Criando uma Zona Secundária e uma Zona de Stub
4 pág.

Criando uma Zona Secundária e uma Zona de Stub


DisciplinaAdm. de Sist. Operacionais Proprietários6 materiais37 seguidores
Pré-visualização1 página
Criando uma Zona Secundária e uma Zona de Stub
Escrito por JBarata em 27 de março de 2009Deixe um comentário (2)Ir para comentários
Olá Pessoal!
Este tutorial é a continuação da série DNS. No anterior aprendemos a instalar o serviço DNS e a criar uma zona primária direta. Neste aprenderemos a criar uma zona secundária e uma zona de stub.
Mãos à obra!
1) Criando uma Zona Secundária:
O procedimento de criação é semelhante à da zona primária, visto anteriormente. As alterações serão feitas na zona secundária, que será uma cópia da zona primária. Toda vez que a zona primária for atualizada, a zona secundária também o será. A replicação é incremental, ou seja, somente as alterações serão atualizadas na zona secundária. As zonas secundárias também poderão ser consultadas pelos clientes.
- Abra o console DNS, localizado em Ferramentas Administrativas, ou pelo comando dnsmgmt.msc e expanda a árvore clicando no sinal de mais (+) ao lado do nome do servidor;
- Selecione a opção Zonas de pesquisa direta, clique com o botão direito e clique na opção Nova zona. Vai aparecer o assistente de nova zona e clique em avançar;
- Nesta opção, clique em Zona secundária e em Avançar;
- Na opção Nome da zona, digite o mesmo nome da zona primária, que neste nosso exemplo é \u201ccontoso.com\u201d, e clique em Avançar;
- Nesta opção, digite o IP do servidor DNS principal, clique em adicionar e clique em Avançar;
 
- Para finalizar, clique em Concluir. Pronto, está criada a zona secundária. Logo adiante, aprenderemos a configurar a zona, para que os registros sejam atualizados;
 
- Agora iremos ao servidor DNS principal, clique com o botão direito na Zona principal direta, clique em propriedades;
- Clique na aba Servidores de nomes e clique em Adicionar. Na janela Novo registro de recursos, digite o FQDN do servidor DNS secundário e clique em Resolver. Dica: Não esqueça que o registro do tipo host (A) do servidor secundário, tem que existir na Zona principal direta do servidor DNS principal, senão ele não irá ser resolvido;
  
- Finalizada esta etapa, vá até a aba Transferências de zonas e, se não estiver ativada, ative. Por padrão, a opção Para qualquer servidor estará selecionada. Esta opção não é muito segura, pois o servidor poderá replicar seus registros para qualquer servidor DNS que estiver na rede. Para contornarmos isso, selecionaremos a opção Apenas para servidores listados na guia \u201cServidores de nomes\u201d. Clique Ok e em Ok novamente;
- Pronto. Agora podemos verificar que o servidor DNS secundário foi configurado e já está pronto para receber a replicação dos registros do servidor DNS principal;
 
2) Criando uma Zona de Stub:
Primeiro vamos definir o que é uma zona de stub. A zona de stub (stub zones) só está disponível à partir do Windows Server 2003. Este tipo de zona não armazena todos os registros dos servidores membros do domínio. Então como ele funciona? A zona de stub somente armazena os registros (do tipo NS, SOA e gluerecords*) dos servidores DNS que são autoridades do dominio, isto é, contém apenas os servidores para os quais as consultas de resolução de nomes serão repassadas. As zonas de stub não fazem resolução de nomes, apenas informam quem é capaz de resolvê-los. Este tipo de zona tem como finalidade facilitar o processo de resolução de nomes quando se faz necessário enviar as requisições para outros servidores DNS.
[* Gluerecords são os registros do tipo A associados com um registro NS]
Vamos lá!
- Abra o console DNS, localizado em Ferramentas Administrativas, ou pelo comando dnsmgmt.msc e expanda a árvore clicando no sinal de mais (+) ao lado do nome do servidor;
- Selecione a opção Zonas de pesquisa direta, clique com o botão direito e clique na opção Nova zona. Vai aparecer o assistente de nova zona e clique em avançar;
- Nesta opção, clique em Zona de stub e em Avançar;
- Na opção Nome da zona, digite o mesmo nome da zona que deseja criar. No nosso exemplo, digitamos \u201cStub.Contoso.com\u201d. Clique em Avançar;
- Na opção Arquivo da zona, deixe no nome sugerido, que é o nome da zona seguido de .dns e o local em que vai ser criado é o mesmo %systemroot%\system32\dns;
- Na opção Servidores DNS principais, entraremos com o IP dos servidores DNS que armazenam as zonas que serão copiadas para a zona de stub. Clique em adicionar, em Avançar e Concluir;
 
- Pronto. Está concluída a criação da zona de stub;
 
Espero que tenham gostado.
Abraços e bons estudos.