A maior rede de estudos do Brasil

Defina pressão osmótica e pressão hidrostática e complete:

Quais condições podem provocar desequilíbrio dessas forças e o que pode ocasionar?


4 resposta(s)

User badge image

Carlos

Há mais de um mês

Pressão hidrostática representa a pressão da água sobre os os vasos sangúineos. A água pode estar exercendo pressão hidrostática dentro dos vasos ou fora dos vasos, pois existe água dos dois lados. Essa pressão empurra os líquidos para fora. Acho que você quis dizer pressão oncótica ou coleidosmóstica (ao invés de osmótica). A pressão oncótica ou coleidosmótica representa a pressão das proteínas sobre os vasos sanguíneos, também pode vir de dentro dos vasos e de fora dos vasos, diferente da pressão hidrostática, essa pressão traz líquidos, suga, traz para dentro, etc. Ou seja, a pressão hidro empurra, e a oncotica traz para dentro. Nos capilares a pressão hidrostática de dentro dos vasos precisa ser maior que a pressão de fora dos vasos e maior que a pressão oncótica de dentro dos vasos, isso faz com que água, oxigênio, nutrientes etc saiam de dentro dos vasos para os tecidos. Nas vênulas, a pressão hidrostática é menor e a pressão hidrostática de fora é maior, assim como a pressão oncótica de fora é maior (tecidos) e a pressão oncótica das vênulas é maior. Tudo isso facilita a saída de água e outros excretas metabólicas dos tecidos para as vênulas, facilitando a drenagem e a excreção dessa forma. Várias patologias podem causar o desequilíbrio dessas forças, como edema pulmonar, as inflamações em geral, etc. Tudo isso ocorre devido a passagem de proteínas para dentro dos tecidos (edema) que acabam por aumentar a pressão oncótica dos tecidos e com isso aumenta absorção de água criando uma retenção de líquido nessas áreas. Além disso com o aumento de líquido a drenagem linfática fica prejudicada por que o líquido acumulado pressiona os linfáticos adjacentes, e muitos outros eventos, mas basicamente é isso. 

Pressão hidrostática representa a pressão da água sobre os os vasos sangúineos. A água pode estar exercendo pressão hidrostática dentro dos vasos ou fora dos vasos, pois existe água dos dois lados. Essa pressão empurra os líquidos para fora. Acho que você quis dizer pressão oncótica ou coleidosmóstica (ao invés de osmótica). A pressão oncótica ou coleidosmótica representa a pressão das proteínas sobre os vasos sanguíneos, também pode vir de dentro dos vasos e de fora dos vasos, diferente da pressão hidrostática, essa pressão traz líquidos, suga, traz para dentro, etc. Ou seja, a pressão hidro empurra, e a oncotica traz para dentro. Nos capilares a pressão hidrostática de dentro dos vasos precisa ser maior que a pressão de fora dos vasos e maior que a pressão oncótica de dentro dos vasos, isso faz com que água, oxigênio, nutrientes etc saiam de dentro dos vasos para os tecidos. Nas vênulas, a pressão hidrostática é menor e a pressão hidrostática de fora é maior, assim como a pressão oncótica de fora é maior (tecidos) e a pressão oncótica das vênulas é maior. Tudo isso facilita a saída de água e outros excretas metabólicas dos tecidos para as vênulas, facilitando a drenagem e a excreção dessa forma. Várias patologias podem causar o desequilíbrio dessas forças, como edema pulmonar, as inflamações em geral, etc. Tudo isso ocorre devido a passagem de proteínas para dentro dos tecidos (edema) que acabam por aumentar a pressão oncótica dos tecidos e com isso aumenta absorção de água criando uma retenção de líquido nessas áreas. Além disso com o aumento de líquido a drenagem linfática fica prejudicada por que o líquido acumulado pressiona os linfáticos adjacentes, e muitos outros eventos, mas basicamente é isso. 

User badge image

Douglas

Há mais de um mês

pressão hidrostática é aquela exercida por uma coluna líquida sobre uma superfície. 
A pressão osmótica é aquela que deve ser exercida sobre a solução para impedir a passagem de solvente de uma solução para a outra, ou seja, impedir a osmose.
O sistema linfático é paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sangüíneos, filtrando-o e reconduzindo-o à circulação sangüínea ele é constituído pela linfa, vasos e órgãos linfáticos

User badge image

Daniela

Há mais de um mês

A pressão oncotica é determinada pela concentração de macromoleculas (proteinas) na luz do vaso, ou seja, a pressão oncótica é a "força" que as macromoleculas fazem para "puxar" o líquido para o INTRAVASCULAR (por isso que o líquido fica dentro do vaso), se eu tenho por exemplo uma hipoalbuminemia (ex: síndrome nefrotica) --> se eu tenho a hipoalbuminemia eu vou ter perda de proteína certo? então eu vou ter a minha pressão oncotica diminuida, e com isso eu vou perder líquido para o compartimento intersticial.

 

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes