A maior rede de estudos do Brasil

caso clinico

Paciente de 23 anos com corrimento uretral....

Paciente de 23 anos chega ao PSA com queixas de corrimento uretral. Relata leve ardor ao urinar e leve prurido. Nega qualquer outro sintoma.

O paciente teve história de contato sexual desprotegido 2 dias antes da apresentação do quadro clínico.
 
 
Neste caso, qual é a terapia empírica mais apropriada para a resolução do quadro?
a- Imipenem
b- Oxacilina e gentamicina
c- Vancomicina e gentamicina
d- Ceftriaxone e doxiciclina
e- Anfotericina B

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

ALTERNATIVA D

As principais hipóteses para o diagnóstico do paciente podem estar relacionadas à gonorreia e uretrite causada por clamídia. Ainda assim, para o diagnóstico com maior precisão devem ser feitos exames laboratoriais que permitam identificar a real doença do paciente, e como consequência indicar o tratamento mais adequado.

ALTERNATIVA D

As principais hipóteses para o diagnóstico do paciente podem estar relacionadas à gonorreia e uretrite causada por clamídia. Ainda assim, para o diagnóstico com maior precisão devem ser feitos exames laboratoriais que permitam identificar a real doença do paciente, e como consequência indicar o tratamento mais adequado.

User badge image

Bit

Há mais de um mês

Olá. Infere-se, pelos dados do enunciado, que PSA se refere a algum posto de saúde que trabalhe nos moldes do PSF (Programa de Saúde da Família). Nesses locais, geralmente, faz-se uma abordagem sindrômica das DSTs genitais, o que significa tratá-las após um correto enquadramento dos sintomas do paciente dentro de uma das cinco categorias pré-definidas de sintomas chamadas de síndromes. As 5 síndromes classificadoras de DSTs genitais são corrimentos uretrais, úlceras genitais, corrimentos vaginais, dor pélvica e verrugas genitais. Como o enunciado afirma categoricamente se tratar de um corrimento uretral, o profissional que recebeu esse paciente deverá seguir o protocolo específico para essa síndrome. Tal protocolo exigirá que se faça o tratamento para gonorreia, com ceftriaxone, ou para clamídia, com doxiciclina, dependendo do status de uma bacterioscopia. Resposta correta D.

Apenas como curiosidade, imipenem, da alternativa a, é um antibiótico de amplo espectro usado para combater, por exemplo, infecções intra abdominais; a oxacilina é outro antibiótico, usado na eliminaação de microrganismos resistentes à penicilina G, como o straphylococcus aureus, alguns pneumococos e estreptococos que atacam em pneumonias e abscessos; gentamicina é outro antibiótico, muito útil como segunda opção em casos de infecções bacterianas resistentes a outros medicamentos, é usado com certa frequência em septicemias; vancomicina, muito útil contra colite, é inútil contra infecções envolvendo bactérias grã-negativas, como a que causa gonorreia; e, por último, a anfotericina B é um antifúngico usado, por exemplo, no tratamento da candidíase, uma micose que geralmente inclui-se na síndrome de corrimentos vaginais, o que não tem nada a ver com a dos corrimentos uretrais do paciente da questão. Até mais. Espero ter ajudado.

 

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

ALTERNATIVA D


As principais hipóteses para o diagnóstico do paciente podem estar relacionadas à gonorreia e uretrite causada por clamídia. Ainda assim, para o diagnóstico com maior precisão devem ser feitos exames laboratoriais que permitam identificar a real doença do paciente, e como consequência indicar o tratamento mais adequado.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas