A maior rede de estudos do Brasil

ILICITUDE

A ilicitude subjetiva, é, pois, a proibição ou o mandamento da lei penal dirige-se apenas as pessoas imputáveis, eis que somente elas têm capacidade mental para compreender as vedações e as ordens emitidas pelo legislador. MASSON, Cleber. Direito penal esquematizado.4ª ed. São Paulo: método, 2011. De acordo com o enunciado acima é analise a casuística abaixo: Deslilândio, deficiente mental, de causa não transitória, praticou um ilícito penal, e, ao tempo da conduta era inteiramente incapaz de entender o caráter ilício e nem de determinar-se de acordo com esse entendimento. É correto afirmar que, de acordo com nosso sistema penal, ele não pode ser julgado, haja vista que, falta-lhe a ilicitude subjetiva?
Direito Penal IHumanas / Sociais

1 resposta(s)

User badge image

Caroline

Há mais de um mês

 (Correto), visto que, pelo Art. 26 do CP

            O legislador adotou o critério biopsicológico. O agente deve ser portador de doença mental ou de desenvolvimento mental incompleto ou retardado (parte biológica) e no momento da conduta (ação ou omissão) deve faltar capacidade de entendimento ou capacidade de determinação (parte psicológica).

           A sentença será absolutória imprópria, o agente será absolvido com medida de segurança – prazo indeterminado (até o agente ser seguro para a sociedade) – art. 96 C.P

 (Correto), visto que, pelo Art. 26 do CP

            O legislador adotou o critério biopsicológico. O agente deve ser portador de doença mental ou de desenvolvimento mental incompleto ou retardado (parte biológica) e no momento da conduta (ação ou omissão) deve faltar capacidade de entendimento ou capacidade de determinação (parte psicológica).

           A sentença será absolutória imprópria, o agente será absolvido com medida de segurança – prazo indeterminado (até o agente ser seguro para a sociedade) – art. 96 C.P

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes