A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
77 pág.
Slides de Aula I fraudes e auditorias

Pré-visualização | Página 1 de 6

Profa. Ma. Valdice Pólvora
UNIDADE I
Auditoria e Investigações 
sobre Fraudes
 Será abordado os conceitos fundamentais de uma ação de auditoria ou investigação 
corporativa. Veremos as definições que diferenciam o erro, a irregularidade e a fraude, e a 
importância das investigações internas. 
O que vamos abordar nesta unidade?
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2017/10/31/09/55/fingerprint-
2904774__340.jpg
SECURITY
 A auditoria e a investigação são ações complementares. 
Em tese, o sistema deve ser implantado com a seguinte ideia:
Conceitos iniciais
AUDITORIA
• Identificar 
irregularidades, 
como as fraudes.
FRAUDE
• Ocorra entre o 
período de uma 
auditoria e outra.
INVESTIGAÇÃO
 A auditoria contábil é um procedimento conduzido, normalmente, por contadores ou 
auditores fiscais que tem por objetivo verificar os apontamentos contábeis, tais como o 
patrimônio líquido, ativos e passivos. Ou seja, todos os lançamentos originados no 
faturamento da empresa, a sua movimentação financeira, enfim, tudo o que se relaciona aos 
aspectos financeiros.
Auditoria contábil
Fonte: https://cdn.pixabay.com/photo/2019/05/09/10/52/audit-4190944__340.jpg
 Etimologicamente, a palavra “auditoria” tem a sua origem no verbo latino audire, que significa 
“ouvir”, e que conduziu à criação da palavra “auditor” (do latim auditore) como sendo aquele 
que ouve (DEZEN JUNIOR; BEDUSCHI; BORÇATO, 2018).
 As auditorias podem ser realizadas com o objetivo de verificar quaisquer irregularidades ou 
não conformidades nas organizações, ou podem ser realizadas com a finalidade contábil. 
Conceito de auditoria
Fonte: https://cdn.pixabay.com/photo/2019/05/08/20/15/audit-
4189560__340.jpg
AUDIT
 Normalmente, é conduzida por contadores ou auditores fiscais. 
Mas, outros profissionais podem participar das auditorias em geral: 
 Profissionais que podem complementar a atuação de contadores e/ou auditores fiscais; 
 Os profissionais podem ser das áreas administrativa, tecnológica e de segurança, 
dentre outras.
 Um trabalho de auditoria pode ser feito por uma equipe multidisciplinar: de acordo com as 
características da empresa ou da atividade a ser auditada, os profissionais de várias áreas, 
inclusive operacionais, podem ser fundamentais.
Quem pode participar das auditorias contábeis?
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2018/07/07/09/3
3/financial-3521844__340.jpg
As auditorias podem ser:
 Podem ser realizadas por profissionais da própria empresa ou por organizações externas; 
 Normalmente, as auditorias externas são promovidas porque o trabalho dos auditores não é 
influenciado por aqueles que trabalham na própria organização, gerando maior credibilidade; 
 Podem ser exigidas por investidores, financiadores ou por parceiros internacionais. 
Tipos de auditorias
INTERNAS EXTERNAS
É obrigatória a auditoria externa ou independente, em algumas situações. Por exemplo, para 
organizações caracterizadas pela Lei 11.638, de 28/12/2007 (BRASIL, 2007):
 Art. 3º Aplicam-se às sociedades de grande porte, ainda que 
não constituídas sob a forma de sociedades por ações, as 
disposições da Lei n. 6.404, de 15 de dezembro de 1976, 
sobre a escrituração, e a elaboração de demonstrações 
financeiras e a obrigatoriedade de auditoria independente por 
auditor registrado na Comissão de Valores Mobiliários;
 Parágrafo único. Considera-se de grande porte, para os fins 
exclusivos desta Lei, a sociedade ou o conjunto de sociedades 
sob controle comum que tiver, no exercício social anterior, 
ativo total superior a R$ 240.000.000,00 (duzentos e quarenta 
milhões de reais) ou receita bruta anual superior a R$ 
300.000.000,00 (trezentos milhões de reais).
Auditoria externa
Lei 11.638, de 28/12/2007 
 Há outras situações em que a auditoria externa ou independente, pode ser obrigatória ou 
recomendada. 
 Esse tipo de auditoria pode ser demandado pelo Ministério 
Público Estadual quando do velamento das fundações, ou 
exigido de forma obrigatória em se tratando 
das OSCIPs quando celebram os termos de parceria em valor 
acima de R$ 600.000,00, ou quando entidades portadoras do 
CEBAS* registram receita anual em um montante superior a 
R$ 3.600.000,00, até o ano de 2017, e R$ 4.800.000,00, a 
partir de 2018 (APF, 2017).
 *Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência 
Social.
Auditoria externa ou independente
NO TERCEIRO SETOR
 Tanto as auditorias quanto as investigações podem contemplar a interação de vários setores 
da organização. 
O objetivo é fazer com que a empresa tenha o seu desempenho otimizado nos mais 
diversos aspectos:
Auditorias e investigações
ADMINISTRATIVO
PATRIMONIAL
TÉCNICO
FINANCEIRO
ECONÔMICO
ÉTICO
O aspecto administrativo contribui para a redução de:
Aspecto administrativo
INEFICIÊNCIA
NEGLIGÊNCIA
INCAPACIDADE
IMPROBIDADE
EMPREGADOS E ADMINISTRADORES
 O aspecto patrimonial, possibilita melhor controle dos bens, direitos e obrigações que 
constituem o patrimônio.
 Patrimônio como “o conjunto de bens, direitos e obrigações, avaliável em moeda, e 
pertencente a uma pessoa física ou jurídica”.
 O Balanço Patrimonial é uma demonstração que evidencia todo o patrimônio de uma 
entidade em um determinado momento, ou seja, ela vai mostrar todos OS BENS, OS 
DIREITOS E AS OBRIGAÇÕES numa certa data.
Aspecto patrimonial
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2016
/03/05/20/00/accountant-
1238598__340.jpg
 O aspecto técnico, contribui para a mais adequada utilização das contas, maior eficiência dos 
serviços contábeis, maior precisão das informações, e a garantia de que a escrituração e as 
demonstrações contábeis foram elaboradas, de acordo com os princípios e as normas 
de Contabilidade.
Aspecto técnico
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2019/01/17/19/27/
data-3938447__340.jpg
 O aspecto financeiro, resguarda créditos de terceiros – fornecedores e financiadores – contra 
as possíveis fraudes e dilapidações do patrimônio, permitindo maior controle dos recursos 
para fazer face a esses compromissos.
Aspecto financeiro
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2015/09/20/18/31/coins-
948603__340.jpg
 O aspecto econômico assegura maior exatidão dos custos e veracidade dos resultados, na 
defesa do interesse dos investidores e titulares do patrimônio.
Aspecto econômico
Fonte: 
https://cdn.pixabay.com/photo/2018/03/08/06/17/financial
-3207895__340.jpg
 Sob o aspecto ético, ele examina a moralidade do ato praticado, pois o registro poderá estar 
tecnicamente elaborado e o fato, legalmente comprovado, porém o ato da administração 
poderá ser moralmente indefensável, cabendo à auditoria apontá-lo para o julgamento dos 
titulares do patrimônio ou de seus credores (MOURA; SILVA, 2004).
Aspecto ético
Fonte: https://cdn.pixabay.com/photo/2016/11/29/11/45/business-
1869266__340.png
Os objetivos da auditoria e das investigações são realizadas considerando alguns aspectos. 
A contribuição para a redução de ineficiência, negligência, incapacidade, e improbidade de 
empregados e administradores, refere-se ao aspecto:
a) Ético.
b) Financeiro.
c) Administrativo.
d) Patrimonial.
e) Técnico.
Interatividade
Os objetivos da auditoria e das investigações são realizadas considerando alguns aspectos. 
A contribuição para a redução de ineficiência, negligência, incapacidade, e improbidade de 
empregados e administradores, refere-se ao aspecto:
a) Ético.
b) Financeiro.
c) Administrativo.
d) Patrimonial.
e) Técnico.
Resposta
A investigação tem a ver com a identificação de:
Identificação da motivação da ocorrência de uma possível fraude: 
Ocorreu alguma irregularidade operacional?
Ocorreu algum erro não intencional?
Ocorreu um ato intencional e doloso?
Por que a ocorrência analisada não foi interrompida durante o seu curso? 
Faltou fiscalização? 
Não era possível fiscalizar antes? 
Há a possibilidade de prevenir novas ocorrências do mesmo tipo?

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.