A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Av História da Mídia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação:
9,0
	Nota Partic.:
	Nota SIA:
10,0 pts
	 
		
	HISTÓRIA DA MÍDIA
	 
	 
	 1.
	Ref.: 242774
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	Em sentido amplo, o termo comunicação designa:
		
	
	arte da locução
	
	estado atual da linguagem
	
	produção de um bem cultural
	
	ato de falar bem
	 
	ação de pôr em comum as diferenças
	
	
	 2.
	Ref.: 613549
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	No que tange aos recursos técnicos e básicos para o surgimento do jornal, devemos considerar a importância de alguns meios como uma relação de possibilidade ao produto final. Marque a opção que apresenta dois desses ?
		
	
	gazetas e rádios
	
	filmes e músicas
	
	livros e filmes
	
	livros e cinema
	 
	gazetas e livros
	
	
	 3.
	Ref.: 77191
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	O jornal Correio Braziliense mantinha os brasileiros informados sobre o que acontecia no mundo chamando a atenção do público para os ideais liberais. Suas páginas traziam críticas às autoridades portuguesas, aos monopólios e à administração pública. O Correio Braziliense defendia a monarquia constitucional inglesa como um modelo de governo mais eficiente para o Brasil. Com base nas informações acima, marque a opção que apresenta o fato da história política brasileira no qual a participação do Correio Braziliense se fez marcante:
		
	
	Descobrimento do Brasil
	 
	Proclamação da Independência do Brasil
	
	Campanha "Diretas Já""
	
	Proclamação da República do Brasil
	
	Golpe Militar de 1964
	
	
	 4.
	Ref.: 612202
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	O uso da propaganda nos regimes nazistas pode ser sintetizado na figura de Joseph Goebbels. Segundo ele...
		
	 
	Uma mentira cem vezes dita, torna-se verdade
	
	Quem tem boca vai à Roma
	
	A propaganda é alma do negócio
	
	Uma imagem vale mais que mil palavras
	
	Quem não se comunica, se trumbica
	
	
	 5.
	Ref.: 269434
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	A era da reprodução técnica conceituada por Benjamin a partir da fotografia não conseguia cor de início. O custo era elevado, mas se conseguia algo que se buscava há muito tempo. A que se tentava encontrar?
		
	
	A xilogravura
	 
	Um real perfeito
	
	O cinema digital
	
	O telejornal
	
	A imagem de síntese
	
	
	 6.
	Ref.: 620909
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	"O cinema é a realidade 24 quadros por segundo". Neste sentido, as projeções de simulacros, representações falsas do real, ou mesmo cópia da cópia imperfeita do mundo sensível, feita de imagens e pseudo-conceitos, seja lá o que for, fazem parte do cinema. Este pensamento é atribuído a:
		
	 
	Jean Luc Godard
	
	Fernando Meirelles
	
	Woody Allen
	
	Cacá Diegues
	
	Steven Spielberg
	
	
	 7.
	Ref.: 1017242
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	Aponte a alternativa que apresenta o conceito CORRETO de webrádio:
		
	
	Rádio comercial com músicas disponibilizadas na rede.
	
	Rádio montada pela pelo ouvinte em sites especializadas com o spotify,
	
	Rádio exclusivamente informativo, com a oferta de notícias em programas via streaming.
	 
	É o serviço de transmissão de áudio via web por streaming (fluxo de mídia). Gera-se áudio em tempo real para o ouvinte que pelo computador acompanha a transmissão.
	
	Rádio convencional ofertada via internet, com possibilidades finitas de divulgação
	
	
	 8.
	Ref.: 23879
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	A propaganda brasileira retrata vários aspectos sociais e influencia a criação de hábitos cotidianos e novos comportamentos. A década de 40 foi marcada pela forte influência da propaganda norte- americana. São características desse período:
I. Chegada de agências estrangeiras ao Brasil.
II. A produção de jingles.
III. O uso de garoto propaganda nos comerciais de TV.
IV. Uso da fotografia nos anúncios impressos.
 Assinale a opção CORRETA:
		
	
	Apenas as opções III e IV estão corretas.
	
	Apenas as opções II e III estão corretas.
	
	Apenas as opções I e II estão corretas.
	
	Apenas as opções I, III e IV estão corretas.
	 
	Apenas as opções I, II e IV estão corretas.
	
	
	 9.
	Ref.: 600783
	Pontos: 1,00  / 1,00
	
	É impossível não pensar os dilemas das novas mídias sem entender fenômenos como o YouTube, a Wikipedia e as redes sociais. Para o estudioso de história da mídia, ferramentas como essa lançam importante luz para discutirmos os meios. Nesse sentido, temas como a individualidade e o coletivismo se transformam em comparação a outros meios como o livro e o jornal impresso. Marque a opção CORRETA a respeito desse tema:
		
	 
	O livro trouxe a ideia de individualidade, a internet e as novas mídias nos trazem a ideia de volta do coletivo.
	
	O livro trouxe a ideia de coletividade, a internet e as novas mídias e o jornal impresso nos trazem a ideia de volta do indivíduo.
	
	O livro trouxe a ideia de coletividade, a internet e as novas mídias não nos trazem a ideia de volta do indivíduo.
	
	O livro trouxe a ideia de coletividade, a internet e as novas mídias nos trazem a ideia de volta do indivíduo.
	
	O jornal trouxe a ideia de coletividade, a internet e as novas mídias nos trazem a ideia de volta do indivíduo.
	
	
	 10.
	Ref.: 1016381
	Pontos: 0,00  / 1,00
	
	Ao transferir para a imprensa os debates de ideias, criou-se a noção moderna de espaço público como aquilo que está à margem do domínio das relações familiares e da intimidade das pessoas dos interesses particulares. A inserção de mais pessoas nesses debates, e não apenas os letrados ou os versados em política, acabou por trazer problemas para a coerência dos discursos políticos, já que a discussão deixou de ser para um círculo fechado e passou a ser aberta a quem quer que se interessasse pelo assunto. Sobre o texto acima é possível afirmar que:
		
	 
	O surgimento da internet rompeu a mediação da informação, antes nas mãos da mídia, ampliando os discursos e a pluralidade de vozes no espaço público.
	
	O surgimento da TV criou um espaço público no qual o telespectador passou a formatar um discurso coerente sob o âmbito político e econômico.
	
	OI surgimento do rádio possibilitou que todos os ouvintes pudessem emitir opiniões sobre os temas tratados, de forma rápida e direta.
	 
	O surgimento da internet concentrou na imprensa o papel de mediador da informação, anexando a este discurso o senso comum das pessoas.
	
	Desde a prensa de Gutemberg, as pessoas tem se afastado do debate público devido a elitização dos espaços públicos.