam resultado do cruzamento, em tempos remotos, com esses canídeos.
(Disponível em https://g1.globo.com/natureza/noticia/os-primeiros-caes-das-americas-que-desapareceram-com-a-chegada-dos-europeus.ghtml. Acesso em 10 jul 2018)
Em relação ao tópico frasal do parágrafo acima, podemos classificá-lo como um modelo de tópico frasal por:
	
	
	
	Divisão.
	
	
	Interrogação. 
	
	
	Definição.
	
	
	Alusão-Citação.
	
	
	Declaração inicial.
	
Explicação:
No tópico frasal por interrogação, o autor quer aguçar a curiosidade do leitor acerca do tratamento dado a um determinado tema, mediante uma pergunta.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Sobre os tipos de tópicos frasais, podemos afirmar que:
	
	
	
	Na interrogação, o autor inicia o assunto mediante uma pergunta para chamar a atenção do leitor para o tema.
	
	
	Na definição, o autor começa o parágrafo dividindo o assunto, indicando como será tratado em seu desenvolvimento.
	
	
	Na declaração inicial, o autor define algo, delimitando o seu significado dentro de um campo semântico.
	
	
	Na divisão, o autor faz referência a um fato histórico, às palavras de outra pessoa ou usa um exemplo.
	
	
	Na citação, o autor inicia com a declaração de uma opinião por meio de uma frase afirmativa ou negativa.
	
Explicação:
A interrogação é um tipo de tópico frasal em que o autor quer aguçar a curiosidade do leitor acerca do tratamento dado a um determinado tema, mediante uma pergunta.
 
	
	
	
	 
		
	
		7.
		A organização do texto em parágrafos é:
	
	
	
	opcional, já que, independente da organização em parágrafos, o leitor precisa somente captar as ideias principais do texto para acompanhar como o texto foi desenvolvido.
	
	
	simbólica, pois o leitor detecta todas as ideias do texto, independente da organização e de como o texto foi desenvolvido.
	
	
	indiferente, tendo em vista que o leitor precisa somente captar as ideias principais do texto para acompanhar como o texto foi desenvolvido.
	
	
	independente, pois seja lá qual for a organização do texto, o leitor será capaz de captar as ideias principais do texto para acompanhar como o texto foi desenvolvido.
	
	
	importante, pois permite que o leitor detecte as ideias principais do texto e acompanhe como foram desenvolvidas em seus diferentes estágios.
	
Explicação:
A organização do texto é importante para ajudar o leitor a acompanhar as informações que são transmitidas.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		"A corrupção é assunto corriqueiro nos jornais. Todos os dias, os veículos de comunicação apresentam fatos que expõem essa face terrível da nossa política. De tanto lermos notícias da má conduta de muitos nossos representantes no executivo e no legislativo, acabamos por achar normal essa conduta" O tópico frasal deste parágrafo é por:
	
	
	
	Interrogação.
	
	
	Definição.
	
	
	Divisão.
	
	
	Declaração inicial.
	
	
	Alusão.
		1.
		Ao observar uma placa com palavras e símbolos, podemos afirmar que
	
	
	
	temos o contexto não verbal, pois temos também símbolos.
	
	
	temos somente o contexto verbal, pois temos símbolos.
	
	
	temos o contexto misto, pois temos o contexto não verbal.
	
	
	temos o contexto misto, pois temos palavras e símbolos.
	
	
	temos somente o contexto verbal, pois temos palavras.
	
Explicação:
Se temos na placa os dois contextos (verbal e não verbal) associados, já que ela possui símbolos e texto, chamamos este caso de contexto misto.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Analise as assertivas a seguir e, depois, marque a alternativa correta.
I. A narração é um tipo de texto em que se conta um fato, fictício ou não, que ocorreu em um determinado tempo e lugar.
II. A argumentação é um tipo de texto pelo qual o emissor da mensagem tenta convencer o ouvinte/leitor. O texto argumentativo defende uma ideia específica.
III. A exposição é um tipo de texto que apresenta uma ideia, uma reflexão, um conhecimento, uma explicação sobre um objeto (pessoa, fato, circunstância).
	
	
	
	Apenas a assertiva III está correta.
	
	
	Apenas a assertiva II está correta.
	
	
	Apenas a assertiva I está correta.
	
	
	As assertivas II e III estão corretas.
	
	
	Todas as assertivas estão corretas.
	
Explicação:
As tipologias textuais apresentadas estão descritas em I, II e III de forma correta.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Sobre a diferença entre gêneros e tipologias textuais, pode-se dizer que
	
	
	
	os gêneros textuais são infinitos e não-associados às situações comunicativas de uma sociedade, ao passo que as tipologias textuais são limitadas e fixas. Os gêneros textuais constroem as tipologias textuais.
	
	
	os gêneros textuais são finitos e não-associados às situações comunicativas de uma sociedade, e as tipologias textuais são ilimitadas e fixas. As tipologias textuais não constroem os gêneros textuais.
	
	
	os gêneros textuais são finitos e associados às situações comunicativas de uma sociedade, ao passo que as tipologias textuais são limitadas e fixas. Os gêneros textuais constroem as tipologias textuais.
	
	
	os gêneros textuais são infinitos e associados às situações comunicativas de uma sociedade, e as tipologias textuais são ilimitadas e fixas. As tipologias textuais não constroem os gêneros textuais.
	
	
	os gêneros textuais são infinitos e associados às situações comunicativas de uma sociedade, ao passo que as tipologias textuais são limitadas e fixas. As tipologias textuais constroem os gêneros textuais.
	
	
	 
		
	
		4.
		Analise as assertivas a seguir e, depois, marque a alternativa correta.
I. A narração é um tipo de texto em que se conta um fato, fictício ou não, que ocorreu em um determinado tempo e lugar.
II. A argumentação é um tipo de texto pelo qual o emissor da mensagem tenta convencer o ouvinte/leitor. O texto argumentativo defende uma ideia específica.
III. A exposição é um tipo de texto que apresenta uma ideia, uma reflexão, um conhecimento, uma explicação sobre um objeto (pessoa, fato, circunstância).
	
	
	
	As assertivas II e III estão corretas.
	
	
	Apenas a assertiva II está correta.
	
	
	Apenas a assertiva I está correta.
	
	
	Apenas a assertiva III está correta.
	
	
	Todas as assertivas estão corretas.
	
Explicação:
As tipologias textuais apresentadas estão descritas em I, II e III de forma correta.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		__________________ é um gênero textual dissertativo-expositivo onde há o intuito de oferecer informações sobre algo, buscando sempre agir e influenciar o leitor apresentado, na maioria das vezes, mensagens que despertam as emoções e a sensibilidade do mesmo.
	
	
	
	Crônica.
	
	
	Crítica.
	
	
	Poema
	
	
	Propaganda.
	
	
	Conto.
	
	
	 
		
	
		6.
		São as cinco tipologias textuais:
	
	
	
	Formais, informais, coerentes, incoerentes e persuasivos.
	
	
	Narrativo, argumentativo, negativo, afirmativo e alusivo.
	
	
	Narração, argumentação, exposição, descrição e injunção.
	
	
	Nenhuma das alternativas acima.
	
	
	Alusão, citação, afirmativo, negativo e frasal.
	
	
	 
		
	
		7.
		Receita de pizza
Ingredientes:
1 xícara (chá) de leite1 ovo
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de margarina
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
1/2 lata de molho de tomate
Modo de preparo
1. No liquidificador, bata o leite, o ovo, o sal, o açúcar, a margarina, a farinha de trigo e o fermento em pó até que tudo esteja incorporado.
2. Despeje a massa em uma assadeira para pizza, untada com margarina e leve ao forno preaquecido por 20 minutos.
3. Retire do forno e despeje o molho de tomate.
4. Cubra a massa com mussarela ralada, tomate e orégano a gosto.
5. Leve novamente ao forno até derreter a mussarela.
O texto acima é um exemplo de:
	
	
	
	Exposição.
	
	
	Argumentação.
	
	
	Narração.
	
	
	Descrição.
	
	
	Injunção.
	
Explicação:
A receita é considerada uma injunção por determinar, indicar, orientar como se realiza uma ação.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Leia o texto a seguir.
´´Manual de instruções, manual de uso ou guia de uso é um livro, folheto ou arquivo informático que ensina a operar um equipamento, um objeto, um software ou uma ferramenta que geralmente vem em Inglês, por ser uma língua muito popular. Muitas vezes o manual vem com imagens, para não só ilustrá-lo, como ajudar na compreensão, pois nem todos sabem ler em inglês, chinês ou outras línguas.
Exemplos:
1.        Abra o pacote corretamente.
2.       Aperte o botão de iniciar
3.       Pressione a tecla ¿x¿
4.       Selecione o jogo
5.       E  jogue a vontade.
(Disponível em http://osgenerostextuais.blogspot.com/2013/05/manual-de-instrucoes.html.Acesso em 12 jul 2018))
 
Que tipo de texto encontramos em um manual de instruções?
	
	
	
	Argumentação.
	
	
	Exposição.
	
	
	Narração.
	
	
	Injunção.
	
	
	Descrição.     
	
Explicação:
. A injunção é uma tipologia textual que se caracteriza por determinar, indicar, orientar como se realiza uma ação.Temos como exemplos de textos injuntivos as questões de prova, as receitas culinárias, os manuais de instrução, algumas propagandas, instruções de jogos etc.
		1.
		Ao observar uma placa com palavras e símbolos, podemos afirmar que
	
	
	
	temos o contexto não verbal, pois temos também símbolos.
	
	
	temos o contexto misto, pois temos palavras e símbolos.
	
	
	temos somente o contexto verbal, pois temos palavras.
	
	
	temos o contexto misto, pois temos o contexto não verbal.
	
	
	temos somente o contexto verbal, pois temos símbolos.
	
Explicação:
Se temos na placa os dois contextos (verbal e não verbal) associados, já que ela possui símbolos e texto, chamamos este caso de contexto misto.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		O tipo de texto é limitado, pois se refere à estrutura composicional da língua.
De forma geral, temos cinco tipos textuais, são eles:
	
	
	
	exposição, dissertação, narração, coerência e coesão
	
	
	argumentação, dissertação, paráfrase, parágrafo e resumo
	
	
	semântica, sintático, pragmático, estilístico e contextual
	
	
	descrição, narração, resenha, argumentação e parágrafo
	
	
	narração, argumentação, exposição, descrição e injunção
	
Explicação:
O tipo de texto é limitado, pois se refere à estrutura composicional da língua.
De forma geral, temos cinco tipos textuais, são eles: narração, argumentação, exposição, descrição e injunção.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Leia as características dos gêneros textuais e marque a alternativa que correlaciona cada uma delas:
1.Linguagem com fins estéticos.
2. Possibilita a presença de outros gêneros, como memorando.
3. Associação entre texto e imagem.
4. Seu objetivo principal é a informação.
	
	
	
	1.poesia; 2.e-mail; 3.notícia; 4.carta.
	
	
	1.carta; 2.notícia; 3.charge; 4.e-mail.
	
	
	1.poesia; 2.e-mail; 3.charge; 4.notícia.
	
	
	1.carta; 2.e-mail; 3.charge; 4.notícia.
	
	
	1.poesia; 2.carta; 3.charge; 4.notícia.
	
Explicação:
A letra C correlaciona corretamente os gêneros textuais e suas características.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Leia as características dos gêneros textuais e marque a alternativa que correlaciona cada uma delas:
1.Linguagem com fins estéticos.
2. Possibilita a presença de outros gêneros, como memorando.
3. Associação entre texto e imagem.
4. Seu objetivo principal é a informação.
	
	
	
	1.poesia; 2.e-mail; 3.charge; 4.notícia.
	
	
	1.poesia; 2.carta; 3.charge; 4.notícia.
	
	
	1.carta; 2.e-mail; 3.charge; 4.notícia.
	
	
	1.poesia; 2.e-mail; 3.notícia; 4.carta.
	
