Preciso de ajuda!!!

Roberto XXX e OUTROS interpuseram Agravo de instrumento objetivando a reforma  de decisão proferida no juízo de Direito da 1ª vara Cível do Foro Regional da Barra da Tijuca da Comarca da Capital, que rejeitou a exceção de incompetência interposta nos autos da Ação de cobrança ajuizada pela Construtora Joia LTDA (agravada) contra os ora agravantes. Com efeito a Construtora Joia ajuizou ação de cobrança no foro regional da Barra da Tijuca(domicilio de um dos réus), sem que fosse observada cláusula contratual de eleição de foro que fixava o foro Central da comarca como competente para solucionar qualquer litigio referente ao contrato existente entre as partes. os agravantes alegaram ainda que o juízo da 4ª Vara Cível da Comarca da Capital (foro Central) estaria prevento, tendo em vista a existência de ação conexa proposta, objetivando o cumprimento de obrigação de fazer. Em 1ª instância, a magistrada entendeu que o foro de eleição fora respeitado,porque o foro Regional da Barrada Tijuca é parte integrante da Comarca da Capital, bem como reconheceu sua prevenção para apreciar a demanda, pois emitira despacho positivo anteriormente ao exarado na Ação de Obrigação de Fazer, em curso no Juízo de Direito da 4ª Vara Cível da Comarca da Capital, envolvendo as mesmas partes. Nas razões recursais, os agravantes sustentam o desrespeito ao foro de eleição ter havido erro na informação prestada pelo juízo prevento, pugnando pelo reconhecimento da conexão e prevenção do Juízo de Direito da 4ª vara Cível da Comarca da Capital. Além dos documentos exigidos pelo art 525 do CPC, foram juntadas ao recurso a petição inicial da ação de obrigação de fazer(4ª vara cível) e a contestação da ação de cobrança(1ª Vara Cível do foro da Barra da Tijuca). Como você decidiria o presente caso?

Disciplina:Direito Processual Civil I1.519 materiais