Buscar

ação a síntese de anticorpos, que protegem o nosso organismo, além de desenvolver a chamada memória imunológica, tornando mais fácil o reconhecimen...

ação a síntese de anticorpos, que protegem o nosso organismo, além de desenvolver a chamada memória imunológica, tornando mais fácil o reconhecimento do agente patogênico em futuras infecções e aumentando a eficiência do sistema imune em combatê-lo. Quando o corpo é atacado por algum agente patogénico o organismo encontra-se protegido. HISTÓRICO 430 a.C.: o historiador Tucídides observou que as pessoas recuperadas da “praga de Atenas” (peste bubônica, causada por Yersina pestis) ficavam protegidas de uma segunda infecção fatal. 2 mil anos depois, no final do século XVII: a ideia da imunização artificial começou a se delinear, resultando numa das maiores conquistas da imunologia: a vacina. 1720 – Variolação: prevenção da varíola em indivíduos por meio do uso de secreções oriundas das pústulas de pacientes acometidos pela doença, porém de maneira branda. 1721: na Inglaterra, usava-se clinicamente a variolação pelo contato com o material proveniente de indivíduos com uma forma mais branda da doença. 1796: O médico inglês Edward Jenner, observando ordenhadeiras, após o contato com a varíola bovina (cowpox-vacínia), ficavam protegidas da varíola humana (smallpox), iniciando uma prática que um século mais tarde viria ser chamada vacinação, por Louis Pasteur. O criador da primeira vacina, contra a varíola, foi, de fato, Edward Jenner. Em 1796 Jenner observou que as vacas tinham nas tetas feridas iguais às provocadas pela varíola no corpo de humanos. Os animais tinham uma versão mais leve da doença, a varíola bovina. Ao observar que as moças responsáveis pela ordenha, que comumente acabavam infectadas pela doença bovina, quando expostas ao vírus humano tinham uma versão mais suave da doença, ele recolheu o líquido que saía destas feridas e o passou em cima de arranhões que ele provocou no braço de um garoto. O menino teve um pouco de febre e algumas lesões leves, tendo uma recuperação rápida. Os trabalhos de Pasteur apresentaram uma lógica similar à de Jenner, mas fundamentada em trabalho laboratorial. Ele observou que bacilos da cólera aviária (Pasteurella septica) tornavam-se menos virulentos por envelhecimento ou aumento de temperatura e induziam a uma resposta protetora diante de uma infecção


Essa pergunta também está no material:

Resumo - Vacinas e Soros - Imunologia
5 pág.

Imunologia Universidade Federal de PernambucoUniversidade Federal de Pernambuco

💡 1 Resposta

User badge image

Ed Verified user icon

Parece que a sua pergunta está incompleta. Por favor, forneça mais informações ou formule uma pergunta específica para que eu possa ajudá-lo.

0
Dislike0

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis


✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta.

User badge image

Outros materiais