	
	1.carta; 2.notícia; 3.charge; 4.e-mail.
	
Explicação:
A letra C correlaciona corretamente os gêneros textuais e suas características.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Leia o texto abaixo.
INGREDIENTES
125 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
3/4 xícara de açúcar
1/2 xícara de açúcar mascavo
1 ovo
1 3/4 xícara de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
300 g de chocolate meio amargo picado
1 colher (chá) de essência de baunilha
Para fazer cookie de chocolate acrescentar 1/4 xícara de chocolate em pó
MODO DE PREPARO
Misturar a manteiga, açúcar mascavo, açúcar, essência de baunilha e chocolate em pó (se for fazer cookie com base de chocolate)
Adicionar o ovo batido aos poucos e misturar bem
Adicionar a farinha aos poucos e ir misturando bem
Pode ser na mão ou na batedeira planetária
Por último adicionar o fermento e misturar só para incorporá-lo à massa
Depois da massa bem misturada, adicionar o chocolate picado
Formar bolinhas pequenas e assar em forno pré-aquecido, sobre papel manteiga por aproximadamente 15 a 20 minutos no forno à 250°
As bolinhas podem ser pequenas pois os cookies se espalham no forno
O tempo de forno depende e tem que cuidar para não queimar embaixo
Tendo como base o conceito de tipologia textual, pode-se dize que a tipologia predominante no parágrafo apresentado é
	
	
	
	Narração
	
	
	Descrição
	
	
	Argumentação
	
	
	Injunção
	
	
	Exposição
	
Explicação:
A injunção é uma tipologia textual que se caracteriza por determinar, indicar, orientar como se realiza uma ação.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Identifique o tipo textual do parágrafo abaixo;
.¿Moro no terceiro andar e o vizinho do quarto andar é uma pessoa que não em nenhuma educação nem civilidade. Faz barulho durante todo o dia, seja de manhã, tarde da noite e de madrugada. Resolvi aceitar essa situação devido a minha idade, 83 anos, pois uma discussão com a moradora seria uma ¿baixaria¿ sem limite.Todavia, agora, ela instalou um aparelho de ar condicionado que faz um barulho insuportável. O que devo fazer?¿ ( Cartas. Morar bem. Jornal O Globo, 24 de junho de 2018, p. 3. Adaptado)
	
	
	
	Injunção
	
	
	Descrição
	
	
	Exposição
	
	
	Argumentação
	
	
	Narração
	
Explicação:
A narração é um tipo de texto em que se conta um fato, fictício ou não, que ocorreu em um determinado tempo e lugar, envolvendo certos personagens.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Embalagens usadas e resíduos devem ser descartados adequadamente
 Todos os meses são recolhidas das rodovias brasileiras centenas de milhares de toneladas de lixo. Só nos 22,9 mil quilômetros das rodovias paulistas são 41,5 mil toneladas. O hábito de descartar embalagens, garrafas, papéis e bitucas de cigarro pelas rodovias persiste e tem aumentado nos últimos anos. O problema é que o lixo acumulado na rodovia, além de prejudicar o meio ambiente, pode impedir o escoamento da água, contribuir para as enchentes, provocar incêndios, atrapalhar o trânsito e até causar acidentes. Além dos perigos que o lixo representa para os motoristas, o material descartado poderia ser devolvido para a cadeia produtiva. Ou seja, o papel que está sobrando nas rodovias poderia ter melhor destino. Isso também vale para os plásticos inservíveis, que poderiam se transformar em sacos de lixo, baldes, cabides e até acessórios para os carros.
(Disponível em: www.girodasestradas.com.br. Acesso em: 31 jan. 2019)
Os gêneros textuais correspondem a certos padrões de composição de texto, determinados pelo contexto em que são produzidos, pelo público a que elesse destinam, por sua finalidade. Pela leitura do texto apresentado, reconhece-se que sua função é :
	
	
	
	divulgar a quantidade de produtos reciclados retirados das rodovias brasileiras.
	
	
	conscientizar sobre a necessidade de preservação ambiental e de segurança nas rodovias.
	
	
	apresentar dados estatísticos sobre a reciclagem no país.
	
	
	revelar os altos índices de acidentes nas rodovias brasileiras poluídas nos últimos anos.
	
	
	alertar sobre os riscos da falta de sustentabilidade do mercado de recicláveis.
	
