274_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

274_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia1.933 materiais34.593 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
260
1.2 - Velocidade do vento.
O módulo da velocidade do vento é normalmente expresso em metros por segundo (m s-1),
em quilômetros por hora (km h-1), ou em knots (kt). Um knot (pronuncia-se nó) corresponde a uma
milha náutica (1852 m) por hora. A correspondência entre essas unidades é, portanto:
1 k = 0,514 m s-1
1 m s-1 = 1,944 kt
1.3 - Rajadas.
A velocidade do vento à superfície varia bastante com o tempo e se caracteriza por inten-
sas oscilações (Fig. VII.1) cuja rapidez e amplitude estão relacionadas com o estado de agitação
do ar, que constitui a turbulência. Essa agitação denuncia a passagem, pelo local de observação,
de turbilhões (vórtices, ou redemoinhos) de diferentes tamanhos e será abordada oportunamente.
A uma variação brusca na velocidade do vento chama-se rajada. Em geral, a rajada é
acompanhada por uma variação, igualmente brusca, na direção. O vento à superfície normal-
mente apresenta rajadas. Por isso mesmo, as observações do vento à superfície, destinadas a
fins climatológicos ou sinóticos (previsão do tempo) devem referir-se aos valores médios corres-
pondentes a um intervalo de dez minutos. 
u 
 m
 s
 -1
w
 m
 s
 -1
t 
o c
4
6
-1
0
1
16
17
18
0 10 20 30 40 s
Fig. VII.1 - Flutuações da componente horizontal (u) e vertical (w) da velocidade do ar,
comparadas com a variação da temperatura (t), conforme observações feitas à
superfície, durante 40 segundos, por Ibbetson (1981).