Redatora revela como arrasar na redação do Enem


Se você já ouviu de alguém que a redação do Enem não tem muito mistério, temos uma notícia: essa pessoa está certa. Existem alguns truques, regras e diquinhas que vão te colocar no caminho da nota 1000 nesse texto. Conversamos com Maria Lucia Augustinho, jornalista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco para descobrir quais são os principais segredos de uma boa redação de Enem.

Competências da equipe avaliadora

Os corretores das redações seguem alguns pontos guia para definir se um texto foi ou não bem escrito. Eles chamam esses 5 pontos de competências. Cada uma das competências recebe uma nota de 0 a 200 pontos. A soma dessas notas vai definir a nota final da redação. Ou seja, garantir o bom cumprimento das competências é a resposta para garantir nota máxima.

Entenda cada uma delas:

Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.

Quando os avaliadores levam a norma culta em consideração, isso significa que sua escrita será avaliada. Eles consideram a grafia correta de palavras e expressões e o bom uso das regras de gramática de nossa língua. É importante colocar em dia as regrinhas do português antes da prova.

Compreender a proposta da redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

É neste ponto que muitas pessoas podem se perder, mesmo que acreditem estar fazendo um bom texto. Em primeiro lugar, é crucial para a banca se atentar ao tema. Se o tema da redação for, por exemplo, “desarmamento”, o texto precisa se ater estritamente a isso. Abordar temas paralelos vai te descontar pontos.

Além disso, a banca avalia também o tipo de texto, que deve ser sempre dissertativo-argumentativo. Isso significa que o tema proposto deve ser abordado com base em argumentos, exemplos e uma construção lógica da sua tese.

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Essa competência avalia sua capacidade de construir seus argumentos e ideia de forma lógica e clara para quem lê. É analisado ainda se você foi capaz de relacionar todas as informações do seu texto de maneira que ele seja facilmente interpretado

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Aqui, aquela correlação de ideias que falamos é avaliada mais tecnicamente. O momento certo de começar e terminar frases e parágrafos. Vai ser visto também se o momento e posição das frases e dos parágrafos faz sentido com a lógica do texto.

Elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Esse talvez seja o ponto mais sensível das redações do Enem para os candidatos. É importante ter em mente que toda redação precisa acabar com uma proposta de solução para o problema ou questão sugerido no tema. Essa resolução precisa ser livre de preconceitos e pré-julgamentos e servir para toda sociedade ou grupo social. Redações sem uma proposta de intervenção ou que demonstrem ignorar a diversidade social e cultural certamente perderão pontos.

Estrutura da redação

Sabendo o que deve ser dito e como isso será avaliado, como montar esse texto? As redações do Enem costumam ter de 5 a 6 parágrafos. Um parágrafo de introdução, que explica o tema e o que será apresentado a seguir. Dois a três parágrafos de desenvolvimento, onde seus argumentos serão expostos. Um parágrafo de conclusão, onde deve entrar a sua proposta de intervenção.

Seguir essa fórmula é uma maneira eficaz e segura de se ater aos critérios de conclusão da redação e ainda garantir que nada do que precisa ser dito vai ficar de fora.

Dicas extras

Coloque uma citação no seu texto. Usar uma frase de algum pensador ou personalidade para embasar seu argumento é uma ótima forma de elevar a qualidade do seu texto. é importante que essa frase se encaixe no lugar certo do texto e faça sentido do seu argumento. Não adianta usar uma citação corretíssima de Platão se ela não tem nada a ver com o restante da redação

Ofereça duas propostas de intervenção na conclusão: Além de se atentar ao posicionamento moral da sua intervenção, deixe duas opções no texto. As propostas não precisam ser muito complexas, mas ter duas opções é um bônus na sua avaliação.