A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Tipos de Softwares maliciosos

Pré-visualização | Página 1 de 3

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO Á DISTÂNCIA
Departamento de Economia e Gestão
Curso de Licenciatura em Comunicação aplicada à Jornalismo e Marketing
Tipos de Softwares Maliciosos, sua Forma de Actuação e as Suas Formas de Mitigação
Sérgio Alberto Madime
Código: 3120676
Gaza
Agosto 2021
i
INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO Á DISTÂNCIA
Departamento de Economia e Gestão
Curso de Licenciatura em Comunicação aplicada à Jornalismo e Marketing
Tipos de Softwares Maliciosos, sua Forma de Actuação e as Suas Formas de Mitigação
Trabalho de Campo, de carácter avaliativo, a ser submetido na Coordenação do Curso de Licenciatura em Comunicação aplicada à Jornalismo e Marketing, curso de Tecnologia de Informação e Comunicação 
 
 
 
 
Sérgio Alberto Madime
Código: 3120676
Gaza
Agosto 2021
Índice
Introdução	3
Conceitos básicos do Sistema operativo	5
Software malicioso	5
Breve história dos Softwares maliciosos	5
Características os Softwares maliciosos	6
Objectivos do Softwares maliciosos	7
Tipos software malicioso e suas formas de actuação	7
Hardware	7
Spyware	7
Vírus	7
Cavalos de Tróia	8
Rootkit	8
Phishing	9
URL Injection	9
Ransomware	9
Formas de mitigação dos softwares maliciosos	10
Instalação de antivírus	10
Filtros de spam	10
Firewalls	10
Actualizações regulares	10
Conclusão	11
Bibliografia	12
Introdução
Com o surgimento de computadores muitos processos repetitivos foram automatizados, permitindo que dados importantes da organização fossem armazenados de forma digital. Os usuários de má fé e com alto domínio de informática desenvolve softwares maliciosos para tentar obter informações de forma não autorizada e deixar inoperacionais computadores que possuem informações críticas das empresas! Existem diferentes tipos de Softwares maliciosos e diferentes formas como mitigar ou prevenir-se sobre essas ameaças.
O trabalho surge no âmbito da disciplina de Tecnologia de Informação e Comunicação cujo tema é: Tipos de Softwares maliciosos, sua forma de actuação e as suas formas de mitigação. A pesquisa focar-se-á em alguns aspectos como os principais tipos de tipos de softwares maliciosos e como pode-se minimizar os seus danos colaterais. Antes porem, importa referenciar que um malware é programa que pode infectar a outros programas incluindo uma cópia possivelmente evoluída de si mesmo. 
Existem muitos métodos que são utilizados para identificar software malicioso. Estes podem ser a detecção dos vírus informáticos, como por exemplo worms e cavalo de troa. Outra técnica passa pela detecção baseada no comportamento, identificando o software malicioso em acções típicas, como por exemplo a conexão não solicitada e dissimulado `a Internet, o que costuma se o caso dos cavalos de Tróia e dos keyloggers.
Quanto à estrutura do mesmo, além da própria introdução, compõe o desenvolvimento textual, onde far-se-ia a menção ou uma breve abordagem dos conceitos básicos do sistema operativo, onde vai abordar: Software malicioso, Breve história dos Softwares maliciosos, Características os, Softwares maliciosos e Objectivos do Softwares maliciosos. Também dos Tipos software malicioso e suas formas de actuação e por fim as formas de mitigação dos softwares maliciosos, com vista a ajudar a compreensão do trabalho.
Quanto aos Objectivos, este trabalho surge com grande objectivo de abordar diferentes tipos de Softwares maliciosos, a sua forma de actuação e como mitigar ou prevenir cada uma delas, onde pretende-se descrer os Tipos de Softwares maliciosos, sua forma de atuação e as suas formas de mitigação.
No que concerne às metodologias usadas durante a realização do presente trabalho, recorreu-se ao método bibliográfico que consistiu na consulta de obras bibliográficas e internet, método descritivo que consistiu na descrição de informações recolhidas nas diferentes obras onde cada autor está devidamente referenciado no final do trabalho.
Conceitos básicos do Sistema operativo
Na Informática, denomina-se sistema operativo ao conjunto de programas informáticos que permitem uma administração satisfatória dos recursos que possuem um computador. Também conhecido como software de sistema, o sistema operativo começa a ser executado no computador imediatamente após ser ligado e gerência o hardware desde os níveis mais básicos, permitindo também a interacção do usuário. O software é constituído por todos os programas que existem para um referido sistema, quer sejam produzidos pelo próprio utente ou pelo fabricante do computador. (FERNANDES, 2014)
Software malicioso
Considera-se ´ malware (malicious software ou software malicioso) todo o programa capaz de provocar danos a um utilizador, computador ou rede de computadores, podendo este assumir diversas formas. (FERNANDES, 2014)
Breve história dos Softwares maliciosos
Desde a origem da tecnologia vem aparecendo diversos tipos de ameaças intermináveis, essa propagação teve início em meados de 1949 quando surgiu o que se pode chamar o inicio da criação de software malicioso, Jonh Von Neuman criou a teoria de Auto-reprodutores programas auto replicáveis que eram capazes de controla outros programas, este conceito tem milhares de aplicações legítimas na informática, mas não demorou muito e logo surgiram inúmeras intenções maliciosas em cima desta teoria. (NUNES, 2016)
Os primeiros vírus da história não eram tão perigosos como actualmente a única coisa que ele fazia era exibir uma mensagem na tela e passar para outro computador. Mas não demorou muito para essa brincadeira virar uma ameaça hackers e engenheiros da computação mal-intencionados começarão a criar métodos para roubar informações e utilizar máquinas alheias. (NUNES, 2016)
Ao longo dos anos 80 os computadores foram se tornando populares e a parti daí cada vez mais pessoas começaram a percebe a tecnologia usar e criar seus próprios programas foi então nessa década que os primeiros criadores dedicados de programas maliciosos surgiram, e em 1981, Richard Skrenta criou o primeiro vírus de computador, o vírus chamado de Elk Cloner, mostrava um poema a cada 50 reinicialização dos computadores infectados. (NUNES, 2016)
Em 1984 Frederick B. Cohem utilizou pela primeira vez o termo vírus informático, em um estudo definindo como um programa capaz de infectar outros programas, modificando de modo a incluir-lhe uma cópia de si mesmo. Em 1987, o vírus Jerusalém ou Sexta-feira 13, surgiu como a capacidade de alterar ficheiros com extensões (exe.) e (.com) ele tornou-se um dos vírus mais famosos da história, na época muitas pessoas por falta de conhecimento achava que a única maneira de se proteger contra esse vírus era mantendo os seus computadores desligado. Em 1999, o worn Happy iniciou uma nova era na criação de malware que permanece até os dias de hoje que é o envio de worms por E-mail. Em 2004 foi o ano que os worms causaram pânico geral nesse tipo de epidemia e curiosamente o último. Seus criadores perceberam que podiam ir muito além de sair em capas de jornal e causar pânico. Começaram a perceber que suas habilidades poderiam ganhar muito mais dinheiro gerando um novo tipo de negócio. (NUNES, 2016)
Por volta de 2005 destacaram-se os c, esse tipo de malware passou a se desenvolvido para roubar informações confidenciais de serviços bancários online. Daí surgiu na internet uma grande variedade de malware e para conseguir se proteger destas ameaças da melhor maneira possível e fundamental conhecer os tipos de malware. Quando um usuário nota que seu computador está infectado e normal que ele venha afirma que seu computador esteja com vírus. Mas nem sempre e vírus, vírus e apenas um dos tipos de malware, que por sua vez e um software desenvolvidos por programadores os vírus infectam os sistemas fazem cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores. (NUNES, 2016)
Características os Softwares maliciosos
Assim considera-se como principais características as capacidades de: transmissão ou recessão pela rede, transmissão ou recessão por correio electrónicos,