A maior rede de estudos do Brasil

A Declaração de Trânsito Aduaneiro é o documento que acompanha a mercadoria, sob controle aduaneiro, quando transportada de um ponto a outro do territ


1 resposta(s)

User badge image

Thaís

Há mais de um mês

 Declaração de Trânsito Aduaneiro (DTA) é o documento para despacho em trânsito aduaneiro. É integrada pelo termo de responsabilidade firmado pelo beneficiário do trânsito e pela empresa transportadora.

O Regime Especial de Trânsito Aduaneiro é o que permite o transporte de mercadorias, sob controle aduaneiro, de um ponto a outro do território Nacional. A mercadoria é retirada na Zona Primária (Porto ou Aeroporto) e transferida para a Zona Secundaria (EADI).

O importador e exportador precisam ser habilitados pela Receita Federal para operar suas mercadorias sob o regime de trânsito, e a decisão deve ser tomada antes da chegada da carga na zona de desembaraço, assim o tempo será necessário para a operação do fluxo, diminuindo os custos.
A autoridade aduaneira estabelecerá a rota, prazo para execução da operação e prazo para a comprovação da chegada e cautelas. As obrigações fiscais relativas à mercadoria em regime especial de trânsito aduaneiro serão constituídas em termo de responsabilidade.

A LM&RS atua nos principais portos, aeroportos e recintos alfandegados do país e realiza todos os procedimentos operacionais para a liberação de cargas de importação e exportação com a Receita Federal e demais órgãos intervenientes. Entre em contato e saiba mais sobre nossos serviços.

 Declaração de Trânsito Aduaneiro (DTA) é o documento para despacho em trânsito aduaneiro. É integrada pelo termo de responsabilidade firmado pelo beneficiário do trânsito e pela empresa transportadora.

O Regime Especial de Trânsito Aduaneiro é o que permite o transporte de mercadorias, sob controle aduaneiro, de um ponto a outro do território Nacional. A mercadoria é retirada na Zona Primária (Porto ou Aeroporto) e transferida para a Zona Secundaria (EADI).

O importador e exportador precisam ser habilitados pela Receita Federal para operar suas mercadorias sob o regime de trânsito, e a decisão deve ser tomada antes da chegada da carga na zona de desembaraço, assim o tempo será necessário para a operação do fluxo, diminuindo os custos.
A autoridade aduaneira estabelecerá a rota, prazo para execução da operação e prazo para a comprovação da chegada e cautelas. As obrigações fiscais relativas à mercadoria em regime especial de trânsito aduaneiro serão constituídas em termo de responsabilidade.

A LM&RS atua nos principais portos, aeroportos e recintos alfandegados do país e realiza todos os procedimentos operacionais para a liberação de cargas de importação e exportação com a Receita Federal e demais órgãos intervenientes. Entre em contato e saiba mais sobre nossos serviços.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes