A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
estruturasdegestaopublica

Pré-visualização | Página 7 de 31

Federal (APF), que é formada pelas mais diversas 
estruturas.
Na Administração Direta, por um lado, estão os órgãos, que desem-
penham atividades inerentes a Estado, as quais demandam maior burocracia e controle.
Por outro lado, na Administração Indireta, estão as entidades cuja atuação deve ser 
mais ágil e desembaraçada:
• Autarquias: submetem-se ao Direito Público, mas não possuem capacidade para 
legislar;
• Fundações públicas: a lei criadora vai definir o regime jurídico, se de Direito Público 
ou Direito Privado;
• Empresas públicas e sociedades de economia mista: submetem-se ao Direito 
Privado, mas há uma diferenciação a depender das atividades desempenhadas: se 
exploradoras de atividade econômica, não lhes é dado nenhum privilégio; se 
prestadoras de serviços públicos, são concedidos alguns privilégios inerentes ao 
Direito Público, em respeito ao princípio da continuidade dos serviços públicos.
São todas essas estruturas administrativas – cada uma com sua importância – que fazem 
com que o Estado possa realizar suas atividades e prestar os serviços necessários à sociedade.
As características inerentes a cada tipo de estrutura nos permite estabelecer a amplitude 
do controle a ser exercido sobre elas.
27
Tribunal de Contas da União
Bibliografia
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: < http://www.planalto.
gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Decreto nº 8.945, de 27 de dezembro de 2016. Disponível em: < http://www.planalto.
gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8945.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967. Disponível em: < http://www.planalto.
gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del0200.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/
ccivil_03/leis/L8112cons.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Lei nº 9.962, de 22 de fevereiro de 2000. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/
ccivil_03/leis/L9962.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Lei nº 11.107, de 06 de abril de 2005. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/cci-
vil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11107.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
_____ Lei nº 13.303, de 30 de junho de 2016. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/cci-
vil_03/_ato2015-2018/2016/lei/L13303.htm >. Acesso em: 09 de maio de 2017.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8945.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8945.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del0200.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del0200.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8112cons.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8112cons.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9962.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9962.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11107.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11107.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/L13303.htm
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/L13303.htm
		8.1 Personalidade Jurídica dos Consórcios Públicos
		8. Consórcios Públicos
		7.3 Lei 13.303/2016 (Lei das Estatais)
		7.2 Prestadoras de serviços públicos
		7.1 Exploradoras de atividades econômicas
		7. Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista
		6.1 Natureza jurídica
		6. Fundações Públicas
		5.1 Autarquias de Regime Especial
		5. Autarquias
		4. Órgãos da Administração
		3. Organização Administrativa
		2.2 Regime Jurídico
		2.1 Desconcentração e descentralização
		2. Conceitos Básicos
		1. Introdução 
		Síntese
		Bibliografia
Estruturas de Gest?o P?blica_Aula_2.pdf
Estruturas de Gestão Pública
Aula 2
Ciclo de Gestão na
Administração Pública Federal
© Copyright 2017, Tribunal de Contas de União 
<www.tcu.gov.br>
Este material tem função didática. A última atualização ocorreu em Abril de 2017. As 
afirmações e opiniões são de responsabilidade exclusiva do autor e podem não ex-
pressar a posição oficial do Tribunal de Contas da União.
RESPONSABILIDADE PELO CONTEÚDO
Tribunal de Contas da União
Secretaria Geral da Presidência
Instituto Serzedello Corrêa
Diretoria de Educação Corporativa de Controle
Serviço de Educação Corporativa de Controle - Seducont
CONTEUDISTA 
José Arimathea Valente Neto
TRATAMENTO PEDAGÓGICO 
Violeta Maria dos Santos Galvão 
PROJETO GRÁFICO e DIAGRAMAÇÃO
Vanessa Vieira
Permite-se a reprodução desta publicação, em parte ou no todo, semalteração do conteúdo, desde que citada 
a fonte e sem fins comerciais.
http://portal.tcu.gov.br/inicio/index.htm
3
Tribunal de Contas da União
Aula 2 - Ciclo de G
estão na Adm
inistração Pública Federal
Aula 2
Ciclo de Gestão na Administração Pública Federal
Como visto na aula passada, a Constituição Federal estabeleceu diversos deveres ao 
Estado, que teve de criar estruturas administrativas para poder realizar suas atividades e prestar 
os serviços necessários à sociedade.
Por um lado, a sociedade demanda a prestação de vários serviços, como saúde, educação 
e segurança. Por outro, os recursos que o Estado possui são escassos.
Como compatibilizar as demandas da sociedade com os 
recursos disponíveis? 
Que instrumentos o Estado utiliza para essa compatibilização 
e como se organiza? 
Quais os cuidados que os agentes devem ter para não 
cometer falhas na execução dos gastos?
Para responder a essas questões, vamos entender como funciona o planejamento e o or-
çamento na Administração Pública Federal (APF).
A partir daí, veremos os sistemas que formam o Ciclo de Gestão e as principais falhas ine-
rentes a eles, para que possamos identificá-las e controlá-las.
A fim de facilitar o estudo, esse texto está organizado da seguinte forma:
1. Introdução ............................................................................................................................................ 5
2. Marco legal: Constituição Federal de 1988 ....................................................................... 6
3. O Ciclo de Gestão ................................................................................................................................. 8
3.1 Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal ............................................... 8
3.2 Sistema de Administração Financeira Federal ..................................................... 10
3.3 Sistema de Contabilidade Federal ................................................................................ 12
3.4 Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal ........................... 14
4. Vedações e prerrogativas ........................................................................................................... 17
5. Sistema de Pessoal .......................................................................................................................... 19
4
Tr
ib
un
al
 d
e 
Co
nt
as
 d
a 
Un
iã
o
Estruturas de Gestão Pública 
Ao final dos estudos desta aula, esperamos que você tenha condições de descrever os 
principais sistemas do Ciclo de Gestão na APF, identificar o papel exercido pelos seus agentes e 
reconhecer as principais falhas cometidas por eles.
6. Principais falhas .............................................................................................................................. 22
Síntese ........................................................................................................................................................ 26
Bibliografia ............................................................................................................................................. 27
5
Tribunal de Contas da União
Aula 2 - Ciclo de G
estão na Adm

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.