sistemas de governos
13 pág.

sistemas de governos


DisciplinaCiência Política I25.541 materiais536.705 seguidores
Pré-visualização4 páginas
comerciais e a não interferência dos estados no mercado;
No entanto, a partir 1920 o mercado internacional, principalmente o americano, começou a declinar graças a superprodução.
Em 1929 o mundo capitalista enfrentou sua primeira grande crise graças a saturação do mercado internacional;
Os pilares do capitalismo foram abalados:
Livre comércio;
Não interferência do Estado;
Para se superar a crise foi necessária a intervenção do Estado;
Diante da crise do capitalismo duas tendências políticas se desenvolveram n Europa:
O Socialismo;
O Nazi- Fascismo;
O Socialismo.
A maior expressão do Socialismo foi o Stalinismo.
O Socialismo foi inspirado nos movimentos operários e nas teorias do filosofo Karl Marx;
Constituiu no século XIX a maior resistência e critica ao capitalismo liberal e a Democracia;
Os grandes princípios do Socialismo foram inspirados por:
1º. Desejo de revolução social;
2º. O apego a doutrina marxista;
3º. A defesa da ditadura do proletariado;
Os Socialistas combatiam os ideais do capitalismo liberal e da democracia, pois, afirmavam que se tratava de ideais da burguesia e criavam uma profunda desigualdade social;
O Socialismo Stalinista levou a Rússia ao mais sombrio regime totalitário a partir de 1928. 
O Nazi-fascismo.
Como consequência da Primeira Guerra Mundial e causa para a Segunda Guerra Mundial, estruturou-se na Europa um fenômeno político chamado de \u201cNazi-fascimo\u201d.
Tratou-se de um movimento essencialmente:
Nacionalista;
Antidemocrático;
Antioperário;
Antiliberal;
Anti- socialista;
A doutrina Nazi -fascista destacava basicamente os seguintes pontos:
1º. Totalitarismo: princípio que afirma que nada pode estar acima do Estado, fora do Estado e contra o Estado.
2º. Nacionalismo: a nação representa a mais alta forma de sociedade. 
3º. Autoritarismo: via-se a autoridade do líder de forma indiscutível.
4º. Militarismo: a força militar como autodefesa do Estado.
5º. Romantismo Patriótico: sacrifício pela pátria.
e.1. O Fascismo Italiano;
A palavra \u201cfascismo\u201d vem do italiano \u201cFascio\u201d, que traduzindo para o português temos o correspondente Feixe. Dá a ideia de unidade e força.
Em 1919, na cidade de Milão, Benitto Mussolini fundou o \u201cPartido Fascista\u201d e fundou uma milícia armada denominada \u201cCamisas Negras\u201d.
Atacando os comunistas socialistas, este partido ganhou a simpatia da elite italiana e da classe média;
Os efeitos negativos da guerra e a crise econômica fizeram com que o Fascismo ganhassem força por toda a Itália, pois este trazia consigo um sentimento nacionalista, de orgulho pela pátria e promessa de restruturação nacional.
Em 1921, graças a continua desmoralização do partido do governo socialista, os fascistas conseguiram eleger o maior número de membros no Parlamento;
Em 1922, graças a crise instaurada no Parlamento italiano, Mussolini tomou o poder;
Neste ano, mais de cinquenta mil soldados que militavam a favor de Mussolini, marcharam em direção à Roma e o rei Vitor Emanuel III cedendo à pressão deu ao líder fascista o poder de reorganizar o Estado;
Em 1925 Mussolini tornou-se o \u201cDuce\u201d, ou seja, o condutor supremo da Itália, consolidando o Estado Totalitário Fascista;
Houve a supressão da liberdade de imprensa entre outras medidas extremistas;
Em 1929, após a continua desconfiança por parte da Igreja (que assim como o fascismo criticava o liberalismo democrático econômico e o socialismo) o clero italiano resolveu dá a Mussolini um voto de confiança. Disto se arrependeria mais tarde;
Também em 1929 foi assinado o Tratado de Lateranno, aonde o Estado da Itália reconhecia o Estado do Vaticano.
Por um tempo, o fascismo parecia trazer soluções à Itália, devolvendo a esta uma economia forte e um desenvolvimento industrial animando as classes burguesas;
e.2. O Nazismo Alemão;
As razões que contribuíram para o êxito nazista na Alemanha são similares às do fascismo na Itália;
Quanto ao nazismo alemão tem que se acrescentar:
A humilhação da derrota na Primeira Guerra Mundial;
As imposições do Tratado de Versalhes.
Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
 Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. 
Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França.
 Em 10 de janeiro de 1920, a recém-criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.
Algumas exigências impostas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes:
1º	Reconhecimento da independência da Áustria;
2º. Devolução dos territórios da Alsácia-Lorena à França;
3º. Devolução à Polônia das províncias de Posen e Prússia Ocidental;
4º. As cidades alemãs de Malmedy e Eupen passariam para o controle daBélgica;
5º. A província do Sarre passaria para o controle da Liga das Nações por 15 anos;
6º. A região da Sonderjutlândia deveria ser devolvida à Dinamarca
7º. Pagamento aos países vencedores, principalmente França e Inglaterra, uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. Este valor foi estabelecido em 269 bilhões de marcos.
8º. Proibição de funcionamento da aeronáutica alemã (Luftwaffe)
9º. A Alemanha deveria ter seu exército reduzido para, no máximo, cem mil soldados;
10º. Proibição da fabricação de tanques e armamentos pesados;
11º. Redução da marinha alemã para 15 mil marinheiros, seis navios de guerra e seis cruzadores;
Consequências:
As fortes imposições do Tratado de Versalhes à Alemanha, fez nascer neste país um sentimento de revanchismo e revolta entre a população. 
A indenização absurda enterrou de vez a economia alemã, já abalada pela guerra. 
As décadas de 1920 e 1930 foram marcadas por forte crise moral e econômica na Alemanha (inflação, desemprego, desvalorização do marco). 
Terreno fértil para o surgimento e crescimento do nazismo que levaria a Alemanha para um outro conflito armado, a Segunda Guerra Mundial. 
Com o final da guerra, o regime dos Kaisers alemães foi substituído pela República de Weimar (1918 \u2013 1933) que foi marcada pela crise econômica;
Em 1923 a França invade a Alemanha como represaria ao não pagamento das taxas e indenizações;
O Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães fundado em 1919 na cidade de Munique, de cunho totalitário inspirado no Fascismo italiano, ganhava cada vez mais a simpatia dos alemães;
Com forte apelo ao \u201cNacionalismo\u201d o nazismo despontava como a esperança da Alemanha;
Este pregava amor à pátria, criação de um Estado forte e hostilizava os estrangeiros;
O partido nazista contava com o apoio de uma polícia própria denominada \u201cSeções de Assalto (SA)\u201d, conhecidos como: \u201cos camisas pardas\u201d.
Em 1920 Adolf Hitler já era o responsável pela propaganda do partido e mudou o nome para Partido Operário Alemão Nacional-Socialista;
Em 1923, diante do agravamento da situação socioeconômica e da ineficiência da República de Weimar, Hitler e seus seguidores em uma cervejaria de Munique proclamou o fim da Republica, e embora fossem todos presos, ganharam apoio Nacional;
Na prisão Hitler escreveu um livro , \u201cMein Kampf\u201d , onde ele desenvolveu os fundamentos do nazismo:
A ideia pseudocientífica da raça arina;
O nacionalismo como sentimento maior;
O totalitarismo como forma de governo;
O anticomunismo;
O espaço vital \u2013 território indispensável ao desenvolvimento alemão;
De 1923 a 1929 o nazismo não tinha grande expressão até a quebra da boça de Nova York;
Todos, inclusive a elite alemã começaram a ver no nazismo uma proposta de salvação nacional;
Em 1932 Hitler foi eleito chanceler da Alemanha, portanto, aquele que comandaria o Estado;
Aos poucos, reprimindo o parlamento e os partidos opositores, ele foi instalando uma ditadura totalitária;
A nazificação alemã completou-se com o armamentismo e o militarismo, que reativou a indústria bélica e o desenvolvimento econômico.
A partir da expansão territorial e da absurda perseguição aos judeus, a politica