A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
DESENHO MECANICO - Cortes E Seções

Pré-visualização | Página 1 de 1

Cortes e Seções
Desenho Mecânico
Agenda
• Generalidades
• Definição e aplicações
• Tipos de cortes
• Regras para traçado de uma vista em corte
• Seções
• Exercício
Desenho Mecânico
Introdução
• Prezados alunos,
• Para uma leitura correta de um desenho é
necessário que sua representação também esteja
correta. Um dos pontos é evitar arestas invisíveis
principalmente na vista frontal. Esse conteúdo trata
de cortes e seções, um recurso para facilitar a
leitura e evitar arestas invisíveis.
Que todos tenham um aprendizado com 
muito ENTUSIASMO.
Desenho Mecânico
Observe o desenho
Desenho Mecânico
Agora observe essa nova 
representação
Desenho Mecânico
Esse novo desenho, qual a sua opinião?
Desenho Mecânico
Essa nova representação, é melhor?
Desenho Mecânico
Agora observe esse desenho
Desenho Mecânico
Observe esse novo desenho
Desenho Mecânico
Conceito e definição
• Cortar quer dizer dividir, secionar, separar partes de um
todo. Corte È um recurso utilizado em diversas áreas do
ensino, para facilitar o estudo do interior dos objetos.
Definição:
• Recurso utilizado em desenho técnico para mostrar 
elementos internos de modelos complexos com maior 
clareza: trata-se da representação em corte. As 
representações em corte são normalizadas pela ABNT, 
por meio da norma NBR 10.067 /1987.
Desenho Mecânico
Generalidades
• Os cortes ou seções são evidenciados através de 
hachuras, conforme a NBR 12298.
• A disposição dos cortes ou seções segue a mesma
disposição das vistas.
• Quando a localização de um plano de corte for clara, não 
há necessidade de indicação da sua posição e 
identificação.
• Nos cortes, no sentido longitudinal, não são hachurados: 
dentes de engrenagem; parafusos; porcas; eixos; raios de 
roda; nervuras; pinos; arruelas; contrapinos; rebites; 
chavetas; volantes; manípulos.
Desenho Mecânico
Elementos do corte
Para melhor entendimento é importante 
conhecer os elementos do corte, sendo:
• Linha de corte
• Identificação do corte
• Hachuras
Desenho Mecânico
Linha de corte
• Linha resultado da intercessão entre o plano de corte e o objeto.
• Quando a localização não for clara, ou quando for necessário
distinguir entre vários planos de corte, a posição do plano de corte
deve ser indicada por meio de linha estreita-traço-ponto, larga nas
extremidades e na mudança de direção, conforme a NBR 8403. O
plano de corte deve ser identificado por letra maiúscula e o sentido
de observação por meio de setas
• Sua representação está conforme imagens abaixo:
Desenho Mecânico
Identificação do corte
• O corte deverá ser identificado na vista que recebeu as hachuras.
• Dependendo do corte, não há necessidade de sua identificação.
Desenho Mecânico
Hachuras
As hachuras são utilizadas para representar materiais. A representação está
conforme figura abaixo:
Hachuras – NBR 12298
Hachuras – NBR 12298
Hachuras – NBR 12298
Hachuras – NBR 12298
Hachuras – NBR 12298
Desenho Mecânico
Tipos de Corte
• Corte Total
• Corte com desvio
• Meio corte
• Corte parcial
• Omissão de corte
Desenho Mecânico
Corte Total
A peça é cortada em toda a sua extensão por um plano de corte
Desenho Mecânico
Corte com desvio
A peça é cortada em toda a sua extensão por mais de um plano de
corte, dependendo da sua forma particular e dos detalhes a serem
mostrados
Desenho Mecânico
Meio corte
A metade da representação da peça é mostrada em corte, permanecendo 
a outra metade em vista. Este tipo de corte é peculiar às peças simétricas
Desenho Mecânico
Corte parcial
Apenas uma parte da peça é cortada para focalizar um detalhe, delimitando-se
por uma linha contínua estreita à mão livre ou por uma linha estreita em zigue-
zague, conforme a NBR 8403
Desenho Mecânico
Omissão de corte
Omissão quer dizer falta, ausência. Nas representações com omissão de corte, as hachuras
são parcialmente omitidas.
Note que, embora a nervura seja
uma parte maciça, ela foi
representada no desenho sem
hachuras. Na vista em corte, as
hachuras da nervura foram
omitidas.
Apenas alguns elementos devem ser representados com omissão de corte,
quando secionados longitudinalmente. Esses elementos são indicados pela
ABNT (NBR 10.067/1987).
Dentre os elementos que devem ser representados com omissão de corte 
destacam-se: nervuras, orelhas, braços de polias, dentes e 
braços de engrenagens.
Exemplos de Omissão de Corte
Desenho Mecânico
• São casos típicos onde se aplica em rodas, polias, perfis laminados, 
ganchos eixos, etc.
• O objetivo principal é conhecer o perfil dos componentes
• Seção é a superfície que resulta da intersecção da peça com um 
plano de corte e que se representa tracejada e limitada por uma linha 
contínua fina
• São extremamente úteis para definir a forma de diversas zonas dos 
objetos como: nervuras, braços de tambores e volantes, perfis 
metálicos e peças prismáticas maciças
Seções
Desenho Mecânico
Seções
• Seções rebatidas dentro e fora das vistas
• O contorno da seção dentro da própria vista é
traçado com linha contínua estreita, conforme a
NBR 8403
Desenho Mecânico
Seções
• O contorno da seção deslocada é traçado com linha contínua larga.
A seção deslocada pode ser posicionada:
a) próxima à vista e ligada a ela por meio de linha estreita-traço-ponto, 
conforme a NBR 8403 b) numa posição diferente; neste caso, é 
identificada de maneira convencional.
Desenho Mecânico
Seções
As seções podem ser sucessivas como nos exemplos mostrados nas 
figuras abaixo.
Desenho Mecânico
Seções