Tese de Mestrado
129 pág.

Tese de Mestrado


DisciplinaPsicologia e Instituições22 materiais126 seguidores
Pré-visualização42 páginas
In: Revista Brasileira de Ciências Criminais (IBCRIM) ano 7, nº 28, de 
dezembro de 1999. 
______. Exame Criminológico. In: Execução Penal: estudos e pareceres. RAUTER, 
9C. et al (Org.). Rio de Janeiro: Lumen Juris, 1995. 
LAMPREIA, C. O percurso de uma vida dedicada ao conhecimento. Rio de Janeiro, 
2002. Disponível em: www.psi.puc-rio.br/LampreiaPercurso.html. Acesso em: 26 mai. 
2011. 
127 
 
LOBO, L. F. Um papel para o psicólogo hoje? In: Revista do Departamento de 
Psicologia da UFF, vol.9, nº 2-3, 1997. 
LOPES, C. Esquizofrenia. Rio de Janeiro: Atlantida, 1934. 
MACIEL, A. Foucault e a Clínica Psicanalítica. Curso ministrado na SPID (Org. 
COUTINHO, A.). Rio de Janeiro: 2009/2010/2011. 
MACHADO, R. Ciência e Saber. A trajetória da arqueologia de Foucault. Rio de 
Janeiro: Graal, 1981. 
______. Por uma genealogia do poder. In: Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 
1979. 
MANDALARI, L. La Degenerazione nella pazzia e nella criminalità. Torini: Fratelli 
Bocca, 1901. 
MARCÃO, R. Lei de Execução Penal. Anotada e Interpretada. Rio de Janeiro: Lumen 
Juris, 2006. 
MARCONDES, D. Iniciação à História da Filosofia. Dos pré-socráticos a 
Wittgenstein. Rio de Janeiro: Zahar, 1997. 
______. Filosofia, Linguagem e Comunicação. São Paulo: Cortez, 2000. 
MARTINS, J. S. A sociedade vista do abismo: novos estudos sobre a exclusão, 
pobreza e classes sociais. Petrópolis: Vozes, 2002. 
MATTOS, V. Trem de doido: o direito penal & a psiquiatria de mãos dadas. Belo 
Horizonte: UNA, 1999. 
NARDI, H. C.; SILVA, R. N. Ética e Subjetivação: as técnicas de si e os jogos de 
verdade contemporâneos. In: GUARESCHI, N.M.F.; HÜNING, S. M. et al. Foucault e 
a Psicologia. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009. 
PASSETI, E. Loucura e transtornos: políticas normalizadoras. In: O mesmo e o outro. 
50 anos de História da loucura. VII Colóquio Internacional Michel Foucault. São 
Paulo: PUC/SP, 2011. 
PELBART, P. P. A Nau do Tempo-Rei. 7 Ensaios sobre o Tempo da Loucura. Rio de 
Janeiro: Imago, 1993. 
PERELMUTTER, D. Historia Oral, Memória e Subjetividade. In: 1º Encontro das 
Ações Educativas em Museus da cidade de São Paulo. São Paulo, 2006. 
______. A história oral e a trama sensível da subjetividade. Dissertação de Mestrado em 
Psicologia Clínica. Pontifícia Universidade de São Paulo, 1997 (mimeo). 
POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. In: Estudos Históricos. Rio de 
Janeiro, vol. 2, nº 3, 1989. 
128 
 
______. A história oral e a trama sensível da subjetividade. Dissertação de Mestrado 
em Psicologia Clínica. PUC/São Paulo: 1997. 
______. Biopolítica e Biopotência no coração do Império. In: Multitudes, nº 9, 2002. 
PORTELLI, A. A Filosofia e os Fatos. Narração, interpretação e significado nas 
memórias e nas fontes orais. In: Revista Tempo, Rio de Janeiro, vol. 1, nº 2, 1996. 
______. O que faz a história oral diferente. In: Projeto História, São Paulo, nº 14, 
fevereiro/1997a. 
RAUTER, C. Criminologia e subjetividade no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2003. 
______. Manicômios, Prisões, Reformas e Neoliberalismo. In: Discursos sediciosos. 
Rio de Janeiro, vol. 1, nº. 3, 1997. 
ROCHA, S. P. V. Tornar-se quem se é: educação como formação, educação como 
transformação. In: FEITOSA, C. (Org.). Nietzsche e os gregos. São Paulo: DP&A, 
2006. 
RODRIGUES, H. B. C. No rastro dos \u201cCavalos do Diabo\u201d. Tese de Doutoramento em 
Psicologia, USP, 2002. 
______. Sejamos realistas, tentemos o impossível! Desencaminhando a Psicologia 
através da Análise Institucional. In: JACÓ-VILELA A. M.; FERREIRA A. A. L.; 
PORTUGAL F. T. (Org.). História da psicologia \u2013 rumos e percursos. Rio de Janeiro: 
Nau Editora, 2006. 
ROSE, N. Como se deve fazer a história do eu? In: Physis: Revista de Saúde Coletiva. 
Rio de Janeiro, vol.20, nº 1, 2010. 
SALLES, W. Relembrando Alberto Granado. Artigo publicado no Jornal O Globo 
em 27/03/2011. 
SZASZ, T. A fabricação da loucura. Rio de Janeiro: Zahar, 1978. 
______. Ideologia e doença mental. Rio de Janeiro: Zahar, 1980. 
______. A Escravidão Psiquiátrica. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. 
THOMPSON, A. F. G. A questão penitenciária. Petrópolis: Vozes, 1976. 
THOMPSON, P. A voz do passado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. 
VEYNE, P. Foucault revoluciona a história. In: Como se escreve a história. Brasília: 
UNB, 1990. 
______. Un arqueólogo escéptico. In: El Infrecuentable Michel Foucault. Buenos 
Aires: Letra Viva, 2004. 
129 
 
______. O último Foucault e sua moral (1985). Disponível em: 
dc220.4shared.com/doc/pJblK-_I/preview.html. Acesso em: 04 mai. 2012. Tradução de 
Le dernier Foucault et sa morale em Critique, Paris, Vol. XLIL, nº 471-472, p. 
933-941, 1985, por Wanderson Flor do Nascimento. 
VILELA, E. Corpos inabitáveis, errância, filosofia e memória. In: Habitantes de 
Babel. Políticas e poéticas da diferença. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. 
ZAFFARONI, E. R. Criminologia: Aproximación desde un margen. Bogotá: Temis, 
1993.