A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
evolução

Pré-visualização | Página 1 de 1

Evolução 
POPULAÇÃO OU ESPÉCIE E SOFRE TRANSFORMAÇÕES HEREDITÁRIAS MUDANDO SUA CONSTITUIÇÃO GÊNICA
‘descendência com modificações’
LAMARCKISMOS
TRANSFORMAÇÕES DEPENDEM DA LEI DO USO E DESUSO E A LEI DA HERANÇA DOS CARACTÉRES ADIQUIRIDOS
‘o ambiente modifica’
DARWINISMO
DIVERSIDADES SURGIRAM DE ESPÉCIES ANCESTRAIS POR ACÚMULO DAS ADAPTAÇÕES PELA SELEÇÃO NATURAL
‘o ambiente seleciona’
- Alfred Russel Wallace
NEODARWINISMO
SELEÇÃO NATURAL +
EXPLICA A VARIABILIDADE GENÉTICA:
mutações + reprodução assexuada com segregação independente
MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS ESTRUTURAIS
	DELEÇÃO: perde segmento
	INVERSÃO: quebra e insere de forma invertida
	DUPLICAÇÃO E DELEÇÃO: homólogos quebras e trocam seguimentos
	TRANSLOCAÇÃO RECÍPROCA: não homólogos trocam seguimentos
MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS NUMÉRICAS
	EUPLOIDIA: variação multipla de n
haploidia – n
triploidia – 3n
tetraploidia – 4n
	ANEUPLOIDIA: variação não multipla n
nulissomia – 2n-2 (falta 2)
monossomia – 2n-1(falta 1)
trissomia – 2n+1 (sobra 1)
tetassomia – 2n+2 (sobra 2)
-são resultado da não disjunção cromossômica na divisão celular
ESPECIAÇÃO
SE REPRODUZEM GERANDO PROLE FÉTIL
	ALOPÁTICA: com isolamento geográfico
	SIMPÁTRICA= sem isolamento geográfico
	ANAGÊNESE = mesma linhagem ao longo do tempo
	CLADOGÊNESE = segrega populações
	ISOLAMENTO GEOGRÁFICO = diferentes pressões seletivas acentuam diferenças genéticas
	ISOLAMENTO REPRODUTIVO =
PRÉ-ZIGÓTICO = diferenças corpotamentais, barreiras mecânicas, diferente amadurecimento dos órgãos 
PÓS-ZIGÓTICO = inviabilidade/morte prematura do híbrido, esterelidade do híbrido, hibrído fértil com descendência infértil
-vigor híbrido/ heterose: híbrido mais forte
SÍNDROMES
	DE DOWN = trissomia 21 – 47/xx/xy
	DE TURNER = monossomia x, nulissomia y – 45/xo
	DE KINERFELTER = trissomia x – 47/xxy
	DO TRIPLO X/SUPERFÊMEA = trissomia x – 47/xxx
	DO DUPLO Y/SUPERHOMEM = trissomia y – 47/xyy
EVIDEÊNCIAS EVOLUTIVAS
ESTUDO COMPARATIVO
FÓSSEIS
SEMELHANÇAS
	ÓRGÃO HOMÓLOGOS = mesma origem embrionária, e sememlhanças anatômicas
- funções diferentes pela adaptação ao meio
	ÓRGÃOS ANÁLOGOS/ HOMOPLASIAS = mesma função 
 - surgem por convergências evolutivas
EVOLUÇÃO DAS POPULAÇÕES
	HARDY-WEINBERG: população ideal p( fA) + q (fa) = 1
 p2 (fAA) + 2pq (fAa) + q2 (faa)= 1
	DERIVA GENÉTICA: eventos aleatórios, não seletivos, podem causar flutuações imprevistas nas sequências genéticas de uma geração para outra
	EFEITO FUNDADOR: caso extremo de deriva genética, migra, funda nova população e cresce
TIPOS DE SELEÇÃO NATURAL
https://1.bp.blogspot.com/-bvPjpgpHdO8/XYKzmPqYgUI/AAAAAAAAJ_8/QDHINsUHh74bVPA9aFTPNEEK0Vw_5tueQCLcBGAsYHQ/s1600/20776847_1918387215077483_5378246373464730787_o.png