Explicação:
Comentário:    Embora o  ponto  funções da linguagem  não  tenha  seja explícito na  questão,  o  estudante deve  observar  alguns  trechos  do  enunciado, tais como: contexto, público alvo e finalidade. A partir dessas informações, reconhecemos que a função do gênero textual é conscientizar o leitor / receptor do texto sobre a necessidade de preservação ambiental e de segurança nas rodovias.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Sobre gêneros textuais, é incorreto afirmar que
	
	
	
	O e-mail não possibilita a presença de outros gêneros.
	
	
	A publicidade é um gênero em que há o uso da linguagem para convencimento.
	
	
	Na charge, há associação entre o texto e imagens.
	
	
	Atualmente, a forma mais utilizada de transmissão da carta é o e-mail.
	
	
	Na notícia, o objetivo principal é a informação.
	
Explicação:
O e-mail tem como característica a possibilidade da presença de vários outros gêneros, como cartas, bilhete, memorando, propaganda, informativo etc.
		1.
		Na produção de uma carta comercial, é preciso estar atento a alguns aspectos. O exemplo abaixo ilustra o fechamento de uma carta comercial.
Para confirmar essa proposta, solicito a confirmação do aceite do contrato pelo telefone (21) 7777-9877.
Fico no aguardo.
Att.,
(Assinatura)
(Nome completo)
(Cargo)
Pode-se dizer que há problemas:
I- no fecho da carta, tendo em vista o uso da expressão cristalizada "Fico no aguardo" como encerramento;
II- na forma de abreviar "atenciosamente";
III- na apresentação da assinatura;
IV- na indicação do nome e do cargo.
Estão corretos apenas os comentários:
	
	
	
	I, II e III
	
	
	I e II
	
	
	III e IV
	
	
	II e III
	
	
	II, III e IV
	
Explicação:
A abreviatura correta para atenciosamente é at.te. Por isso, na dúvida, utilize "atenciosamente", por extenso. Expressões cristalizadas não devem ser utilizadas.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Marque a opção que melhor ordena as etapas de preparação do texto de uma carta comercial:
	
	
	
	Definição clara do tema (assunto); Levantamento do histórico do assunto; Redação da(s) frase(s) - núcleo; Redação de ideias secundárias; Montagem do rascunho; Análise crítica do rascunho.
	
	
	Definição clara do tema (assunto); Levantamento do histórico do assunto; Redação de ideias secundárias; Redação da(s) frase(s) - núcleo; Montagem do rascunho; Análise crítica do rascunho.
	
	
	Definição clara do tema (assunto); Levantamento do histórico do assunto; Redação da(s) frase(s) - núcleo; Redação de ideias secundárias; Análise crítica do rascunho; Montagem do rascunho.
	
	
	Levantamento do histórico do assunto; Definição clara do tema (assunto); Redação da(s) frase(s) - núcleo; Redação de ideias secundárias; Análise crítica do rascunho; Montagem do rascunho.
	
	
	Definição clara do tema (assunto); Levantamento do histórico do assunto; Redação da(s) frase(s) - núcleo; Montagem do rascunho; Redação de ideias secundárias; Análise crítica do rascunho.
	
Explicação:
Como o desenvolvimento de uma carta comercial é mais complexo que a abertura e o desfecho, é mais fácil adotar um procedimento que permita atingir com eficiência o objetivo. Esse procedimento inclui: Definição clara do tema (assunto); Levantamento do histórico do assunto; Redação da(s) frase(s) - núcleo; Redação de ideias secundárias; Montagem do rascunho; Análise crítica do rascunho.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		"_________ e ________ são modalidades de comunicação oficial praticamente idênticas. A única diferença entre eles é que o ________ é expedido exclusivamente por Ministros de Estado, para autoridades de mesma hierarquia e o ________ é expedido para e pelas demais autoridades."
As palavras que completam o trecho acima de forma correta são, respectivamente
	
	
	
	Carta/aviso/carta/aviso.
	
	
	Ofício/carta/ofício/carta.
	
	
	Aviso/ofício/aviso/ofício.
	
	
	Memorando/ofício/memorando/ofício.
	
	
	Aviso/ofício/ofício/aviso.
	
Explicação:
O aviso é uma modalidade expedida exclusivamente por Ministros de Estado, para autoridades de mesma hierarquia e o ofício é expedido para e pelas demais autoridades. Carta e memorando são documentos que possuem outras finalidades.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Sobre carta comercial, é incorreto afirmar que:
	
	
	
	A Carta comercial, ou empresarial, há séculos impulsiona negócios e direciona riquezas.
	
	
	A redação de uma carta comercial deve levar em consideração o que e como dizer.
	
	
	A carta comercial possibilita a comunicação diária entre empresários.
	
	
	É usada como meio de comunicação formal ou informal, entre empresas ou pessoas.
	
	
	A carta comercial é um documento de correspondência externa.
	
Explicação:
A carta comercial é um meio de comunicação formal, entre duas empresas ou uma empresa e uma pessoa.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Sobre carta comercial, é incorreto afirmar que:
	
	
	
	A redação de uma carta comercial deve levar em consideração o que e como dizer.
	
	
	É usada como meio de comunicação formal ou informal, entre empresas ou pessoas.
	
	
	A carta comercial possibilita a comunicação diária entre empresários.
	
	
	A Carta comercial, ou empresarial, há séculos impulsiona negócios e direciona riquezas.
	
	
	A carta comercial é um documento de correspondência externa.
	
Explicação:
A carta comercial é um meio de comunicação formal, entre duas empresas ou uma empresa e uma pessoa.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		É um documento de correspondência externa usado como meio de comunicação formal entre duas empresas ou uma empresa e uma pessoa (ou vice-versa), cujo conteúdo se relaciona a assuntos comerciais e/ou financeiros de interesse de uma ou ambas as partes envolvidas. Traz redação de boa qualidade e leva em consideração dois aspectos essenciais: o que dizer e como dizer. A definição pertence à redação administrativa ou técnica chamada de
	
	
	
	Ofício.
	
	
	Carta Circular.
	
	
	Memorando.
	
	
	Carta Comercial.
	
	
	Parecer Técnico.
	
	
	 
		
	
		7.
		Sobre o uso de "Cordialmente" e "Respeitosamente", em cartas comerciais, pode-se dizer que
I- "Cordialmente" deve ser utilizado quando o produtor do texto ou a empresa em que ele trabalha se veja em situações desvantajosas, ou seja, quando for destinada a autoridades de hierarquia superior;
II- Deve-se sempre colocar a vírgula após o "Cordialmente", mas nunca a use após o "Respeitosamente".
III- "Respeitosamente" é usado em cartas formais dirigidas a pessoas que recebam o tratamento "Vossa Excelência", como Presidente da República, Senadores, Deputados, Embaixadores etc.
IV- "Cordialmente" e "Respeitosamente" são formas educadas e apropriadas para o fecho de cartas comerciais.
Estão corretos apenas os comentários:
	
	
	
	II e IV
	
	
	I, II e III
	
	
	II e III
	
	
	I, II e IV
	
	
	I, II, III e IV
	
Explicação:
Deve-se também sempre usar a vírgula após o "Respeitosamente".
	
	
	
	 
		
	
		8.
		 
Assinale a opção que NÃO completa adequadamente a frase abaixo:
São recursos valiosos para a construção de um texto claro, objetivo.... 
	
	
	
	Dar preferência  à  ordem direta ( sujeito , verbo, complemento).
	
	
	Fugir do lugar comum. 
	
	
	Escolher palavras adequadas ao contexto.
 
	
	
	Ter  à mão   um modelo de redação a ser seguido em qualquer situação, para qualquer público.
	
	
	Manter a concisão, economizar palavras  sem cortar a informação essencial.
	
Explicação:

Outros materiais