A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
AV_2 CURSO MDS

Pré-visualização | Página 1 de 3

No Brasil, o sistema de proteção social esteve associado inicialmente à lógica do seguro social contributivo. Este sistema foi impulsionado a partir da Constituição Federal de 1988 (CF-88), com a instalação da Seguridade Social, composta pelas políticas de Saúde, Assistência Social e Previdência Social. Atualmente, o sistema de proteção social adotado pelo Brasil pode ser considerado:
Escolha uma:
a. Modelo integralmente contributivo, baseado na lógica do seguro social (bismarckiano).
b.  Modelo de proteção social integralmente não-contributivo, porém focalizado, nas políticas de Saúde e Assistência Social.
c. Modelo de proteção social não-contributivo e focalizado, baseado na lógica alemã (bismarckiana)
d. Modelo de proteção social contributivo não-universal para a Saúde e Assistência Social.
e. Modelo de proteção social híbrido, baseado em políticas não-contributivas universais (inspirado no modelo beveridgiano), em conjunto com políticas contributivas de previdência social (bismarckiano). 
Feedback
Sua resposta está correta.
O sistema de proteção social brasileiro até a Constituição Federal de 1988, contava com o seguro social contributivo, via CAP (Caixa de Aposentadorias e Pensões), depois os IAPs (Institutos de Aposentadorias e Pensões) e mais tarde o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), ou seja, só tinha direito o trabalhador com carteira de trabalho assinada.  Após a Constituição Federal/88, houve a inclusão das políticas de Assistência Social (não contributiva e universal) e Saúde (não contributivo + seguros privados).
A resposta correta é: Modelo de proteção social híbrido, baseado em políticas não-contributivas universais (inspirado no modelo beveridgiano), em conjunto com políticas contributivas de previdência social (bismarckiano)..
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
A Lei nº 8.742/1993 - Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), alterada pela Lei nº 12453/2011, em seu artigo primeiro, define que a assistência social é um direito do cidadão e um dever do Estado, sendo uma Política de Seguridade Social não-contributiva, com o objetivo de prover os mínimos sociais, garantindo assim, o atendimento às necessidades básicas, através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade. Desta forma, entende-se que a assistência social é:
Escolha uma:
a.
um apoio dado as famílias pobres cadastradas como beneficiárias do Programa Bolsa Família que estão em situação de extrema pobreza e vivenciam situações de risco e vulnerabilidade. 
b.
Um conjunto de projetos sociais desenvolvidos para os mínimos sociais por ONGs que são financiadas pelo Estado, devendo atingir metas de superação da pobreza tendo como foco as famílias em vulnerabilidade social.  
c.
Uma ajuda pontual dada aos mais necessitados, tais como as cestas básicas e apoios financeiros, doados por entidades religiosas e ONGs de caridade.
d.
Um direito social assegurado pelo Estado para todos(as) os(as) cidadãos(as)que dela necessitarem  articulado com a família e a sociedade, por meio da garantia de ofertas (Programas, projetos, benefícios e serviços socioassistenciais) que garantam seguranças sociais a populações em situação de risco e vulnerabilidade. 
e.
Um conjunto de ações de caridade realizadas pela sociedade civil de modo pontual voltadas exclusivamente aos mais pobres em situação de risco e vulnerabilidade social.
Feedback
Sua resposta está correta.
E um equívoco resumir o entendimento da Assistência Social como uma política apenas voltada para os pobres ou com ações assistencialistas pontuais. Trata-se, portanto, de um direito universal que deve ser garantido pelo Estado a todas as pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social (inclusive os pobres), tendo caráter continuado em suas ofertas de benefícios, programas, projetos e serviços socioassistenciais.  
A resposta correta é:
Um direito social assegurado pelo Estado para todos(as) os(as) cidadãos(as)que dela necessitarem  articulado com a família e a sociedade, por meio da garantia de ofertas (Programas, projetos, benefícios e serviços socioassistenciais) que garantam seguranças sociais a populações em situação de risco e vulnerabilidade..
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
O SUAS é um sistema público não-contributivo, descentralizado e participativo, envolvendo a União, Estados, Distrito Federal e Municípios, que organiza um conjunto de serviços, programas, projetos e benefícios para garantir as seguranças de acolhida, de renda, de convivência, de fortalecimento de vínculos e marcando, desta forma, uma evolução importante, no sentido da responsabilização estatal pela universalização da garantia de direitos de cidadania à proteção social (BRASIL, 2004, 2005). A seguir são apresentados algumas das bases conceituais que norteiam os princípios e diretrizes do SUAS e seus respectivos sentidos:
	Transparência
	Resposta 1 
	Territorialização
	Resposta 2 
	Controle social
	Resposta 3 
	Matricialidade sociofamiliar
	Resposta 4 
	Participação
	Resposta 5 
Feedback
Sua resposta está correta.
A resposta correta é: 
Transparência
 – possibilidade da sociedade, por meio de informações, colaborar no controle das ações de seus governantes, com intuito de checar se os recursos públicos estão sendo usados como deveriam., 
Territorialização
 – reconhecimento da heterogeneidade dos espaços em que a população se assenta e vive, bem como o respeito cultural aos seus valores, referências e hábitos com o entendimento da “identificação das efetivas condições de vida”., 
Controle social
 – possibilidade dos(as) cidadãos(ãs) fiscalizarem a ação do Estado exigindo que o governo preste contas sobre o uso dos recursos públicos e suas ações., 
Matricialidade sociofamiliar
 – reconhecimento da capacidade protetiva da família e dos fatores de risco que podem estar relacionados ao contexto familiar e territorial que a ameaça., 
Participação
 – diálogo entre a sociedade e o governo no processo decisório das políticas públicas..
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
A Lei nº 12.435/2011 inclui entre os objetivos da Política de Assistência Social no SUAS:
Escolha uma:
a. Proteção social aos mais pobres, controle social, transparência
b. Controle social e vigilância socioassistencial
c. Vigilância dos mais vulneráveis e financiamento público
d. Proteção social, vigilância socioassistencial, defesa e garantia de direitos 
e. Segurança de renda, proteção social, oferta de trabalho
Feedback
Sua resposta está correta.
A Política de Assistência Social tem como objetivos: PROTEÇÃO SOCIAL às famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social, de risco social, de violação de direitos e de violência, por meio da oferta integrada de serviços, benefícios, programa e projetos socioassistenciais; VIGILÂNCIA SOCIOASSISTENCIAL que visa analisar nos territórios a ocorrência de vulnerabilidades/riscos sociais/violação de direitos/violência e a capacidade protetiva das famílias e indivíduos; DEFESA DE DIREITOS que visa garantir o pleno acesso aos direitos no conjunto das provisões socioassistenciais. A segurança de renda está entre as seguranças afianças pela PNAS. A proteção social deve ser universal e não apenas aos mais pobres, embora esses preponderem nas demandas do SUAS. O controle social e a transparência são diretrizes, assim como o financiamento público.
A resposta correta é: Proteção social, vigilância socioassistencial, defesa e garantia de direitos.
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão
A PNAS/2004 optou pelo enfoque nas seguranças socioassistenciais em vez de nos públicos-alvo. Enumere seguranças aos indivíduos e famílias, de acordo com suas respectivas definições, faça a associação correta:
	Segurança do desenvolvimento da autonomia individual, familiar e social
	Resposta 1 
	Segurança de acolhida
	Resposta 2 
	Segurança social de renda
	Resposta 3 
	Segurança do convívio ou da vivência familiar, comunitária e social
	Resposta

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.