A maior rede de estudos do Brasil

Qual a diferença entre a "Teoria de uma Chance" e o "Lucro cessante"?

Qual a diferença entre a "Teoria de uma Chance" e o "Lucro cessante"? 


3 resposta(s)

User badge image

Bruna

Há mais de um mês

Lucros cessantes são o que razoavelmente se deixou de ganhar; é o lucro que foi frustrado em seu ganho. 

 

Segundo, Cavalieri, a doutrina francesa, aplicada com freqüência pelos nossos Tribunais, fala da perda de uma chance (perte d’une chance) nos casos em que o ato ilícito tira da vítima a oportunidade de obter uma situação futura melhor, como progredir na carreira artística ou no trabalho, arrumar um novo emprego, deixar de ganhar uma causa pela falha do advogado etc. É preciso, todavia, que se trate de uma chance real e séria, que proporcione ao lesado efetivas condições pessoais de concorrer à situação futura esperada.

 

Yves Chartier afirma que "a reparação da perda de uma chance repousa em uma probabilidade e uma certeza; que a chance seria realizada, e que a vantagem perdida resultaria em prejuízo". Renato Maneschy, aponta como critério para a indenização pela perda de uma chance "condicionar o lucro cessante a uma probabilidade objetiva resultante do desenvolvimento normal dos acontecimentos conjugados às circunstâncias peculiares do caso concreto", de modo que será "sempre necessário que os efeitos decorram e se produzam do ato danoso em relação ao futuro, impedindo ou diminuindo o benefício patrimonial legitimamente esperado".

 

a diferença maior entre os dois repousaria no fato da Teoria de uma chance ser embasada em uma probabilidade de perda, enquanto o lucro cessante é uma certeza absoluta desta perda.

Lucros cessantes são o que razoavelmente se deixou de ganhar; é o lucro que foi frustrado em seu ganho. 

 

Segundo, Cavalieri, a doutrina francesa, aplicada com freqüência pelos nossos Tribunais, fala da perda de uma chance (perte d’une chance) nos casos em que o ato ilícito tira da vítima a oportunidade de obter uma situação futura melhor, como progredir na carreira artística ou no trabalho, arrumar um novo emprego, deixar de ganhar uma causa pela falha do advogado etc. É preciso, todavia, que se trate de uma chance real e séria, que proporcione ao lesado efetivas condições pessoais de concorrer à situação futura esperada.

 

Yves Chartier afirma que "a reparação da perda de uma chance repousa em uma probabilidade e uma certeza; que a chance seria realizada, e que a vantagem perdida resultaria em prejuízo". Renato Maneschy, aponta como critério para a indenização pela perda de uma chance "condicionar o lucro cessante a uma probabilidade objetiva resultante do desenvolvimento normal dos acontecimentos conjugados às circunstâncias peculiares do caso concreto", de modo que será "sempre necessário que os efeitos decorram e se produzam do ato danoso em relação ao futuro, impedindo ou diminuindo o benefício patrimonial legitimamente esperado".

 

a diferença maior entre os dois repousaria no fato da Teoria de uma chance ser embasada em uma probabilidade de perda, enquanto o lucro cessante é uma certeza absoluta desta perda.

User badge image

Paulo

Há mais de um mês

Isso também vale para Responsabilidade Civil.

Vejamos: 

Lucro Cessante é a frustração da expectativa de lucro. É a perda de um ganho esperado. Há casos em que a indenização já vem estimada no contrato, como acontece quando se pactua a cláusula penal compensatória. 

Teoria de uma Chance ou perda de uma chance é a perda de um dano real indenizável se puder calcular o grau de probabilidade de sua concretização ou da cessão do prejuízo. Se assim é, o dano deve ser apreciado em juízo, segundo o maior ou menor grau de probabilidade de converter-se em certeza. A chance ou oportunidade seria indenizável por implicar perda de uma expectativa ou probabilidade. Como exemplo de perda da chance temos: o ato culposo de um advogado que não apresenta recurso cabível retirando de seu constituinte a oportunidade de ver sua pretensão examinada em instância superior, que poderia dar-lhe ganho de causa. Situação que decorre quando alguém, por ATO ILÍCITO DE OUTREM, PERDEU UMA OPORTUNIDADE de: OBTER um lucro ou EVITAR uma perda.

Espero ter ajudado Ana Luíza, se gostou não deixe de aprovar a resposta! Boa sorte!

User badge image

Mauricio

Há mais de um mês

Dá pra lembrar também que o lucro cessante, é calculado pelos rendimentos anteriores. A perda de uma chance é um evento futuro que ocorreria com grande probabilidade.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes