304_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

304_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia1.908 materiais33.912 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
290
Vgr = \u23d0f\u23d0R/2 \u2013 { f 2 R2/4 \u2013 (R/\u3c1)(\u2206p/\u2206n)Z }1/2
Ce
Co
P
Ce
Co
P
Ce
Co
P
CeCo
P
E Q U A D O R
Ce
Co P
CeCo
P
Ce
Co P
Ce
Co P
ANÔMALA ANÔMALA
ANÔMALAANÔMALA
Fig. VII.15 - Diversas situações de equilíbrio entre as componentes horizontais das forças do
gradiente de pressão (P), de Coriolis (Co) e centrífuga (Ce). As configurações
anômalas correspondem às circunferências interrompidas.
2ª alternativa: R > 0 e (\u2206p/\u2206n)z < 0.
Neste caso a pressão diminui no sentido positivo de R (sentido de N
v
) o que corresponde a
dizer que há uma área de baixa pressão no centro. Sendo R positivo, a circulação deve se pro-
cessar no sentido anti-horário. Trata-se, portanto de um centro de baixa pressão com circulação